Covid-19: Prefeitura de Macapá oferece novas modalidades de aventuras radicais a visitantes do Bioparque da Amazônia após flexibilização de regras

 

Você que gosta de aventura, esportes radicais, desafios e muita emoção já pode voltar a desfrutar tudo isso no Bioparque da Amazônia, claro respeitando todas as regras de saúde e segurança. Conhecido, seja pela exuberância de suas árvores gigantescas ou diversidade animal e vegetal, aos poucos o lugar volta a ser reverenciado por um público que busca contato com a natureza e diversão em um só lugar. Quem passou pelos gigantescos corredores do complexo nestes dias de funcionamento, após a reabertura pôde usufruir das novidades que o parque ganhou para receber seus visitantes.

Novas atrações

 

O circuito da “Bioaventura” ganhou novas modalidades radicais. Isto tem sido o grande atrativo de visitantes. Além da tirolesa, que já existia, a trilha está composta agora por arborismo (escalada em árvore), parede de escalada, arvorismo (trilha suspensa nas árvores) e passeio caboclo (canoagem). O espaço ainda oferece a trilha da bike, onde o visitante faz o agendamento, leva a sua bicicleta e pode se aventurar pelo meio da floresta, conhecendo a fauna e a flora amazônicas.

A trilha é um dos espaços mais procurados. O circuito é uma ótima opção de lazer com familiares e amigos em meio a um paraíso amazônico. A trilha suspensa tem 7 metros de altura e 300 metros de comprimento com 25 torres, cada uma com um grau de dificuldade maior. Essa trilha leva a tirolesa, que possui 10 metros de altura e 270 metros de comprimento. A parede de escalada tem 10 metros de altura. O arborismo é feito em uma árvore com 25 metros de altura.

 

“Durante todos esses meses de quarentena, o trabalho aqui não parou. Estávamos preparando tudo isso para a reabertura, em um padrão muito melhor do nosso parque”, disse o diretor do Bioparque da Amazônia, Richard Madureira.

 

Visitantes

 

A estudante Maria Fernanda foi ao parque com os pais e as irmãs. Pela primeira vez, ela resolveu encarar os desafios na trilha da “Bioaventura”. “Achei tudo muito legal, bacana mesmo. Testei meus medos e limites. Que bom que temos agora essa excelente opção de lazer em Macapá́”, observou.

 

Monitoramento e segurança

Renne Cavalcante, instrutor de nível internacional, é o responsável pelo circuito da “Bioaventura”. Ele é professor da área de segurança do trabalho, alpinista industrial (Irata/Brasil) e arborista. Ele coordena uma equipe de técnicos e auxiliares das empresas Amazônia ao Extremo e Mais.com Treinamentos, todos responsáveis pelo acompanhamento, segurança e resgate dos visitantes durante as aventuras na trilha. “Caso algum imprevisto ocorra, por exemplo, de alguém desistir no meio do caminho, a equipe está́ preparada para fazer o resgate desse aventureiro”, ressaltou.

Cavalcante garante que todo o circuito é muito seguro. “Tudo aqui é testado antes. Os equipamentos são novos e da melhor qualidade. Uma avaliação preliminar de riscos é feita para atestar a segurança. Nosso visitante pode vir sem qualquer tipo de receio. Nossa trilha só oferece satisfação, sorriso no rosto e diversão”, assegurou.

Protocolos de segurança

O Bioparque da Amazônia reabre as portas, mas cumprindo todos os protocolos exigidos pelas autoridades de saúde. Inclusive, com um túnel de higienização na entrada principal. O uso de máscara é obrigatório para adultos e crianças. O distanciamento também permanece e deve ser obedecido para a segurança de todos. Quem for ao lugar deve levar a própria água em garrafinha, e ainda álcool em gel. Em todo o trajeto, o espaço conta com pias e sabão para os visitantes lavarem as mãos. Os passaportes para qualquer atividade de aventura são vendidos exclusivamente na bilheteria e a pulseira colocada pelo próprio visitante, sem contato com as recepcionistas.

 

Funcionamento do Bioparque da Amazônia

 

O Bioparque funciona de quinta a domingo, das 9h às 17h. O ingresso individual custa R$ 10,00 e meia R$ 5,00. Para participar das aventuras radicais são cobrados valores que variam de 10 a 20 reais por equipamento. O circuito completo de todos os equipamentos custa R$ 80,00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *