Carta aberta à Joel Banha

Heverson Castro

O parlamento amapaense foi palco de uma manobra e de uma vergonha nacional, diante do tratamento dado pelos deputados estaduais alinhados ao governo Waldez, defensores de Sarney e base de sustentação do atual grupo de poder que saqueia os cofres públicos do povo amapaense.

Diante disso, nosso partido viu seu único representante no parlamento estadual, participando de uma manobra, bancada pelos deputados governistas, originada nas mentes dos senhores que fazem parte da tropa de choque do PMDB.

O fato de o PT sempre ter combatido historicamente as oligarquias e os privilégios das elites, durante quase 30 anos de luta, nos condiciona a fazer esse debate abertamente com o companheiro Joel Banha, que ao contrário de outros combatentes do PT e da esquerda amapaense, jogou na vala-comum, mais uma vez o nome do Partido dos Trabalhadores, votando e defendendo uma manobra antidemocrática, golpista e inconstitucional gerada no gabinete do coronel Sarney e de seus fieis pupilos do legislativo estadual.

Nosso modo petista de atuação parlamentar sempre se pautou na defesa das regras democráticas previstas na Constituição Federal, Constituição Estadual e nos Regimentos Internos das casas legislativas desse país. Isso coloca o PT como um dos partidos que tradicionalmente sempre defendeu as regras do jogo, não patrocinando manobras que não estivessem de acordo com o processo legislativo.

O deputado Joel Banha, de forma despolitizada, defendendo seus interesses pessoais, não vem respeitando o nosso modo petista de atuação parlamentar, que prega com rigidez que nossos mandatários se comportem de maneira ética e republicana diante de conflitos políticos. Quero salientar, que o mesmo tem todo o direito de defender o coronel Sarney, desde que seja debatido dentro do PT, que se tome uma posição coletiva e que se respeitem as leis, regras e procedimentos legislativos.

Tal desrespeito ao PT, se configura no seu apoio incondicional de “desomenagear” o escritor e jornalista Palmério Dória, autor do livro “Honorável Bandidos”, que retrata os crimes históricos cometidos pelo clã Sarney contra o povo brasileiro, em especial o povo do Maranhão e do Amapá.

O ato de retirar seu apoio institucional, onde o mesmo votou a favor de a Assembléia Legislativa homenagear Palmério Dória, com votos de louvor e congratulações, por conta do livro já citado, nos envergonha perante a opinião pública e a militância petista, pois mostra a falta de compromisso do parlamentar petista com o que é votado naquela casa de leis.

As desculpas de vários deputados, incluindo nosso companheiro Joel Banha, de desconhecerem o escritor Palmério Dória, demonstram que os mesmos não conhecem a história de nosso país e não estão atualizados nos debates e temas políticos do momento.

Diante disso, gostaria de repudiar a postura do deputado e companheiro Joel Banha, pois a sua postura não está de acordo com nossos documentos históricos construídos com suor e sangue de militantes, intelectuais e diversos lutadores sociais que se dedicam a construir nosso partido. Tais documentos, como a nossa Carta de Princípios e o recente Código de Ética, aprovado no III Congresso do PT, norteiam o comportamento de nossos dirigentes, parlamentares e militantes, no que diz respeito à defesa intransigente da ética e da democracia.

Não deixaremos que uma postura isolada, sem ao menos ser discutida dentro de nossas instâncias e espaços de debate manchem a imagem de nossa estrela vermelha. Não será um voto descortês do deputado Joel Banha que mudará nossa história, pois a sua postura não representa a opinião da maioria esmagadora dos milhares de petistas amapaenses que continuam firmes na luta e respeitam nossos documentos históricos.

Santana-Amapá, 07 de novembro de 2009.

Heverson Castro – É membro do Diretório Municipal do PT de Santana

  • Heverson, como ex-militante e ex-simpatizante do PT, que viu com grande tristeza, ver um partido que defendíamos, com unhas e dentes, por ser um contra-ponto da política, se tornar um partido fisiologista, se aliar ao que de pior existe na política nacional,me permita dizer que o referido deputado, nada mais vez do que seguir a política nacional do pt de hoje( minúsculo mesmo), de ser subserviente e servil ao chefe maior da harmonia. Mas 2010 vem aí….

  • A casa amapaense fede, aquilo e um covil, assim como no resto do pais.. e uma roubalheira sem fim, e nao foi so no governo waldez nao, isso e antigo, vem do tempo do brasil colonia, esta no sangue dos politicos brasileiros, e como um virus que nao larga o hospedeiro salvam-se muito poucos, digo quase nenhum. tenho nojo de tudo isso por isso nao defendo nem A e bem B, sabe quem tem razão ? o PSTU ” e tudo farinha do mesmo saco” estamos fadados a viver na merda, enquanto o povo brasileiro for analfabeto em todos os sentido, seremos um curral de burros. isso nunca vai ter fim, sao 500 anos vivendo na ignorancia e servindo de massa de manobra para os pulhas… leiam textos de 1700 e voces poderam ver que e tudo como antes. a corrupção e um mal e não tera cura. nao a esperança…sou pessimista porque meu avo ja me falava as mesmas coisas que vejo hoje… como sempre digo vamos comer bolo fecal.. o problema e saber se o bolo vai dar para todo mundo.

    quem quiser ficar perdendo tempo defendendo politico X e Y faça isso, nao dou muito tempo e veras a verdadeira face do destruidor. nesta subclasse de seres quase humanos nao existe santo….somente vampiros sedentos pelo dinheiro nosso de cada dia.

  • nao quer perder o jaraqui. heverson, ja fui filiado ao pt, defendi essa bandeira por anos, agora nao, nao mais. isso que vc ta falando de historia é apenas historia mesmo, o velho pt morreu muitos anos atras, esquerda nunca mais, se vc é de fato contra isso, saia do barco senao te garanto que serás contaminado com essa peste podre do mundo dos incoerentes e corruptos…

  • muita gente saiu do pt depois da eleicao do molusco, debandou pois nao queria compactuar com o que o partido estava fazendo, antes o pt defendia as causas socialistas e nao se juntava a podridao deste pais, hj ela faz parte dela, nao quero fazer parte dessa degeneracao toda por isso sai do pt juntamente com muito companheiros… se informe um pouco a respeito que saberás..

  • Joel Banha era um deputado combativo no começo de seu primeiro mandato. Fiscalizava o governador Waldez com furor petista. De repente, não mais que de repente, calou-se. Calou por quê, por quê calou, Joelzito?

  • No passado, o PT brigava para mostrar que era um partido diferente dos demais, hoje, briga para mostrar que é um partido igual aos outros.

    • Heverson, você é um devaneador. Esse PT dos nossos sonhos, não existe mais, só existiu quando era de oposição, na situação é um partido igual aos outros, talvez até pior.

    • Nem igual ele consegue ser mais,mano.O PT dos sonhos,virou pesadêlo.PT dos fracos e oprimidos(Robin Wood),mas que lutava pelo bem de todos,virou caverna de Ali Babá e seus comparsas.PT hj,tem uma bandeira s/mastro,uma via de mão única,um cérebro vazio,uma rinha s/galos,um poço s/fundo c/ideais de imundos.ACABOOOUUUU….

      • AFF, concordo plenamente com você. Para ratificar o que estamos dizendo ao Heverson, no PT de oposição José Genuino e José Dirceu eram dois ícones intocáveis, hoje essas mesmas pessoas são ratos de esgoto da política brasileira e continuam dentro desse PT podre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *