Começa hoje, terça-feira, temporada de Amazônica Elegância no Armazém Beer

Enrico Di Miceli e Joãozinho Gomes e convidados no verão de Macapá. A temporada de shows vai acontecer no bar Armazém Beer, todas as terças-feiras com o repertório do premiado Amazônica Elegância. Na abertura de cada terça a elegante presença de um artista de outro estado, com show completo: Eudes Fraga (dia 5), Adilson Alcântara (dia 12), Maria Lídia (dia 19) e Mário Moraes (dia 26).

Serviço

Amazônica Elegância e convidados

No Armazém Beer

Av. Presidente Vargas, 1702 – Centro

Todas as terças-feiras de julho

Às 20 horas

Ingressos: R$ 20,00

Eudes Fraga

 

  • parabenizar a produção deste grande evento de música pois são grandes nomes da música amazonica, lembrando ao meu querido amigo Claudio da bacabeiras pra chamar pra tocar seu violão unico, magico, maravilhosso e extraordinário o grande Nonato leal (meu querido e ilustre pai) que recebe homenagens em Belém da midia paraense, sua música Lamento Beduino foi regravada pelo grande violonista paraense Aluisio que reside em Goiania, a Vigia_pa fara uma grande homenagem a seu filho ilustre Nonato leal, aqui em recife aonde estou morando suas músicas começam a tocar na Fm Universitária da FPE, Fm Boa Viagem(especializada em música instrumental) e ai em Macapá aonde meu pai deu e da sua vida pela sua música e arte, o mesmo fica esquecido e não é convidado pra tocar seu violão e sua magistral arte. Fica aqui minha tristeza por este desprestigio de organismos culturais e empresários que preferem valorizar o que vem de fora, que valorizem, mais que de repente se espelhem em outros estados como aqui em recife que em primeiro lugar é Nação Zumbi, Alceu Valença, frevos, maracatus, Paulo Rafael ect…etc…os que vem de fora tem que ir lá pra fila lá trás..mais em Macapá se faz tudo ao contrario preferem deixar o grande Nonato leal de fora porque me parece que neste Estado artista não pode envelhecer e que a música foi feita pra meia duzia de artistas que não saem do blá blá blá e sequer sabem ler o Bona ou o valor de uma semi-fusa ou de uma semi-colcheia…de coração espero que esta concepção mude já basta o atraso que o meu querido e belo lugar Amapá se encontra e temos que partir e partir pra conseguir projeção porque ai é esta infinita e nojenta panelinha..(desculpe o desabafo grande Jornalista)

  • Grande Venilton Leal! Espero que a sua estadia em Recife seja periódica, pois, sem dúvida nenhuma, você está fazendo falta na noite macapanse, principalmente pelo magnífico talento artístico que és possuidor. A respeito desse teu desabafo, que inclusive é pertinente, no Blog do http://www.fernando-canto.blogspot.com, na Coluna Canto da Amazônia – Nossos ídolos, postei um pífio comentário justamente à respeito de a discriminação artística, porém, por parte de os órgãos governamentais, mais ou menos dentro desse teu raciocínio. Não se desespere Venilton, quem sabe um dia qualquer, o valoroso Nonato Pelhudo Leal, terá o seu momento de grande reconhecimento, que aliás, já fôra também, contemplado com algumas homenagens local. Forte abraço!

    • pois é grande Tadeu sai de macapá em face desta conjutura politica , estou formado em Sociologia e desempregado, em Recife, Fortaleza, BH, Belém, o povo me respeita mais, estudei amigo fui pro banco de faculdade estudar música e ciencias sociais, sinto pelo meu Pai Nonato leal que precisa tanto de mim, em Macapá o artista não pode envelhecer sabe lá em Belém O Jornal Liberal o Diario do para vão fazer uma grande homenagem ao grande Nonato leal, lá na cidade da Vigia-Pa aonde meu Pai nasceu os vereadores irão dar nome a uma rua chamada Nonato leal. em Macapá aonde meu pai deu sua vida pela música o mesmo sequer consegue ser recebido pelo jovem Governador Camilo Capiberibe e também não foi recebido pelo alienado e desinformado Senhor Rilton Amanjás presidente da camara dos vereadores…fica a tristeza sabe, enfim com minha pessoa parece que toda a vez que o PSB chega no poder eu sofro uma especia de apartheit cultural tenho que me exilar, uma angústia e um desespero para se falar com o Juliano Del Castilo, a senhora Solange que trabalha no palacio do governo, esposa do Metom que trabalha com o Esposa do Governador camilo me enganou, enganou a meu pai e olha que ela me conheçe deste jitinho, e nunca conseguio uma audiencia com o Governador Camilo, talvez nem ele saiba desta deselegancia desta senhora. Em Macapá cantora sem história, recebe R$ 25.000,00 do Governo via Secult e deixa meu pai com uma vergonha de patrocinio, mandei varios releasses, fotos, Cds, e Dvds do grande Nonato leal e DVds do nosso programa “De pai Pra Filho” para o programa do Jô Soares e Luciano da Rede Globo e já recebi um e_mail da produção do Luciano Huck solicitando mais informações da carreira do meu Pai que vai fazer 84 anos de idade agora em julho e 75 anos dedicados a música da amazônia. Se este projeto passar na Tv Globo vou com meu pai e vou falar pro Brasil e parte do Mundo esta vergonha, esta covardia e este infinito derespeito que este estado faz com a maravilhosa arte do Nonato leal. Saio de Macapá de cabeça erguida com muitas saudes dos amigos, dos bares do Curiau, das tardes de domingo no abacate da pedreira e a saudade dos meus irmãos e meus pais, mais parece que o Governador Camilo Capiberibe nunca gostou de mim não sei porque nunca fiz mal a ele, nunca fui pro rádio falar os absurdos que determinados jornalistas meia boca(desculpe o termo mais acho que até pra ser jornalista mesmo tem que ter indole e muitos vendem a alma pro Diabo por causa de dinheiro),estes caras fizeram ao longo desses 8 anos contra seu ilustre pai dele o meu amigo Capi que sempre me tratou com respeito. Mais estou tranquilo mano tenho saude, braços, pernas e talento pra trabalhar, aqui em Recife toco com o Beto Barbosa, vou dia 28 de setembro a New Yorke tocar no Brazilian Days com o referido cantor, e a vida segue, espero de coração que esta infinita panelinha sem vergonha da música amapaense que sempre fica nas custas do dinherio puplico mude tenho tantos amigos talentosos tocando na noite por uma miseria e não tem o apoio de R$ 25.000,00 do Governo, não farei parte desta canalhice acredite amigo…espero que este roubado e depenado estado respeite os cabelos brancos do grande Nonato leal já que não respeitam sua extraordinária e maravilhosa música, mais os “politicos” passarão amigo e a música do Grande Nonato sera eterna e ficara guardada no coração e no sentimento do povo do Amapa´e da amzonia.abs.até um dia

  • Tinho, o nosso problema aqui no amapá é que amapaense não gosta de amapaense, mas se vem um de fora ai todo mundo abre as pernas!

    • Tinho (egua mano nem me lembrava mais deste apelido) rsrsrsr pois é irmão o tempo passa e MCP fica com a sensação de um eterno interior melhorado, o que é bom é o que vem de fora..enfim ando cansado de dar murro em ponte de faca, tem uma cantora ai em MCP que começou a cantar um dia desses, sem referencial, sem história aonde o dinheiro abre as portas pra ela, pegou R$ 25.000,00 do Governo do AP rsrrsrsrsrsr pows e deixam o grande Nonato Leal de fora, e dão uma merreca, enfim vou ficar quieto aqui em Recife,..abraços amigo.felicidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *