Benjamin. Bebê abandonado pela família completa um ano na UTI neonatal do HMML

Prestes a completar um ano de vida, Benjamim, o bebê internado desde que nasceu no Hospital da Mulher Mãe Luzia (HMML) vai ganhar uma festa. O aniversário está sendo preparado pelos funcionários da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, onde o pequeno guerreiro vive desde o dia 29 de março de 2014.

A rotina de Benjamim, nome escolhido pela equipe técnica do hospital, é diferente da maioria das crianças que nascem no HMML. Prematuro de 26 semanas, ele nasceu com aproximadamente seis meses de gestação e uma série de complicações como baixo peso, 635 gramas, insuficiência respiratória e renal, além de hemorragia intracraniana, que causou uma lesão cerebral.

Se não bastassem os problemas de saúde, o bebê foi abandonado pela família. Desde então, virou o xodó entre dos funcionários. Com o quadro de saúde estabilizado, Benjamim ainda não tem previsão de alta médica, mas é um bebê ativo. Passa de colo em colo, experimentando o carinho dos funcionários. Assiste a vídeos infantis e recebe visitas de muitos pais, tios e primos da grande família que fez na UTI neonatal.

Foto: Márcio Pinheiro/Agência Amapá


“Lembro do primeiro dia do Benjamin aqui. Chegou um bebê muito debilitado e hoje está em constante melhora. Cada um de nós busca fazer sua parte para que ele tenha uma vida normal, dentro dos limites de uma UTI”, disse a enfermeira Luciana Tizara.

A festa de um ano é cuidadosamente preparada. Até um grupo no whasapp foi criado para definição das tarefas. Todos que conhecem Benjamin têm um desejo: que ele encontre um lar. “Estamos na expectativa de que ao receber alta, Benjamin tenha uma família. Ele esta para adoção e este seria um grande presente, não só para ele, mas para nós também”, disse a médica neonatologista responsável pela UTI Neonatal do HMML, Érika Aymorés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *