Agremiações carnavalescas do Amapá recebem 1º repasse para Carnaval 2020

As dez agremiações carnavalescas assinaram o Termo de Colaboração na noite desta segunda-feira, 23, na sala de reuniões da Fundação Municipal de Cultura (Fumcult). A diretora-presidente da Fumcult, em exercício, Rita Seabra, explicou como funcionarão os repasses.

“Esse primeiro repasse será feito no valor de 500 mil reais, o qual corresponde a aproximadamente 33,33% do valor total do investimento que estarão disponíveis até as 12h desta terça-feira [24 de dezembro], nas contas bancárias das agremiações”, explicou Rita.

As escolas de samba da Categoria 1 receberam no 1º repasse o valor de R$ 56 mil, são elas: Piratas Estilizados, Maracatu da Favela, Império de Samba Solidariedade, Piratas da Batucada, Boêmios do Laguinho. E as agremiações da Categoria 2 receberam no 1º repasse o valor de R$ 40 mil, são elas: Embaixada de Samba, Emissários da Cegonha, Império do Povo e Império da Zona Norte.

A cadeia produtiva do carnaval é muito dinâmica, ela contempla tanto os profissionais que trabalham diretamente quanto aqueles que não atuam diretamente como os taxistas, motoristas de aplicativos, restaurantes, a rede hoteleira. As agências de viagens vendem mais passagens para turistas, os guianenses participam do carnaval.

“Tanto nós, da zona norte, quanto da comunidade do carnaval tínhamos perdido a esperança, de que o evento não retornaria mais. Graças ao empenho do senador Davi Alcolumbre e do prefeito Clécio Luís, que lutaram pelo nosso segmento, de maneira organizada, as agremiações irão receber os recursos com seus CNPJs para a realização dessa grande festa que marcará, de maneira brilhante, o retorno dos desfiles das escolas de samba”, destacou o presidente da Império da Zona Norte, Patrick William Duarte.

O presidente da Piratas da Batucada, Marcelo Zona Sul, enalteceu o trabalho do Município e do senador Davi Alcolumbre. “Uma grande alegria para nós das escolas de samba e da comunidade zona sul, particularmente. Foi uma excelente iniciativa do prefeito Clécio e do senador Davi. O momento é de felicidade, em podermos retomar os desfiles das escolas de samba”.

O fomento para a realização do evento é resultante da articulação do senador Davi Alcolumbre e por intermédio de patrocínio e do Tesouro municipal. O valor destinado é de R$ 1,5 milhão, sendo R$ 500 mil a contrapartida do Município e R$ 1 milhão capitaneado pelo mandato do senador Davi. Os desfiles das Escolas de Samba do Amapá acontecerão nos dias 21 e 22 de fevereiro de 2020, na Rua Victa Mota Dias, em frente ao Estádio Zerão, com estrutura montada exclusivamente para os dias de evento.

O carnaval amapaense não acontece há 4 anos no sambódromo, juntamente com os desfiles de blocos. As dificuldades financeiras alegadas pelo Governo do Estado e a interdição do espaço inviabilizaram a festa. Mas, em 2019, a prefeitura montou estratégias e não mediu esforços para trazer a festa popular de volta.

Fotos: Nayana Magalhães 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *