Carnaval 2014

Liesap apresenta ao governo o projeto do Carnaval 2014

Com o slogan ″A gente se encontra no meio do mundo″, plano é entregue ao governador Camilo Capiberibe pelo presidente da Liga, Luís MottaO projeto do Carnaval 2014 foi apresentado ao Governo do Estado – principal patrocinador da festa – nesta segunda-feira, 6, durante reunião no Palácio do Setentrião.

O encontro contou com a participação de representantes da Liga Independente das Escolas de Samba do Amapá (Liesap), da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e do Gabinete Civil. Durante a reunião foram alinhadas as ações que vão definir a programação oficial do evento.

Com o slogan “A gente se encontra no meio do mundo”, o plano foi entregue e apresentado ao governador do Estado, Camilo Capiberibe, pelo presidente da Liga, Luís Motta. Uma das novidades deste ano é a transferência da Central do Carnaval – onde se concentra a pré-temporada – para o Monumento Marco Zero do Equador.

De acordo com Motta, o lançamento da programação oficial deverá ocorrer no próximo dia 17, com a presença de uma atração nacional. Os preparativos para o tradicional Festival de Samba de Enredo estão sendo concluídos. O cronograma do Carnaval 2014 prevê 45 dias de eventos até a data da apuração.

O governo e a Liga agora negociam o valor global do Carnaval 2014. “Com o projeto em mãos, vou reunir com a equipe de governo envolvida no Carnaval e, após esse estudo, definiremos o valor global, o que deve acontecer até o final desta semana”, assegurou o governador.

Ainda segundo o chefe do Executivo, o governo prepara uma série de medidas para atrair turistas durante o período do Carnaval. Uma delas é a liberação da ponte binacional entre o município amapaense de Oiapoque e a cidade de Saint-Georges. “O público da Guiana Francesa já é frequentador do Carnaval amapaense, mas vamos tentar facilitar ainda mais a vinda desses turistas ao Estado. Trabalhamos também a divulgação do Carnaval em outros estados”, citou Camilo Capiberibe.

  • Morei na Guyana 2 anos, senti de perto a sociabilidade desta relação de Caiena com Macapá, pura utopia por parte do Amapá pela Guiana, eles não querem conversa com o Amapá ao longo dos anos nada foi feito de concreto e real a titulo de retorno social pro Amapá, o Guianense mesmo que tem dinheiro vai pra Fortaleza, Recife, Salinas o Guianense que vem pra Macapá é aquele liso que mora na Krika ou favela em Caiena, seu euro só dá pra ficar 3 dias em um motel da cidade e fazendo turismo sexual na beira rio o resto é mídia enganosa. A França e a Guiana não têm cultura e nem tradição de carnaval lá meu velho é trabalho e trabalho pelo país. Carnaval é coisa de brasileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *