Captação de Recursos extraorçamentários: MP-AP insere projetos estratégicos na Plataforma Mais Brasil

O Ministério Público do Amapá, por meio de sua Assessoria Técnica (Astec/MP-AP), finalizou, no último sábado (5),  a inserção de projetos da instituição que serão executados com recursos do Orçamento Geral da União – OGU-2021, e foram destinados por parlamentares do Amapá , através da indicação de emendas.

O trabalho para captação desses recursos iniciou ainda em 2020, com a elaboração da “Carteira de Projetos” do Ministério Público, que foi apresentada à bancada de parlamentares federais do Amapá, pela procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei.

Todos os recursos são do Ministério da Justiça.

Foram contemplados os seguintes projetos:

“Modernização de Recursos Tecnológicos para Suporte às Atividades de Investigação” – Cujo objeto é Aquisição de tecnologia para atividades de investigação conduzidas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO, do MP-AP, no valor  R$ 1.203.284,47.

“Modernização de Infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do MP-AP”, que tem como objetivo o reaparelhamento da infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) utilizada para sustentação dos sistemas de informações e segurança patrimonial institucional do MP/AP, no valor de R$ 1.124.260,95.

E o projeto “Estruturação dos Centros de Apoio Operacionais – CAO’S” que são unidades de assessoramento técnico aos promotores e promotorias de Justiça de todo o estado do Amapá, no valor de R$ 217.428,29.

O Ministério Público do Amapá é reconhecido pelo Governo Federal e sempre citado como exemplo de boas práticas na execução, com excelência, de convênios com o governo federal, com todos os recursos executados e prestações de contas aprovadas.

O valor total dos recursos extraorçamentários captados pelo MP-AP, este ano, foi de  R$ R$ 2.330.000,00, com contrapartida do órgão ministerial de R$ 214.973,91.

Esses recursos foram indicados ao MP-AP pelos seguintes parlamentares: senador Lucas Barreto, deputados federais André Abdon, Luiz Carlos Santos Jr, Vinicius Gurgel e deputadas federais, Aline Gurgel e Marcivânia Flexa.

A procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, destacou que o trabalho de captação de recursos do Ministério Público permite que a instituição siga avançando  nas áreas de tecnologia, que permite aprimoramento nas atividades de investigação e no apoio ao trabalho das Promotorias de Justiça, na defesa da sociedade, trabalho essencial que com somente o orçamento do órgão ministerial, não seria possível.

“Seguimos avançando no trabalho em defesa da sociedade do Amapá, e ampliando nossos diálogos institucionais com os órgãos do Governo Federal, especialmente o Ministério da Justiça e Segurança Pública, e com a bancada parlamentar, representante do povo do Amapá no Congresso Nacional”, enfatizou a PGJ, Ivana Cei.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *