Azedou o danoninho. Maioria vota pela anulação da eleição da Câmara. E MP-AP apura se houve desobediência

O Tribunal de Justiça do Amapá iniciou hoje o julgamento do Mandado de Segurança, ingressado pelo vereador Rinaldo Martins(PSOL), para anulação da eleição da Câmara de Vereadores de Macapá.

Votaram a favor da anulação os desembargadores João Lages ( relator), Eduardo Contreras, Carlos Tork e Rommel Oliveira, e pela aplicação de multa (que pode chegar a 100 mil / dia) em caso de descumprimento. O Desembargador Gilberto Pinheiro pediu vista. E o julgamento não foi concluído.

Também está sendo apurado pelo Ministério Público do Amapá, se houve crime de desobediência em relação à primeira decisão judicial que suspendia o pleito.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *