Bens de Waldez estão indisponíveis por decisão da justiça. Caso da compra do terreno

A juíza Alaíde Maria de Paula decretou a indisponibilidade dos bens do governador Waldez Góes (PDT), até o limite de R$ 1.552.006,19 e também o bloqueio de valores depositados nas contas bancárias do governador, com exceção das verbas de caráter alimentar.

A decisão é fruto ação civil pública, de autoria do Ministério Público do Amapá (MP-AP), por improbidade administrativa contra Waldez Góes, Alcir Figueira de Matos (atual secretário de Desenvolvimento das Cidades) e Sandro Azevedo Costa.

A ação foi devido o estado do Amapá, em 2008, no outro governo de Waldez, ter desapropriado um terreno de Sandro Azevedo no bairro Marabaixo IV, para implantar um conjunto de casas populares, sendo que o referido terreno já havia sido hipotecado ao Basa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *