Covid-19: Neste sábado (01), idosos e pessoas com comorbidades receberão a primeira dose da AstraZeneca

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizará neste sábado (01), a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em idosos de 60 a 64 anos, que ainda não foram imunizados, e pessoas com comorbidades, de 59 anos completos e nascidas de 01/01 a 30/06. A oferta da vacina será para os grupos com as seguintes comorbidades: pessoas com deficiência permanente, cadastradas do Benefício de Proteção Continuada (BPC); imunodeficientes; Diabetes Mellitus, hipertensão arterial grave, Lupus Eritematoso e artrite reumatóide. O imunizante utilizado será a vacina Oxford/AstraZeneca.

A vacinação destes grupos ocorrerá nos drives-thru localizados na Praça Floriano Peixoto, Rodovia do Curiaú, Praça do Estádio Zerão e Policlínica da zona norte, e ainda no ponto fixo na quadra da Igreja Jesus de Nazaré, das 9h às 17h.

Para o recebimento da vacina, é necessário apresentar um documento oficial com foto, CPF e comprovante de residência. Pessoas com comorbidades devem apresentar atestado, laudo médico ou ficha de acompanhamento de doença crônica que comprove essa condição, e uma autodeclaração de comorbidade assinada.

O Município recebeu nesta sexta-feira (30), 7.055 doses da vacina AstraZeneca e espera a chegada de lotes da vacina CoronaVac para completar o esquema vacinal de pessoas que aguardam o recebimento da segunda dose.

Secretaria Municipal de Comunicação Social

  • Continuam chamando muita gente pra vacinar no mesmo dia.
    Gera muita aglomeração e reclamação.
    A própria PMM gera aglomeração.
    E eu continuo esperando a Coronavac.

  • Cheguei agora da praça Floriano Peixoto. Uma avacalhação total a tentativa de vacinação. Sem planejamento e principalmente sem respeito aos mais velhos.
    Publicaram uma tal lista(BLACK LIST, A SÉRIE) com nomes de pessoas que irão tomar a segunda dose. Eu, por exemplo, estava programado para tomar dia 22.04 a Coronavac e fiquei de fora da lista, como centenas de pessoas que estavam lá na praça querendo saber o por que de sua exclusão.
    Falta de planejamento total. E estão alegando que o Ministério Público foi quem fez a lista. Imaginem! Seria o coroamento da incompetência da SEMSA deixar o Ministério Público fazer a lista. Será que esses técnicos não servem sequer para ver papel?
    E no final ninguém soube informar o que aconteceu, se vamos tomar a segunda dose ou apenas vamos tomar naquele lugar, que aliás nem posso tomar pois sou portador de câncer no reto e na próstata.

Deixe um comentário para Alcilene Cavalcante Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *