• Caro Petrus Ananias: Eu também fiz tudo o q vc escreveu, acrescentando q ainda participei da Pré-Juvenil: Tempo bom q não volta +, mas esse convívio na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição foi fundamental para formação de nossa personalidade, haja vista que se hj somos pessoas, principalmente, honestas (coisa quase rara) muito devemos aos ensinamentos alí recebidos, e valeu sim os cascudos que levamos do saudoso Padre Vitório Galliane kkkkk.
    Abs. Matta

  • Não posso deixar de comentar, pois essa foto aguçou minha emoção. Na sua Paróquia, fui coroinha; da cruzada; da Pré-Juvenil e JOT (Movimentos de jovens); atleta do Ypiranga Clube. Hoje faço parte do terço dos homens, que acontece às terças-feiras. Nossa Senhora da Conceição, rogai por nós.

  • Com muita emoção comento. Igreja na qual fiz minha primeira comunhão, participei da cruzada; me crismei, participei dos Movimentos de jovens, Pré-Juveil e JOT; atleta do Ypiranga. Hoje participo do Movimento Terço dos Homens que realizado às terças-feiras. Nossa Senhora da Conceição, rogai por nós.

  • Em tempo: esqueci de importante detalhe, meu casamento com a senhora Pariza, foi realizado nessa igreja, celebrado pelo saudoso Pe. Luiz de David.

  • Minha igreja favorita. Aqui fiz primeira comunhão, levei cascudo do padre Vitorio, e ao lado, na paroquial Padre Dário, estudei. E assistia às missas,aos sábados, para pegar um ingresso para o cine paroquial. Uma delicia de vida!

  • E aqui tive a mais triste de minhas missas: a de sétimo dia da morte de meu filho, que se foi aos vinte e dois anos. E hoje, sempre que posso, a qualquer hora do dia, entro e converso com Deus e às vezes sinto a presença de meu filho ao meu redor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *