A violência. Ela está descontrolada

O assalto às residências do juiz federal João Bosco e da vereadora Neuzinha, nos últimos dias, deram publicidade a um problema grave, muito grave, que é o aumento da violência, e pior ainda, dos assaltos com reféns. Violência física e psicológica. Dano material e emocional.

Passar pela terrível experiência de ficar refém de ladrões armados, dentro de sua própria casa, é uma das piores experiências que o ser humano pode passar. A sociedade está desprotegida. A segurança, obrigação do estado, está protegendo cada vez menos seus cidadãos.

Outro dia, um professor foi assassinado em avenida movimentada da cidade por assaltantes que queriam roubar o seu SALÀRIO.

Os donos de pequenos negócios são vítimas constantes dessa falta de segurança. Nas mercearias e mini-boxes, vemos os donos trabalhando enjaulados, atendendo seus clientes por trás das grades. Ontem, até amassadeira de açaí foi assaltada por homens armados em na zona sul de Macapá.

Blog teve acesso a números estatísticos do CIOSD, que demonstram que 2013, até junho, já superou o ano de 2012. Furtos, até junho de 2013, aumentaram em 14%. Já os roubos (quando é utilizada violência contra a vítima) aumentaram 38% em relação a 2012, isso contabilizado até junho de 2013

Vejam alguns números de roubos:

Roubo a transeunte –

2012 – 1092

2013 – 1612

Roubo a estabelecimento

2012 – 304

2013 – 480

Roubo a residência

2012 – 184

2013 – 221

Entre muito outros. No total, 2012 teve 2241 registros de roubo com violência, e em 2013 já foram registrados 3094.

Ciosd-Nova digitalizacao-20130704121821-00001

É muito gente. O Amapá ainda é pequeno. Vamos prevenir e combater a violência, enquanto é tempo.

  • Reclamando de que? Quando ele pedia voto já dizia que era a mudança. E mudou! Mas pra pior, mas mudou…

  • Tá complicado mesmo, hj não ando mais tranquila na cidade e tenho receio ao sair de bancos. E não vejo muita discussão por parte das autoridades sobre o tema.

  • Hoje estou residindo fora do Estado. É muito triste ler esse tipo de noticia da nossa terra, de um povo tão pacifico.
    Tudo que está acontecendo é consequência de gestores incompetentes. Secretários sem o menor conhecimento e competência para gerenciar setores essências ao bem viver social. Vai uma sugestão. Imagine a cidade uma pizza dividida em fatias, cada fatia um comando, cada comando atuará de forma a reduzir os índices de violência. O trabalho deve começar por uma pesquisa socioeconômica de cada área.Dessa forma outros setores estarão envolvidos.A concepção é essa, mais detalhamentos são necessários.

  • Não sei porque o susto??!!! Os assaltos têm ocorrido com frequência em toda a cidade, na Zona Norte nem se fala, parece que a polícia nem chega lá…agora que assaltaram autoridades que se deram conta disso? Vivemos presos em nossas casas há muito tempo, minha casa já foi assaltada duas vezes e a polícia não descobre nada, mas quando se trata de autoridades… é rapidinho que descobrem… como se só eles pagassem impostos…O governador prometeu mudanças… e que mudanças… Contamos com a sorte e a proteção divina. Salvem-se quem puder!

  • Só resta uma alternativa! VAMOS NOS ARMAR. Porte de armas já para a população. Nos EUA, a Constituição de lá em seu ART. II, da Emenda II, assim dispõe: Sendo necessária à segurança de um Estado livre a existência de uma Milícia bem organizada, o direito do povo de possuir e usar armas não poderá ser impedido.

  • Sou totalmente COMPRA VIOLENCIA, + qualquer momento vai aparecer nosso estado, as Milícia. O governo tem que agir rápido.

  • É importante nesse momento um forte trabalho repressivo com identificação das gangues e concentração de esforços na prisão desses que na sua maioria deve ter mandado de prisão, continuamente, alguns meses de “blitz” com barreiras em ruas de grande circulação e rodovias para amenizar um pouco a falta do policiamento ostensivo, ou seja, é necessário muito trabalho. As Corporações policiais tem que ter mais autonomia e disponibilidade de pessoal para o enfrentamento, as ações sociais para direcionar os jovens em um caminho da cidadania são complexas e demoradas e a população de bem não deve ser sacrificada.

  • basta retirar os policiais militares e civis que hoje cuidam de vereadores, deputados, senadores, pessoal da justiça, tce, mpe, eu acredito que hoje cerca de 30% das equipes da policia civil e militar estão fora de sua atividade base.

  • Basta o governo nomear servidor com notório conhecimento em segurnça pública, de preferencia do quadro da segurança.. Já estamos vendo que o professor não esta dando conta. Muda urgente Camilo!

  • Segurança pública no Estado do Amapá, hoje, é uma falácia. Educação e Saúde… qualquer melhor comentário, senão o estado de falência total, é brincadeira!!!! Se nossa polícia não consegue ser eficiente com “assaltantes de bicicleta”, o que se falar do crime organizado?!?! Nosso Executivo está perdido em um mar de lama, completamente desorientado, afundando em sua própria incompetência. E quem paga por tudo isso. TODOS NÓS! Mas nada mais justo, não é?! Afinal, quem colocou nosso ilustre governante confortavelmente “sentadão” no Palácio do Setentrião fomos nós mesmos. Somos pecadores pagando por nosso pecado maior. O que acalenta o coração é a regressiva contagem às eleições de 2014. E que não repitamos os erros do passado e a vergonha do presente!!!! So espero que nossa NOVA opção nao desista do legado de resistir às pressões políticas de assumir nosso náufrago Estado!

  • Essa teimosia do governador em manter as mesmas autoridades da segurança pública , vai lhe custar a sua reeleição.

  • Nao era essa a promessa de campanha do atual governador. Ele dizia que nao leiloaria as secretarias por causa de apoio ou por questões partidárias, que da no mesmo. Que nomearia pessoas técnicas no assunto. Eu vejo mesmo. É um zigzague de “profissionais” na pasta errada. Mas o problema não é apenas estadual, a gestão nacional não anda bem. Viver reféns da violência parece se nosso fim.

  • Semelhantemente ao que o Governo Federal quer fazer para melhorar o SUS, adotando medidas populistas ao invés de atacar verdadeiramente o problema, o Governo do Estado do Amapá (GEA) tem feito com a Segurança Pública local. Inaugurando UPC’s com efetivo reduzido, trocando viaturas de 2 em 2 anos sem de fato aumentar o efetivo policial disponível para o serviço ordinário, não diminuindo a quantidade daqueles que estão a disposição de órgãos e autoridades, trabalhando na administração dos Batalhões ou, ainda, nos serviços de Guarda, como o do IAPEN, não reforçando e estruturando a Polícia Civil, comprovam que apenas trocas de viaturas e inauguração de bases da PM (UPS’s) são considerados pelos Executivo como suficientes para melhorar a segurança da população.

    • O que falta para segurança pública é inteligencia para planejar as ações. As condições existem, mas não são otimizadas.

      • Eu duvido que existam condições! Isso é o que a classe política deste país quer que acreditemos. A culpa é de alguém que não é inteligente o suficiente. Aí, troca-se Fulano, por Beltrano, monta-se umas operações, no caso da Segurança Pública, e tomate marketing em cima das ações! Passa um tempo e daqui a pouco a propaganda não funciona mais e troca-se Beltrano por Cicrano…

  • Minha casa foi roubada às 5h46min, um vizinho viu a movimentação estranha ligou para o 190 (e acho que os atendentes estavam na soneca) pois não atenderam a chamada. Amanheceu e quando dei conta que os larápios haviam entrado na minha casa, liguei para o 190 e depois de muito insistir chegou uma viatura com quatro policiais. Relatei o ocorrido e sabe a providência que eles tomaram? “VÁ NO CIOSP do Pacoval E REGISTRE A OCORRÊNCIA”. Indignado perguntei: “E se fosse a casa de um parente do governador ou do secretário de segurança??????? O policial não disse nada, apenas sorriu entrou na viatura e foi embora…..Apelar prá quem???????????????????????? Governo inoperante, segurança pública insegura e ineficiente…….DINHEIRO TEM FALTA “JESTÃO”, com “J” mesmo.

  • Esse contigente de policiais que vai a rua quando o povo vai a manifestação, deveriam está tds os dias nas ruas. Não vimos mais policiais de trasito nem Cetemac, o PM, nos horarios de pique, as ruas principais ficam uma lokuraaaa! policiais nas periferias, é necessário fazendo ronda,para acabar com essa onda de assalto que está acontecendo na cidade.

    • Os policiais que estavam nas ruas no policiamento das manifestações eram, em sua grande maioria, compostos pelo efetivo do administrativo somado com os que estavam retornando das férias, ou seja, por isso que tinham tantos policias nos protestos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *