Bloco na Rua

Equipe de eventos do governo, decidiu que o estado não vai patrocinar o desfile dos blocos este ano. Em minha humilde opinião, o governo está certo.
Pra quê patrocinar os blocos, se os abadás são vendidos e não é um desfile contemplativo que a população queira assistir?

Ao longo dos anos, o que se vê, são as arquibancadas do sambódromo vazias nos dias do desfile dos blocos. É que bloco é pra curtir e brincar, não para assistir.

Penso que os blocos deveriam sair em seus bairros, usar a orla, o centro ou fazer circuitos alternativos. E cumprir o papel de animar a cidade nos dias de folia.
Gosto muito dos formatos dos blocos do Rio de Janeiro. Cada bloco sai em um local da cidade e em dia variados. O poder público patrocina carros de som e a estrutura e segurança das ruas. Não tem abadás e quem quer participar, vai atrás do trio elétrico.

Se os blocos de Macapá querem usar o estilo dos blocos da Bahia, que assumam os custos, por que esse modelo é comercial e dá lucros.
Mas a verdade é que os blocos de Macapá precisam achar sua identidade. Aquele modelo de desfile que eles fazem no sambódromo é muito sem graça.

O governo do estado propôs que os blocos fossem para os bairros, ou que fossem fazer o carnaval na orla. Os dirigentes não quiseram. Queriam que o estado bancasse uma banda da Bahia pra se apresentar no dia desfile e chamar público pra eles. O governo não aceitou.

Dê sua opinião sobre o assunto, aí na caixinha de comentários.

Como você acha que deveria ser o carnaval de blocos?

  • Concordo plenamente! O mal costume de tudo recorrer ao Governo deve acabar no Estado. É necessário que aprendam a andar com as próprias pernas, afinal como você mesmo colocou, se o abadá é vendido eles podem se manter.

  • Concordo plenamente! Bloco de carnaval tem que sair em seu bairro e não no sambódromo vazio, com abadá estilo baiano e enchendo os bolsos de dinheiro dos empresários micareteiros!

  • Parabéns pela decisão acertada do GEA, afinal, não pode-se brincar com o dinheiro (dinheirão) do contribuinte…
    Nada contra quem gosta, mais eu particularmente não gosto do “carnivarie” (festa da carne), pois praticamente tudo é “PAItrocinado” pelo Governo do Estado do Amapá.
    Então senhores presidentes de blocos e escolas de samba…Vergonha na cara e deixem de esperar pelo dinheiro do Povo ! Vcs tem 01 ano para se organizarem com eventos para angariar fundos para bancar vossas festas !
    Basta de fazer tudo com o dinheiro do povo !
    Um abraço ai e bom dia !

  • Quem quizer brincar o carnaval que banque do proprio bolso, o governo nao tem dinheiro, o dinheiro e do CONTRIBUINTE, que quer educaçao, saude, segurança, carnaval nao e prioridade.

  • Blz, bola cheia. Agorrraaaaaaaaa, pense num sonhooooo: Não patrocinar as escolas de samba… Aí sim seria show!!!
    Concordo em estimular o carnaval, não bancar tudo. Vms láá Camilo…. corte a teta da liesa ano q vem… rssss

  • Nem certo e nem errado. Duvido que não chamaria a atenção levando uma atração nacional pra ir cantar a música dos blocos. Ia encher o sambódromo…

    Acredito que não cancelar não foi a melhor opção. A tradição deveria ter falado mais alto.

  • Concordo. Acho absurdo o governo bancar os blocos e ainda o brincante ter que pagar pelo abadá.
    O Carnaval no Amapá deveria deixar de ser patrocinado somente pelo governo. Um exemplo são as escolas de samba. Não se vê uma carro alegórico sendo construindo, antecipadamente, tão menos fantasias e adereço. Só resolve fazer o carnaval, quando o governo repassa o recurso, ainda ameaçam que se não tiver o recurso não tem carnaval. Enquanto deveria ser o contrário. Os blocos e escolas de samba deveria se preparar com seus próprios recursos, e o governo se preocupar com a infra-estrutura e segurança.

  • Bancar uma banda da Bahia pra atrair o público pra eles venderem abadás e a Liba o ingresso?!?!?! Verdade q foi essa a proposta dos blocos…?? Não querem ser levados a sério …

  • Decisão acertada, parabéns… carnaval de rua ele é bancado pelo brincante, sem compromisso.. diversão entre amigos e quem gosta de participar.. e sair nos bairros seria maravilhoso, a diversão que é o importante…
    Agora td tem que ter ganho, alguém sempre tem que bancar p favorecer outros ai claro que dá essa falação td…

  • Se a voz do povo é a voz de Deus, o que fazer depois dos comentários postados? Sem se esquecer a LIBAção que ABLOCAnha o dinheiro do povo, daí porque não há prestação de contas. Administração séria exige prestação de contas de seus conveniados.

  • Gostei,penso que os blocos deveriam sair somente nas ruas e avenidas, pois seriam mais atrativos ao publico e o sambrodomo só para as escolas de samba.

  • Concordo com o Governo, afinal ainda se paga por abadas.
    As ligas, tem um ano todo para organizar um carnaval e só ficam a espera de recursos. Triste.

  • Concordo com GEA.
    Aqui tem um velho costume de tudo se recorrer ao governo. Vi gente no fim do ano querendo que o GEA patrocinasse sua ida a corrida de São Silvestre no Rio de Janeiro, pode!!!

  • Procedem os argumentos. Mas seria bom também cortar a$ teta$ da A$$embléia e Tribunai$. Ai o exemplo vinha de cima e seria certeiro.

  • Tira dos blocos,tira da LIESAP,tira da festa junina,tira do amapazão de futebol,tira do marabaixo e coloca tudo na saude para arruma a casa. Depois que estivermos com a saúde em dia aí sim: Carnaval,futebol,quadrilha e desfile a vontade!

  • Eu sempre fui contra o GEA dar dinheiro pra escola de samba, pra bloco , pra festa junina e etc…. esses eventos devem ser bancados pelas respectivas agremiações através de eventos durante todo o ano. Dinheiro público é
    para dar o mínimo a que a população tem direito como a saúde, educação. segurança pública, habitação, saneamento básico. Disso estamos mal das pernas. Parabéns ao GEA por não repassar esse dinheiro e que seja investido em prol do povo!

  • PARABÉNS, GOVERNADOR. O DESFILE DE BLOCOS SÓ SERVE PRA CONCENTRAÇÃO DE AMIGOS E BEBER TODAS. NADA A VER GASTAR DINHEIRO PÚBLICO DESNECESSARIAMENTE. PRECISAMOS DE MAIS INVESTIMENTOS EM SAÚDE, SEGURANÇA E EDUCAÇÃO. SÓ FALTA CORTAR A VERBA PARA OS DESFILES TAMBÉM. APOIADOOOOOO!!!

    • O GOVERNADOR ESTÁR SERTO SÓ FALTA ELE CORTAR VERBA P/ CLUBES DE FUTEBOL E FESTA JUNINA,E APLICAR MAIS NA SAÚDE EDUCAÇÃO.

  • Se os donos dos blocos queriam uma banda da Bahia.O GEA poderia trazer para o povo, independente de blocos.Um verdadeiro carnaval do povo no sambódromo.Uma pergunta.Quanto a LIESAP,paga pelo aluguel da maquina de lavar dinheiro nosso,chamada de central do samba?Assim,os geléias da vida,nunca deixarão as tetas.

  • Vc já imaginou uma banda baiana,agitando o bloco A BANDA,com os trios elétricos unificados.Sairia por menos que os 500 mil pedido pelos donos de blocos.

  • Valeu Camilo, é assim que se governa com o dinheiro do povo.
    Ninguém curte esta moda de Bloco como é feita em Macapá, e ainda mais no nosso sagrado Sambodromo.
    Carnaval de bloco é desfilado na rua junto da comunidade, onde todos se ajudam.

  • O governador Camilo pelo menos acertou esta.
    E agora GB e Carlos Lobato vamos levar os donos de blocos para a Gazeta e para o ex-governador paralelo Gilvan Borges patrocinar.
    Vamos lá, entenderam ao querem que eu desenhe, hein GB.

  • Alcilene, o que falta é uma tomada de consciência de que esta Unidade, não é mais um Território Federal. Continuamos com os memos hábitos. Tudo tem que ser PAItrocinado pelo governo. Apoio a decisão do Governador Camilo. Quanto as Escolas de Samba, essas têm que prestar contas dos recursos recebidos, do contrário, deve também cortar esse repasse. Chega de farra com o dinheiro público. Tem neguinho aí, que não quer largar presidência de escola de samba. Valeu governador.

  • Também acho inviável o carnaval de blocos no sambódromo, poderia voltar pra Fab ou mesmo pra Orla, mas contesto aguns comentários tendenciosos que só servem para macular o tradicional desfile de blocos. É importante frisar, que a maioria dos blocos têm suas raízes em famílias tradicionais de Macapá, as quais, muitas vezes sem ajuda do Poder Público, não medem esforços pra manter em evidência seus respectivos blocos do coração,diferentemente de algumas pessoas que, embora participem dos desfiles, querem o fim dessa festa momesca…

  • Alcilene as pessoas que criticam os blocos de familias tradicionais não sabem o quanto essas familias se dedicam, tirando do próprio bolso para que o bloco saia bonito na avenida. Além do mais, os blocos não sobrevivem só da ajuda do governo municipal e estadual, pois têm seus brincantes e abenegados que contribuem financeiramente para sua existência. Mas concordo que o desfile não tem que ocorrer no sambódromo, mas sim em locais tradicionais de nossa cidade, como por exemplo na beira rio. As críticas endereçadas por pessoas mal intencionadas de forma nenhuma vai influenciar para acabar com esta alegre e tradicional festa de blocos carnavalesco de macapá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *