Cidades criativas

Registro o orgulho que sinto da amiga Márcia Corrêa.

Alcilene-Marcia-IMG_0701

A sensibilidade e a sutileza da querida Márcia Corrêa, presidente da Fundação Municipal de Cultura, estão em cada detalhe do Residencial Mestre Oscar.

Ruas com nomes de músicas regionais. Claves de sol. Notas musicais. Partituras. Arborização e jardins. Márcia Corrêa diz que “a iniciativa teve como base o modelo cidades criativas, que consiste em um novo projeto de ambientação urbana com o objetivo de valorizar a cultura regional. Isso agrega valor não só no ponto de vista cultural, mas também no turismo. Para que o morador se enxergue no espaço público e não viva em um mero aglomerado de casas”.

Homenageando Márcia, parabenizo o Prefeito Clécio Luis  e toda a equipe da PMM pela bela entrega.

Maravilha, pessoal. Macapá precisa de líderes e equipes assim: Que se preocupem primeiramente com as pessoas.

 

  • Justíssima homenagem. Os homens que me perdoem mas “os detalhes” que acabam dando um visual diferenciado com todo esse conteúdo é coisa de mulher. Parabéns Márcia e equipe da PMM que fez concretizar!

  • Todos sabem que a Márcia tem uma inteligência privilegiada, o extraordinário é que esta inteligência esta sendo muito bem aproveitada no quesito gestão, patrimonial, cultural e o institucional como um todo, temos grandes amapaenses técnicos, capacitados e que foram se formar em Belém em outros lugares ou até mesmo em Macapá fizeram doutorado e estão em Macapá porque acreditam que dias melhores virão e estão vindo em forma de beneficio coletivo pro munícipe. A Márcia é um exemplo deste comprometimento, ela sempre bebeu da água da cultura e do bom jornalismo. Parabéns Clecio Luis pelo Residencial do antológico e lendário Mestre Oscar Santos, extraordinário sua a forma de agregar povo, técnicos, classe política e a sociedade como um todo em forma de Paz, imbuído no sentimento institucional de dias melhores pro munícipe e não fomentando perseguições, brigas generalizadas entre os poderes, ganha o munícipe, a gestão e a luz da austeridade.

    • Querido Venilton, o maior patrimônio dos amapaenses é imbricada relação de parentesco/vizinhança que mantemos uns com os outros. Só a cultura da paz será capaz de preservar isso.

Deixe um comentário para Márcia Corrêa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *