CNJ afasta desembargador do Amapá

Em decisão unânime, o Conselho Nacional de Justiça abriu procedimento administrativo disciplinar e afastou nesta terça-feira (18) o magistrado Constantino Augusto Tork Brahuna dos cargos de corregedor-geral e desembargador do Tribunal de Justiça do Amapá.

Leia mais no Portal da Folha de São Paulo http://blogdofred.blogfolha.uol.com.br/2014/11/18/cnj-afasta-corregedor-do-tj-do-amapa/

 

  • Se a limpeza for pra valer no judiciário amapaense acho que muita toga vai ficar mofada.
    Pena que o máximo que pode acontecer com pessoas iguais a esta será a aposentadoria compulsória, se fosse um simples cidadão iria saber o gosto amargo da marmita servida no Iapen.
    A justiça só funciona mesmo para pobre, digo, para ferrar pobre.

  • PEGAAAAAA FOGOOOO CABARÉ!
    BORA LÁ! AINDA TEM MT ESTRUME P/ LIMPAR D DENTRO DO JUDICIÁRIO DO AMAPÁ E DO BRASIL. QUERO UM JUDICIÁRIO EFICIENTE, MAIS TAMBÉM QUERO UM JUDICIÁRIO DECENTE. OS SENHORES DEUSES DEVERIAM DAR O MELHOR EXEMPLO, INFELIZMENTE SÃO OS MESMOS QUE ADORAM USAR OS RECURSOS PÚBLICOS EM BENEFICIO PRÓPRIO, CHANTAGEAR SERVIDORES, EMPREGAR PARENTES USANDO O ARTIFICIO DO NEPOTISMO CRUZADO, TROCANDO FAVORES COM POLITICOS CORRUPTOS. VAMOS CNJ MOSTRA PARA O BRASIL QUE AINDA PODEMOS ACREDITAR QUE A JUSTIÇA NÃO E SO PARA OS 3P (POBRE, PUTA E PRETO).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *