Coronavírus: Macapá termina semana com média de 52,3% de isolamento social e prefeitura intensifica ações educativas de conscientização da população

Entre as várias ações de combate e prevenção ao Coronavírus promovidas pela Prefeitura de Macapá, está o sistema de monitoramento, que mede a estimativa diária do cumprimento das medidas de distanciamento social. A plataforma de dados aponta que a capital amapaense terminou a semana com 52,3% de isolamento, índice registrado neste domingo, 7 de junho.

As informações são da Empresa de Inteligência de Dados (InLoco), que, tomando como base os 49,5% registrados no início da semana, 1º de junho, e a taxa de domingo, dia 7, Macapá ainda está longe dos 70% recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A pesquisa revela ainda que a parcela expressiva da população segue a quarentena nas ruas.

No fim de semana, as barreiras da Guarda Municipal foram intensificadas, com trabalho de fiscalização nas feiras e outros pontos da cidade. Os trabalhos foram direcionados para a conscientização e importância de ficar em casa durante a quarentena. A taxa de isolamento só terá reflexo positivo com a colaboração de todos.

“É lamentável que algumas pessoas ainda ignoram o isolamento social. Estamos vivendo um momento devastador de perdas. Houve uma desaceleração no número de casos, mas não podemos retroceder e ter uma nova onda de infecção do vírus. Porém, ainda é possível ver um número alto de pessoas nas ruas. O isolamento social ainda é a melhor e a mais viável forma de evitar a propagação do vírus”, disse o secretário municipal de Planejamento, Paulo Mendes.

Recomendações

As principais para impedir a propagação do vírus incluem, principalmente, o isolamento social, lavagem regular das mãos; cobrir boca e nariz com a parte interna do cotovelo ou com lenço descartável ao tossir e espirrar; e evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas gripais.

O uso de máscaras também segue entre as principais estratégias para proteção e propagação do vírus. A prefeitura já distribuiu mais de 30 mil máscaras por meio do projeto “Costurando Vidas” e segue com a campanha em diversos bairros da capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *