Blá da Tribo do blog

Entrevista do Repiquete mostra esta semana um pouco da blogueira Luciana Capiberibe, que pilota o blog Notícias Daqui.

Luciana é formada em Direito pela PUC-Campinas, tem especialização em Comunicação pela Universidade de Concórdia, em Montreal no Canadá, e é fotógrafa. Ela é mesmo uma apaixonada por comunicação. Trabalha com vídeo, texto, roteiro, internet, e ainda passeia por música e poesia.

luciana

Então vamos nos comunicar com Luciana:

Sobre mídias livres – Tive experiência com rádio Universitária em Montreal na CKUT 90.3 FM, onde comandei um programa criado por mim, o “Made In Brazil” e junto com uma equipe participei do programa “Listening to Latin América”, onde a gente tinha muita liberdade de expressão. Mas acredito que a internet é o lugar perfeito para as mídias livres. Comecei a trabalhar com internet em 1998, quando participei de um projeto chamado “Surfing the World”, de uma ONG canadense chamada Alternatives, desde aquela época já me parecia ser um lugar bom para se estar, principalmente pessoas como eu que são multimídia, se interessam por várias formas e meios de fazer comunicação e gostam de aliar isso à informação com um ponto de vista. O único “porém” é a falta de Banda Larga no Amapá, o que limita muito as possibilidades oferecidas pela WWW.

Quem tu segues no twitter – Meu critério para seguir as pessoas(além dos amigos) no Twitter é que sejam pessoas interessantes, que mesmo que tenham opiniões opostas às minhas, gostem do debate franco e honesto.

Blogs que são visita obrigatória
– É difícil de dizer, pois tem muita coisa boa…Tem o do Noblat, Chico Bruno, Josias de Souza, Altino Machado, Correa Neto(não é Blog, mas vou colocar aqui), o Repiquete, blog da Alcinéa, Professor Ivan Carlo, Lilian Daledone, Diniz Sena, Heverson Castro.

Qual é a boa do final de semana – Confraria Tucuju, Orla do Santa Inês, Norte das Águas, e por aí vai…

Foto: Chico Terra
Foto: Chico Terra

Um lugar para comer – O restaurante Trapiche na Orla do Santa Inês. É de frente pro rio Amazonas e tem uma comida maravilhosa. A Maria, que é proprietária, é uma batalhadora, cozinheira de mão cheia e muito simpática.

A melhor comida do meio do mundo – Camarão no bafo, é a número um, não tem em nenhum outro lugar.

Uma viagem inesquecível – Para o Marrocos em 2002. Fui conhecer a Mazagão do Marrocos, El Jadida. O Marrocos é um lugar completamente diferente de todos que eu já havia visitado, tem uma culinária maravilhosa e um povo caloroso. Isso sem contar a sensação de estar conhecendo a história do povo do Amapá, é como a propaganda da Mastercard: – não tem preço!
marrocos1
Um bairro ou uma rua, em Macapá ou em outro lugar do mundo – Em Macapá, o bairro do Laguinho, que é o meu bairro, tem tradição, identidade e movimento.

Um lugar agendado na cabeça para conhecer – Eu gostaria  de ver o Cirque du Soleil, que vai estar no Brasil agora no fim do ano e no começo do ano que vem. Me agendaria para ir onde ele estivesse.

Uma música ou disco que faz parte da trilha sonora da sua vida – O Disco “Dois” do Legião Urbana, apresentado para mim pelo Walter Junior lá pelos idos dos anos oitenta, com certeza faz parte da trilha sonora da minha vida.

Uma música do povo daqui
– Pérola Azulada, do meu querido Zé Miguel.

Outras artes do povo daqui– Cerâmica do Maruanum, artesanato indígena, movelaria e carpintaria naval.
Artesanato-Maruanum
Um livro na cabeceira
– No momento são dois: Honoráveis Bandidos, de Palmério Dória e Teorias do Jornalismo, do Nelson Traquina

Um filme de todo o tempo – Blade Runner

Lembranças de sua vida pra compartilhar com o Repiquete – Nada se compara ao dia em que meu filho Thomas veio ao mundo. Depois de nove meses esperando, de repente ver o rostinho daquela criaturinha minúscula ali ao meu lado, só uma lágrima para sintetizar um momento como esse, uma lágrima de alegria.

Uma pessoa genial. Ou duas ou três – No Amapá: Capi&Janete(porque são idealistas e transformam sonhos em realidade) Correa Neto(porque é um exemplo de integridade), Sacaca(porque é um grande amapaense) e a parteira dona Jovelina(porque conquistou o mundo sem deixar de ser amapaense). No mundo: Alberto Dines, Caco Barcelos e Élson Martins(porque me influenciaram a gostar de jornalismo), Henri Cartier-Bresson(porque me fez amar fotografia), Sebastião Salgado(minha maior influência na fotografia).


A mais bonita paisagem do Amapá
– O Curiaú ao entardecer depois de um dia de chuva com o sol reaparecendo por trás do céu mais colorido e bonito do mundo.
curiaupordosol
Macapá em uma frase
–  Macapá é minha aldeia e como diz Gilberto Gil “O melhor lugar do mundo é aqui e agora.”

Orla do Araxá
Orla do Araxá
  • Excelente Blá com a Luciana, mostra da grande pessoa e profissional que é, a conheci pessoalmente esses dias, mas já sou seu seguidor a tempos de seu trabalho, leio diariamente o Noticias Daqui editado por ela.
    E o que mais me chamou atenção nela foi a leveza e jeito meio de debater, mesmo no mais coloroso debate, como na conferencia de comunicação, esse equilíbrio e segurança impressionaram-me.

    No mais, acho que profissionais como Luciana, Alcinea e você Alcilene só tem a engrandecer nosso estado!

    Parabéns pela entrevista Alcilene e Parabéns pelas respostas luciana!

    • Olá Patrique, a recíproca é verdadeira. Também acompaho você de longe, mas tenho admiração pelo teu jeitão simpático e inteligente com posições firmes.

  • Ótima entrevista, oportunizando de se conhecer um pouco mais da pessoa Luciana.Parabens ao blog e a entrevistada pela delicadeza e inteligencia nas respostas.

  • Grande Blá, essa menina tem a cara de macapá, desde a época que morou atrás da igreja são josé, estudava no GM, fazia muito barulho no movimento estudandil, é de falar pouco (pelo menos era), bem informada, inteligentissima, pouco gente sabe (se não me engano) é irmã gêmea do Camilo. podia morar em qualquer lugar, escolheu macapá, seu marido é uma figurassa, grande documentarista. é bom conhecer um pouco mais de quem faz acontecer nessa esquecida cidade no meio do mundo.

    • Obrigada Marco, como disse na entrevista, Macapá é minha aldeia e a gente sempre acaba voltando para a aldeia por mais longe que acabe indo. Eu amo a minha terra e tenho orgulho de ser daqui, embora por questões políticas não tenha nascido no Amapá. Para minha felicidade meu filho é nascido na Maternidade Mãe Luzia.

  • Sem sombra de duvida é uma otima Jornalista, seu unico problema é distorce as coisa quando fala da sua familia é logico, e falta com a verdade nas matérias que escreve, assim como escreve sobre algum policos tem que falar de todos Luciana; Não Concordas?

    • Meu caro Reporte verdade, seria melhor se você assinasse seu nome para eu saber com quem estou falando, mas vou responder assim mesmo. Claro que não concordo com você porque sei que sou responsável e não invento histórias sobre ninguém, por isso muita gente da direita, da esquerda, do centro, da minha família ou não, lê meu blog. Não me escondo atrás de uma falsa imparcialidade, sou o que sou e meu sobrenome não me deixa mentir. Você tem direito a ter sua opinião, assim é a democracia. Espero que continue visitando o Blog. Abraços.

  • O Blá é ótimo pq surpreende, ele parece assim do nada…quando a gente menos espera…eeheeheheh
    A Luciana também é ótima entrevistada, acho que acabou cutucando a imaginação de muita gente sobre Marrocos. Mas ela é ótima também porque, além de inteligente e bem-humorada, é uma amiga que eu esqueci de pedir a Deus mas ganhei assim mesmo…e sabe por que? Luciana nunca me enviou e-mails com correntes daquelas que ameaça a vida da gente se não reenviar pra 875 pessoas em 3 minutos (kkkkk), pq Luciana tem coragem de comer o cuscuz que farei em casa (ainda sou aprendiz de ajudante de cozinheira), pq Luciana não avisa que meu blog tá frio, mas se eu falar sei que ela vai confirmar e endossar(eheeheh), pq Luciana prefere dizer que SP é muito longe, e não que nós estamos longe de SP (adoro esse ponto de vista que valoriza onde estamos), pq Luciana, mesmo sem saber, é uma das pessoas que me ensina a viver feliz numa cidade pequena mesmo com uma cabeça cosmopolita, pq Luciana não tem motivos nem medo de mostrar a cara (viram a foto da mulher no Blá eheheeheh), pq Luciana valoriza o que falo e faço seriamente e também é desencanada com minhas doidices sem fim.

  • Luciana, a tua entrevista nos ensina a amar mais a nossa pequena e querida “aldeia”. Consegues dissertar e comentar sobre a tua vida mostrando movimentos e cores que contornam a tua história de forma simples e interessante.
    Pelo conteúdo do teu blog dá pra perceber o quanto és inteligente, ética e responsável ao escrever sobre os fatos e acontecimentos que se transformam em notícias. No Blá do Repiquete tivemos a oportunidade de conhecer um pouco da Luciana cidadã, mãe, poetisa…Essa conversa descontraída eleva a auto-estima dos amapaenses, quando leva-nos a crer que reunimos paisagens raras e tão bonitas como o Curiaú; quando lembras que temos o melhor camarão do mundo e uma culinária maravilhosa, quando destacas o artesanato indígena, a cerâmica do maruanum , carpintaria naval e movelaria, referências inesquecíveis da nossa cultura.

  • Sem sombra de dúvida o Reporte verdade falta com a verdade até quando insinua… Mas ele não conhece a Luciana. Determinada… Essa é a palavra que eu estava procurando pra definir essa guerreira… Essa legionária da comunicação. A Luciana merece todos os adjetivos positivos aqui postados por seus admiradores, entre eles eu. Sou fã e não me sinto suspeito pra dizer que a Lu é tudo isso e muito mais e que tenho um enorme respeito pelo que ela faz. Faz bem. Sabe fazer. Faz bem feito. Obrigado pelo Blá, Lene… Que Blá!

  • Quem melhor sabe ouvir melhor sabe falar. Eis a Lcuiana que conheci em sala de aula do GM nos anos 80. Parabéns, Alcilene.

  • Oi Lene:
    Muito interessante a entrevista feita com a Luciana Capiberibe, afinal como diz o ditado popular: Filho de peixe, peixinho é. Parabéns.
    Bjs. Matta

  • Otima entrevista, Alcilene. A Luciana confirmou o que eu postei sobre o Marrocos (vou logo avisando aos agulheiros de plantao que isso nao eh publicidade). Uma pais para nao se esquecer. Abracos a Luciana e a Alcilene.

  • Excelente entrevista. A Luciana é dessas pessoas que suas palavras nos encorajam a não perder as esperanças por uma Macapá melhor de se viver.

  • Show de bola Lú, ótima entrevista..
    Você merece essa homenagem e parabéns pra Lene pela sua escolha para o Blá da tribo do blog.

  • achei uma otíma,entrevista mas gostaria que a luciana fosse democratica deixando todos colocarem sua opinião,no seu blog,assim como faz a nossa grande alcilene,ela só deixa colocar os comentários de quem puxar o saco dos capiberibes,quem é contrario a elas nunca,tem espaço,ja comentei varias vezes no blog dela,principalmente elogiando o deputado ruy smith,pela sábia decisão de não apoiar o camilo,pois o randolfe é muito melhor que ele,e tem muito mas experiencia só nao tinha o sobrenome,quero ver se ela vai ainda atacar o jorge depois que eles fecharem o acordo com ele que grande contradiçao,por isso eu sou lucas pois é o povo que quer.

  • concordo com o Igor sobre o espaço democratico que não existe no blog da Luciana, já que ela é tudo isso que mostra em sua entrevista, vamos da espaço pra todos poderem opinar assim como a alcilene faz…

  • Quando morei com Luciana em Montreal no século passado (!!), ela me encantou com histórias do Amapá. Mais do que o próprio Brasil, o Chile onde nasceu, ou o Canadá onde se refugiou com a família, era o Amapá – e mais especificamente, Macapá – que sempre era a referência principal dela. Para ouvir ela falar, não tinha lugar melhor no mundo. Até finalmente, apesar dos inumerosas salas de cinema, festivais de rua, música do mundo todo, cuisine canadense e os queridos amigos de todo canto, ela resolveu voltar para Macapá – pra fazer sua parte para que seja um lugar ainda melhor.
    Gostei das tuas respostas, Lu, e até revivi um pouco aquela viagem alucinante para Marrocos…

    • Luciana diz gostar daquilo que não pratica: Democracia.
      A começar pelo seu sitio que não permite o contraditório. Covardia travestida de princípios.

      • Mais do que justo, existem milhares de espacos pagos com dinheiro publico para falar mal do capi, ou de quem eh contra a Harmonia, acho certo a Lu bloquear os Malas, a maioria nao sabe o que diz mesmo, e se querem falar mal, procurem os melos da vida. Barra mesmo os posicionamentos contra Lu, entra quem gosta, que eh a maioria, quem nao gosta, vai bater lata por ai. Porque vcs nao tem a mesma indignacao quando os espacos sao fechados ao capi? ou a oposicao? porque vcs nao invadem a midia livre pra pedir reciprocidade no posicionamento? pois sao os mesmos que deixam a GOESLANDIA invadir o amapa, e nao caracterizam isso nepotismo, ai o capi tem uma mulher ELEITA COM O VOTO POPULAR, ASSIM como seu filho, e as viuvas do waldez comecam a xiar que isso eh projeto familiar, ORA VAO SE CATAR TODOS VCS! CAPI SENADOR 401 :p !

  • Gostei muito desse Blá com a Luciana, e quem a conhece sabe a grande pessoa que ela é, ao contrário de quem se esconde por trás de pseudonimos para ataca-la.

    Parabéns mais uma vez ao repiquete.

  • Olá Alcilene!
    Que papo legal com a Lú. Que revela sua grandeza de construir a arte de comunicar, de informar com responsabilidade, de transmitir idéias na sua amplitude.
    A você e a Lú,
    Um forte abraço, beijos
    Ely Almeida.

  • Pô Alcilene kd a liberdade de expressão.
    Editado pela dona do blog: Ô Léo. O post nao é político.. Desliga um pouco essa tecla e lembra que somos vários em um só. Não só militantes e filhos. Mas somos também pais, mães, amigos, profissionais.

  • impressao minha ou a luciana tava doidona na ultima sexta feira na boate mosaico?? ahah legal, o manow camilo tbm tava doidao, o unico q tava discretao era o nosso querido goesvernador no camarote com a primeira dama, ahaha egua eu nem bebi nesse dia so pra ver essa presepada, foi legal… ahaha

  • Grande, Lú!Com maestria respondes aos inescrupulosos de plantão, que não perdem a oportunidade de destilar veneno e ao mesmo tempo perdem a oportunidade de mostrar coerência e sensatez quando se trata de respeitar as posições e as histórias de vida de cada um. Engraçado, e aí, eles se acham DEMOCRATAS e você a DITADORA?! Sem stresse companheira, com um sobrenome de peso moral, não se pode esperar outra reação dos que sequer sabem o que é MORAL. Forte abraço!

  • Olá Luciana, o importante é o contexto, e esse foi muito proveitoso, isso significa que vócê uma Mulher que sabe o que é o Amapá, e não se importa em ser você mesma, e continue indo se divertir, se quiser beber beba, isso não afeta em nada sua dignidade, pior que isso é ficar em casa falando mal da vida alheia, enquanto os porcos tentam ser igual você, parabéns!!! você é showwwwwwww!!!
    Quanto a seu sobrenome, fantástico…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *