Complexo Fluvial de Segurança: atendimento à população ribeirinha e combate aos crimes ambientais

O Governo do Estado faz os últimos ajustes para inaugurar o Complexo Fluvial de Segurança Pública ainda neste mês de março. Estrategicamente localizado às margens do Rio Amazonas, no bairro da Fazendinha, em Macapá, o espaço vai ampliar a defesa social nos rios amapaenses, fortalecendo o atendimento à população ribeirinha e o combate aos crimes ambientais.

O Complexo é resultado do amplo planejamento de reestruturação e fortalecimento da Segurança Pública pelo Governo do Amapá. A estrutura reúne o Grupamento Marítimo-Fluvial do Corpo de Bombeiros, o Píer Integrado e o Batalhão Ambiental da PolíciaMilitar (3°BPM). Juntos, os três novos dispositivos somam R$5 milhões investidos por emendas da Bancada Federal com contrapartida do Estado.

Mais segurança e Defesa Social

Píer Integrado tem mais de 172 metros de extensão e é equipado com uma plataforma que acompanha a altura da maré do Rio Amazonas. Ele foi projetado para a entrada de ambulância fluvial, que buscará o paciente na beira do rio, e tem o apoio da balsa flutuante, que ficará disponível 24 horas para facilitar o embarque e desembarque.

A estrutura do píer é especializada para atender de forma mais ágil à população ribeirinha e às ocorrências fluviais envolvendo naufrágio, afogamento e busca em área de selva, em toda a região banhada pelo Rio Amazonas e seus afluentes.

Já o Grupamento Marítimo-Fluvial vai atuar com o trabalho de salvamento, que reduzirá o tempo de resposta das ocorrências e orientações sobre naufrágios. O Batalhão Ambiental da Polícia Militar realizará as rondas para combater crimes ambientais com o auxílio da embarcação de policiamento fluvial chamada Godzilla, adquirida com recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública.

“No Amapá, temos uma grande população ribeirinha e, com a estrutura ofertada pelo Complexo de Segurança Pública, essas pessoas estarão ainda mais amparadas e protegidas. O Píer passará a ser referência para o apoio a esse cidadão”, afirma o secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Souza.

Estado Forte Povo Seguro

A construção do Complexo faz parte da programa “Estado Forte, Povo Seguro” – o maior investimento em Segurança Pública já realizado no Amapá, com aplicação de recursos que ultrapassam R$275 milhões.

Os investimentos são fruto da parceria com a Bancada Federal e contrapartidas do Tesouro Estadual, que permitem a entrega de novos prédios, armamentos, viaturas, ambulâncias, caminhões de combate ao fogo, mobílias, sistema de rádio de comunicação, novo parque tecnológico, realização de concursos públicos, entre outras.

SECOM-Governo do Amapá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.