Como assim?

Como assim na pesquisa da Seplan o camarão e o açaí tiveram variação negativa de preço?

O camarão está pela hora da morte em qualquer feira. 25 reais o kg do camarão salgado descascado, que era 18 reais. Até por que no inverno o camarão sobe mesmo de preço.

Não tenho comprado açaí, mas vejo todo mundo reclamando do alto preço nas redes sociais.

Em viagem recente, vi mais intensamente o quanto aumentou o consumo do açaí nas outras regiões. No Rio de Janeiro, por exemplo, em qualquer horário e em todas as lanchonetes e casas de suco, que são inúmeras, o pessoal está consumindo muito açaí. Se há maior demanda pelo produto e não há aumento em sua produção, ele também aumenta de preço.

Veja o que diz o release da Seplan.

A Cesta Básica Regional do mês de janeiro registrou alta de 1,16% em relação a dezembro do ano passado, e custou R$ 1.100,00 dos seis salários mínimos líquidos de uma família amapaense composta por cinco pessoas. A maior variação nos preços foi registrada no grupo “higiene e cuidados pessoais”: 1,39% mais caro se comparado a dezembro.

O grupo alimentação obteve variação de 1,27% em relação ao mesmo período. Os alimentos com maior alta foram a couve (33,78%), seguido da laranja (22,22%) e do pão ‘careca’, com alta de 20%. Já o camarão salgado e a macaxeira apresentaram variação negativa de -22,58% e -17,96%, respectivamente.

No mês analisado, a farinha de mandioca apresentou variação positiva de 8,55%. Em dezembro, o preço médio do produto era de R$ 4,33. Em janeiro, o item era comercializado, em média, a R$ 4,70. Já o açaí, apresentou variação negativa de -8,49%. A dourada, um dos peixes mais apreciados da região, também apresentou queda de -0,46%. (Ascom-Seplan)

  • Esqueçam os dados da SEPLAN, eles não tem sustentação técnica. Aliás, não deveriam nem ser divulgados em respeito à nossa inteligência.

  • Tenho muitos amigos advogados, já toquei muitas vezes pra OAB e nos bastidores ouço que este Senhor Juliano Del Castilo nunca foi grande advogado, é apenas um advogado e sem conhecimento tecnico para estar a frente desta pasta SEPLAN tão complexa, mais fazer o que? sou apenas um eleitor e formador de opinião e o Premier do Estado não ouve ninguém…então meu velho o povo põe o povo tira..

  • Esse é um retrato fiel de quem ta cuidando do Amapá, descaso é pouco pra falar do Gov Camilo em deixar no Planejamento do Estado o fraquíssimo Juliano. Lamentável…

  • Caramba, não consegue realizar uma pesquisa imagine tomar conta de um Orçamento que é uma peça técnica. Estamos mesmos ferrados, acorda Governador, não é porque ele é seu primo que tem que continuar dando essas ¨contribuições¨ para o Estado. Se ele é de sua confiança coloca no gabinete e não nos atormente mais ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *