Boa

GEA inicia nesta segunda-feira arborização do Conjunto Habitacional Macapaba
O Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), inicia nesta segunda-feira, 4, a primeira fase do programa de arborização do Conjunto Habitacional Macapaba, que está sendo construído na zona Norte de Macapá.

Um profissional paisagista foi contratado para orientar os trabalhadores que farão a arborização do conjunto. Serão plantadas neste primeiro momento 660 mudas nativas, frutíferas e ornamentais nas quadras que já estão prontas. Cada bloco do Macapaba receberá mudas de palmeiras típicas da região, como açaí, buriti e bacaba.

Para as áreas externas onde serão construídos estacionamentos e playground, ficou estabelecido o plantio de árvores como o oiti, breu branco e o ipê amarelo, cuja muda se desenvolve em menos de cinco meses. A segunda fase da arborização do conjunto ocorrerá no início de julho, onde se espera plantar 676 mudas.

Além de melhorar o visual paisagístico do Conjunto Macapaba, a arborização proporcionará também a diminuição da temperatura, principalmente na época de verão. O início do plantio está marcado para começar às 12h.

Obras continuam em ritmo acelerado

No Conjunto Habitacional Macapaba, a Direcional Engenharia vem trabalhando com margens de sobra em relação ao prazo estipulado para entregar os 1.984 e 164 casas que constam na primeira fase da obra.

Com previsão de entrega para dezembro deste ano, a primeira fase do Macapaba tem um investimento de R$ 130 milhões, recursos do Governo Federal, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida. A contrapartida do Estado, por meio do Programa de Obras e Ações para Mudar o Amapá (PROAMAPÁ), será de R$ 12milhões.

2ª etapa

A empresa responsável pela execução dos trabalhos anunciou que já está concluída a fundação de 24 prédios e 20 casas térreas da segunda etapa da obra. A terraplenagem superou a casa dos 50% de execução da obra. Pelo cronograma, serão construídos 2.048 apartamentos e 170 casas térreas. Nesta fase serão investidos mais de R$ 135 milhões e contrapartida do Governo do Estado na ordem de R$ 13.306 milhões.

Essa está sendo a primeira ação do programa Minha Casa, Minha Vida II depois que a atual gestão conseguiu, junto ao Ministério das Cidades, a liberação de recursos para a primeira fase do projeto mais um bônus extra de 2.218 unidades habitacionais, para o mesmo espaço, aumentando para 4.366 moradias no Conjunto Macapaba.

Gian Mira Pantoja/Seinf

  • Que eu saiba, essa obra ‘e do Governo federal e acompanhada pela CEF, bem como na planilha orcamentaria da empresa Direcional j’a consta o custo para o plantio dessas arvores, portanto nao e do GEA que se apropria de obras dos outros.

Deixe uma resposta para Francisco Bezerra Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *