Ciclo do Marabaixo: no fim de semana tem retirada do mastro e roda de marabaixo

marabaixo 3

O Ciclo do Marabaixo continua neste fim de semana no Laguinho com o corte do mastro no sábado e no domingo tem o 2º marabaixo. Os festejos são em homenagem à Santíssima Trindade e ao Divino Espírito Santo que são reverenciados no Amapá continuando uma tradição trazida pelos nosso primeiros moradores. No Laguinho dois festeiros cumprem o Ciclo que inicia oficialmente no Domingo de Páscoa e encerra no dia de Corpus Crhisti. O ritual segue a maioria das comemorações de matrizes africanas, que divide-se em religiosa e a lúdica.

A Associação Cultural Raimundo Ladislau, coordenado pelos descendentes de Julião Ramos, um dos responsáveis pela manutenção da tradição do marabaixo quando a cidade de Macapá começou a se desenvolver, faz a festa com a participação de mais de 150 membros da Associação e espera este ano a visita de mais de 5.000 visitantes. Até o final do Ciclo tem bailes dançantes, ladainhas, missa, novenas e cinco rodas de marabaixo. Para isso, a coordenação está preparando 2.500 litros de gengibirra e muita carne para os caldo que serão servidos  até o fim dos festejos.

No Laguinho, além do Raimundo Ladislau, o grupo Mestre Pavão, também descendentes de Julião Ramos, realiza a festa. Seguindo a tradição, neste sábado, 8, às 10:00 será a retirada dos mastros dos santos nas matas do Curiaú, porém, após muitos anos, esta será a primeira vez que os dois grupos farão a retirada juntas e com a participação do grupo Berço da Favela, do Santa Rita. Os mastros dos dois grupos serão levados para uma casa próxima à do festeiro de onde será trazido às 10:00 de domingo, Dia das Mães, para a casa da Tia Biló e do Mestre Pavão.

“Será uma grande festa, reunindo gerações de nossa família e recebendo amigos e convidados iremos cantando e dançando para o Curiaú e assim voltaremos em homenagem aos nossos ancestrais, à nossa história e aos santos”,fala  a presidente do Raimundo Ladislau, Danniela Ramos. Este ano outra novidade será incorporada aos festejos pelas crianças, no ato da retirada elas irão plantar árvores no local da retirada.

Mariléia Maciel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.