Corram para as montanhas

Mas corram mesmo.

Já estão fortes as articulações para vagas de conselheiro do Tribunal de Contas do estado.

Um dos que está disputando a vaga, é um deputado que está sendo processado por improbidade (corrupção), em vários processos.

E para ser Conselheiro do Tribunal de Contas é preciso ter idoneidade moral, reputação  ilibada , além é claro, de notórios conhecimentos jurídicos, econômicos, contábeis e administrativos.

Oremos.

  • Por o Roberto Goes e o Waldez goes la…pra manter a idoneidade que tem por la, nao vao perder nada…talvez ate divrsificar os procedimentos…

  • Os pré requisitos valem também para o Amapa ? Vamos aguardar o andar da carruagem e vêr como é que fica. Ao final o deputado pretendente é aclamado e fica tudo por isso mesmo.

  • Acredito que, se o escolhido não tiver idoneidade moral e reputação ilibada, além de conhecimentos jurídos, contábeis, econômicos etc., o Ministério Públi pode perfeitamente pedir a anulação da escolha.

    Se há Lei regulamentando, criando requsitos subjetivos, caso o novo membro do TCE não preencha tais requisitos, como p. ex, estar sendo processado ou investigado por corrupção, o Ministério Público, como fiscal da lei, poderá pedir a nulidade do ato de nomeação.

  • Sugestão: clonagem! Fazer clones de Clecio e Randolfe! Esses são os caras. Batem escanteio e correm pra cabecear. Top!

  • VOU FALAR TEM MUITA AUTORIDADE DO AMAPÁ EM BRASILIA, SERÁ QUE É A TAL DO STJ..KKKKKKKK É GOVERNADOR, CONSELHEIRO DO TCE, DESEMBARGADORES, DEPUTADOS ESTADUAISKKKKK COM NÚMERO DE 13KKKKKKK E VEM TODOS NO MESMO AVIÃOKKKKKKKKKKKKKKK

  • No Mato Grosso foi nomeado o Deputado Estadual Humberto Bosaipo como Conselheiro do TCE. Contra ele, o MP havia ajuizado dezenas de ações de improbidade. O MP tentou ainda junto ao TJMT impedir a posse e não logrou êxito. O MP recorreu e o respeitável STJ determinou o imediato afastamento do empossado e tudo leva a crer que o referido não mais terá cadeira naquela Corte. Será que esse imbróglio vai se repetir neste Amapá…? Penso que esse constrangimento poderia ser evitado.

  • Enquanto cada poder deste Estado não ENTENDER e EXERCER com RESPONSABILIDADE, os prindipios soberadnos de suas obrigações, este Estado tera que se conformar com tanta gente inescrupulosa em cadeiras onde os ocupantes deveriam ser pessoas no minimos honestas.
    Os poderes sao os primeiros a permitirem isso ou pela ação ou omissao e os pilantras deitam e rolam..

  • O tal deputado “ED”, pode ser indicado pela ALAP! Porém o MPA,deverá entrar com uma liminar junto ao STJ ou STF, mostrando a “boa gestão do mesmo com o colega “MS”,na condução do erário público da ALAP!

  • Vamos lá pessoal! Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão! Isso aqui é paraíso de bandido. Ou já esqueceram isso?

  • Ser conselheiro é a maior mamata.
    Nada disso que andam falando como:idoneidade, probidade, não gostar de corrupção e coisa e tal.
    Ser Consellheiro no Amapá é não trabalhar, é não seguir as recomendações técnicas dos auditores que reprovam contas de secretários e prefeitos,é aprovar contas destes irregulares, é ser bajulado nas colunas sociais …

Deixe um comentário para Cesar Furtado Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *