Coluna Café com Notícia

Por Ana Girlene

CAFENOTICIA

Frase da coluna

“Creio na imprensa sem restrições, porque creio no poder da razão e da verdade” (Rui Barbosa, escritor e político brasileiro).

1 PEC 37

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil manifestou posição favorável a Proposta de Emenda Constitucional – PEC 3, em tramitação no Congresso Nacional. Aqui no Amapá, o presidente da OAB, Paulo Campelo, pensa diferente. “Ainda vamos reunir a nossa seccional para tornarmos nossa posição oficial. O MP tem estrutura e autonomia, e quanto mais investigação tiver, melhor para a sociedade. Não podemos apoiar qualquer proposta que enfraqueça uma instituição tão importante”, disse.

2 Caiu

O delegado Leandro Leite foi exonerado do cargo em comissão de titular da Delegacia de Polícia Especializada em Crimes contra a Fazenda Pública. Disse que cumpriu seu papel, conduzindo investigações importantes que denunciaram esquemas de corrupção no Poder Público e que agora, enfrentará novos desafios. Leandro presidiu o inquérito que revelou suposta fraude envolvendo procuradores do Estado em acordos trabalhistas. Os acusados deverão ser indiciados.

3 Crise de Valores

O especialista em gestão e planejamento estratégico, Peter Dostler (fundador da empresa GDConsult), em entrevista ao Café com Notícia, avalia que há uma crise de valores na base do fraco desempenho de pessoas no ambiente de trabalho, tanto em instituições públicas, quanto privadas. “Devemos nos perguntar diariamente qual a razão de ser do nosso trabalho. Qual a nossa missão? O que você faz aqui?. Esse deve ser o primeiro passo em qualquer planejamento,” orienta o consultor.

4 Mais voos

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL/AP) comemora a inauguração dos módulos operacionais do Aeroporto Internacional de Macapá (batizado de puxadinho ), e a ampliação da oferta de voos diários, que saltou de quatro para doze. “Avançamos, mas ainda não está bom. Queremos inteiro e não pela metade!” disse, parafraseando o cantor e compositor Arnaldo Antunes, para relembrar que as obras do novo aeroporto continuam paradas. “Fomos roubados e não podemos esquecer isso”, provocou.

5 Um ano da ” Eclésia”

Nada para comemorar, apenas relembrar que no dia 22 de maio completou um ano da chamada “Operação Eclésia”. Uma ação conjunta do MP/AP e Polícia Civil que revelou supostos esquemas de corrupção no Poder Legislativo Amapaense. De lá pra cá, 15 denúncias foram ofertadas ao TJAP, revelando desvio de aproximadamente R$ 22 milhões dos cofres públicos. Na última acusação, a antiga Mesa Diretora da AL teria adquirido combustível que dariam para abastecer 400 veículos todos os dias, durante o ano de 2011.

6 Se a moda pega

A insegurança chegou de vez na Orla de Macapá. Na madrugada do dia 20, um bando com 15 pessoas fez um arrastão, levando pânico a todos que passavam pela rua. Eles estavam armados com facas e cinco dos apreendidos tinham entre 13 e 16 anos.
“Há uma necessidade de socialização, prevenção, programas sociais e educacionais. Quando um jovem envereda pelo caminho da criminalidade a vida dele é curta, o jovem está largado e sem ocupação” afirma Wellington Nunes, comandante do 1º Batalhão.

7 Participação popular

Parece que a população de Macapá está apostando na proposta da Prefeitura de Macapá, e a cada edição das assembleias do PPA – Participativo, cresce o número de pessoas dispostas a contribuir. Na última quinta (23), mais de mil moradores do bairro Perpétuo Socorro, estiveram presentes.  “A razão de tanta gente comparecer se deve a presença do próprio prefeito e de todos os seus secretariados, além de uma grande equipe da prefeitura que escutam aos anseios e demandas dos moradores”, avalia o secretário de mobilização Claudiomar Rosa.

PPA PARTICIPATIVO

8  Participação popular II

As demandas do PPA-Participativo vão do asfalto, aumento do número de médicos nos postos de saúde, limpeza das ruas e praças, linhas de ônibus em todos os bairros, professores para as escolas e creches.  Mas a principal solicitação diz respeito a forma como os moradores da cidade desejam participar da administração da cidade. “Queremos contribuir ativamente. Estamos cansados de sermos tratados com tanto descaso pelas administrações”, disse um morador.

PPA PARTICIPATIVO II

9 Festas juninas

Mês de junho chegando e as ruas já estão ganhando as tradicionais bandeirinhas para as festas Juninas. As quadrilhas estão ensaiando desde abril nas praças e quadras de escolas, de todo o Estado, para fazerem bonito nas apresentações da Quadra Junina. As festividades da Cidade Junina acontecem no período de 13 a 30 de junho, ao lado da Fortaleza de São José, espaço que foi aprovadíssimo pelo público do Amapá.

Expresso

O turista que visita nosso Estado deve ficar totalmente desorientado. Sem sinalização turística, é impossível saber que Fazendinha e Curiaú estão em lados opostos da cidade. Será que o google Maps ajuda?

A Fundação Municipal de Cultura promete uma programação junina diferente, sem concurso de quadrilha e com muito arrasta pé, bem no estilo das festas tradicionais do nordeste.

Os empresários de ônibus continuam pressionando pelo aumento da tarifa. A estratégia, porém, de utilizar a luta dos trabalhadores por reajuste salarial não deu certo. “A tarifa aumenta e nosso salário não. Uma coisa não tem nada a ver com a outra” disse Genival Cruz, presidente do sindicato dos Rodoviários.

 

Macapá tem apenas cinco ambulâncias do SAMU, mas somente uma está funcionando. As outras quatro estão em manutenção desde o ano passado. Já o Corpo de Bombeiros, em razão da demanda, atente prioritariamente as vítimas de acidente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *