Covid-19: Mais de dez toneladas de EPI’s chegam ao Amapá

Mais de dez toneladas de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) chegaram ao Amapá nesta sexta-feira, 22. Entre os itens, estão máscaras cirúrgicas triplas e luvas de procedimentos. Os insumos vão garantir a segurança dos profissionais que atuam na linha de frente do combate à covid-19.

A carga é parte de uma aquisição que o Governo do Amapá fez para ampliar a segurança dos trabalhadores, com investimentos que ultrapassam R$ 5 milhões. Os produtos foram descarregados na Central de Abastecimento Farmacêutica (CAF) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em Macapá.

A equipe da CAF já montou um cronograma para iniciar a distribuição do material nas unidades assistenciais e centros Covid-19.

Dentre os itens que já chegaram, estão máscaras cirúrgicas tripla, luvas de procedimentos; luvas cirúrgicas; touca sanfonada descartável e propés (protetores para os pés)

Ainda chegarão nos próximos dias, óculos de proteção; protetor facial; respirador PFF2; avental hospitalar e álcool gel.

A Sesa tem trabalhado em um planejamento para criar um estoque regular que garanta o abastecimento de toda a rede hospitalar com insumos, medicamentos e EPI’s. Contudo, tem encontrado dificuldade de aquisição devido à escassez dos produtos no mercado e o alto preço praticado.

“Mais uma remessa de EPI’s que chega para que nossos profissionais atuem de forma segura no atendimento e tratamento dos pacientes com a Covid-19. Estamos estrategicamente trabalhando para garantir o abastecimento continuo da rede em meio as dificuldades impostas pela pandemia”, reforçou o titular da Sesa, Juan Mendes.

Desde o início da pandemia, a Sesa já distribuiu aos hospitais e centros Covid-19 EPI’s que foram adquiridos pelo governo do Estado, recebidos do Ministério da Saúde e doados por parceiros como Hospital do Coração (HCor) entre outras instituições.

Os recursos foram disponibilizados pelo Governo Federal.

  • Alguém está de sacanagem nessa história. Ou o governo ou a imprensa ou os funcionários da saúde. Hoje um dos canais de televisão mostrava manifestação na frente de um dos hospitais, exatamente de profissionais exigindo EPI’s. Que não tem apoio que estão ferrados nessa guerra.
    Porra! A merda da cloroquina estava estocada na SESA, enquanto o amapaense se estrepava.
    Agora dizem que chegou toneladas e toneladas de EPI’s vindo do governo federal, fora um avão cheio mandado pelo banco ITAU, conseguido por um senador. E os funcionários dizendo que não tem nada… Alguma coisa está errada, e muito errada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *