Amapá vai utilizar teste rápido de antígeno para agilizar diagnósticos

 

O Governo do Estado do Amapá recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) a doação de 20 mil testes rápidos que diagnosticam a infecção por coronavírus (Sars-Cov-2) através do antígeno, ou seja, o teste identifica se a pessoa tem ou não o vírus presente em seu organismo com mais eficiência e num tempo mais curto. A solicitação foi feita pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS).
Esse tipo de teste é mais eficaz do que o exame que vem sendo usado normalmente. Ele detecta a presença de anticorpo com 97% de eficiência e o resultado sai em 30 minutos.


O teste rápido de antígeno (Ag-RDT) é recomendado pela OPAS para ser usado em pacientes sintomáticos com no máximo 10 dias do início dos sintomas. Os testes serão usados, preferencialmente, em unidades de referência para a doença (centros Covid), serviços de pronto atendimento e barreiras sanitárias em locais estratégicos, como portos e aeroportos. Os testes também poderão ser usados em profissionais da saúde com sintomas.
“O teste antígeno é mais moderno e tem a possibilidade de detecção segura e rápida em casos ativos. Dessa forma podemos fazer uma investigação epidemiológica mais precisa. Vamos utilizar os testes nas portas de hospitais, centros covid, áreas de fronteira e aeroportos. Esses 20 mil testes serão muito importantes no combate à pandemia”, afirmou o superintendente de Vigilância em Saúde, Dorinaldo Malafaia.

Estratégia do teste rápido

Serão disponibilizados testes para os 16 municípios de forma proporcional e de acordo com a necessidade. O Núcleo de Vigilância Laboratorial (NVS/LACEN) da SVS fará a validação dos testes rápidos e a capacitação dos agentes municipais e estaduais para a aplicação dos mesmos.
A SVS também desenvolve estratégia específica para a busca ativa de casos. Uma equipe clínica estará em busca dos casos confirmados em laboratório e quando necessário utilizarão os testes para identificar casos sintomáticos.

“Reunimos a equipe técnica para orientação e a nossa equipe do Lacen vai validar os testes. Vamos obedecer a nota técnica da OPAS que faz recomendações sobre as especificidades do teste e prioridades. Além disso, o governador já autorizou a compra de mais testes desse tipo”, concluiu Malafaia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *