Corram para as montanhas. Polícia Federal faz Operação na Assembleia Legislativa

A Polícia Federal (PF) amanheceu nesta quarta-feira (7) cumprindo mandados de busca e apreensão de documentos nos prédios da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) e mandados de prisão e de condução coercitiva contra servidores. Foram sete(7) presos e e sete(7) conduzidos coercitivamente à sede da Polícia Federal em Macapá. Entre os servidores, advogados, membros da comissão de licitação e das áreas administrativas e financeiras.

A PF ainda não informou sobre qual crime é a operação. Estamos aguardando mais informações.

PF-AL

Viatura e agentes da PF, em frente à Assembleia Legislativa do Amapá, na manhã de hoje

 

  • Mais do que na hora de um Procurador da República exigir que seja instituído ao menos um “posto” da Polícia Federal ao lado deste covil. Iria economizar muito economizar algum recurso público poupando combustível, pneus, tempo de deslocamento… Afinal, este infeliz prédio tornou-se quase um anexo da PF, cliente contumaz das instituições policiais. Gente que perdeu a vergonha, o pudor, a honra e que, acho, já descobriu como levar dinheiro junto com o próprio caixão, só pode. Insaciáveis!

  • E no final nenhuma novidade: as mesmas figurinhas de sempre, as mesmas justificativas, a presunção de inocência, semana que vem todo mundo solto aproveitando o “produto” do roubo, e no ano que vem o ciclo se repete, e no outro, e no outro…

  • Alcilene, a maior tristeza e q isto nunca deu e nunca dara em nada, os cabecas como sempre sabem antes e viajam. E triste, mas ja perdi a esperança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *