Covid-19: Prefeitura de Santana começa vacinar população a partir de 40 anos sem comorbidade nesta segunda, 14

 

Em Santana a vacinação contra a Covid-19 avança e nesta segunda-feira, 14 de junho, a Prefeitura inicia a imunização de pessoas com idade a partir de 40 anos sem comorbidade. Homens e mulheres podem receber a primeira dose da vacina, comparecendo aos postos de vacinação com documento de identidade com foto, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência no município.

A imunização acontece de 8h às 13h no drive trhu em frente a Prefeitura de Santana, no posto fixo da igreja Universal do Reino de Deus, na Policlínica Drº Alberto Lima e em quatro Unidades Básicas de Saúde reservadas para a vacinação contra a Covid-19. A campanha de imunização em Santana começou a vacinar pessoas fora dos grupos prioritários no dia 5 de junho e prossegue de acordo com a quantidade de vacinas disponíveis.

O município mantém um calendário de vacinação, conforme as recomendações do Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, vacinando pessoas a partir de 18 anos com comorbidade comprovada, trabalhadores da educação, grávidas e puérperas acima de 18 anos com comorbidade e ainda, moradores de comunidades tradicionais e ribeirinhas, acima de 18 anos.

A secretária de Saúde, Ithiara Madureira, reforça que a celeridade da vacinação tem ocorrido dentro do limite de doses disponíveis para a estratégia de imunização, possibilitando a redução dinâmica da idade do público-alvo diariamente.

Até a última sexta-feira (11), Santana já havia recebido 45.201 doses de imunizantes contra a covid-19. Destas, 25.851 foram aplicadas como primeira dose e 11.288 como segunda dose. Mais de 69,6% já receberam uma dose da vacina e 30,4% já completaram o esquema vacinal contra a doença.

Acompanhe o calendário para esta segunda-feira, 14:

– Drive Trhu – Prefeitura de Santana – 8h Às 13h

1ª dose de Astrazeneca para:

Pessoas a partir de 40 anos sem comorbidades;

Trabalhadores da Educação a partir de 18 anos, que comprovem vínculo com instituição de ensino de Santana.

2ª dose de Astrazeneca:

De acordo com a data agendada na carteira de vacinação.

Ponto Fixo – Igreja Universal do Reino de Deus – 8h às 13h

1ª Dose Astrazeneca:

Pessoas a partir de 40 anos sem comorbidades;

Trabalhadores da Educação a partir de 18 anos que comprovem vínculo com instituição de ensino de Santana.

2ª Dose Coronavac

Pessoas que já tomaram a 1ª dose e estão com a 2ª dose atrasada.

2ª Dose Astrazeneca

De acordo com a data agendada na carteira de vacinação.

– Ponto Fixo e Drive Thru – Policlínica Alberto Lima – 8h às 13h

1ª Dose Astrazeneca

Pessoas a partir de 40 anos sem comorbidades;

Trabalhadores da Educação a partir de 18 anos que comprovem vínculo com instituição de ensino de Santana.

2ª Dose Astrazeneca

De acordo com a data agendada na carteira de vacinação.

1° Dose de Pfizer

– Grávidas a partir da 12° semana de gestação e puérperas (até 45 dias de pós-parto), ambas com comorbidades, com 18 anos ou mais.

– Pessoas a partir de 18 anos com comorbidade comprovada, de acordo com a lista de comorbidades definida pelo Ministério da Saúde.

Postos de vacinação:

– Centro de Diagnóstico em Saúde da Mulher – 8h às 13h

– Associação A Nossa Família – 8h às 13h

– Policlínica Maria Tadeu – 8h às 12h

– UBS Antônio Serieiro – 14h às 17h

Lista de comorbidades definida pelo Ministério da Saúde

Diabetes Mellitus

Hipertensão arterial grave

Hipertensão Arterial Resistente (Har)

Hipertensão Arterial Estágio 3

Hipertensão arterial nos estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Doença Renal

Doenças Cardiovasculares e Cerebrovasculares

Insuficiência Cardíaca (Ic)

Cor Pulmonale e Hipertensão Pulmonar

Cardiopatia Hipertensiva

Síndromes Coronarianas

Valvopatias

Miocardiopatias e Pericardiopatias

Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas Arteriovenosas

Arritmias Cardíacas

Cardiopatias Congênita no Adulto

Próteses Valvares e Dispositivos Cardíacos Implantados

Doença Cerebrovascular

Imunossuprimidos

Anemia Falciforme

Câncer

Obesidade Grave (com IMC a partir de 40

Síndrome de Down

Cirrose Hepática

Doença Asmática

Doença Alérgica

É necessário comprovar a comorbidade através de laudo médico, exames ou receita médica. Para casos de comorbidade por obesidade, é preciso apresentar laudo médico/Parecer Nutricional.

Comunicação – Prefeitura de Santana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *