A posse de Manoel Brito como desembargador

Procurador Manoel Brito toma posse como desembargador no TJAP

O procurador de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Manoel de Jesus Ferreira de Brito, tomou posse como desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (TJAP), nesta sexta-feira (7), no plenário da instituição. O novo integrante da corte do Judiciário amapaense ocupa a vaga do quinto constitucional do MP-AP.

A Desembargadora Stella Ramos falou em nome do judiciário. “Seja muito bem vindo entre nós, magistrados e servidores da justiça amapaense. Vossa excelência sabe que sua nomeação foi muito aguardada pelo colegiado, não apenas pela necessidade do Tribunal, mas pela sólida experiência profissional, capacidade de trabalho e grande sabedoria que aportará nesta corte, e que muito contribuirão para entrega da apresentação jurisdicional ainda mais qualificada”.

Manoel-desembargadores

 

“O dia de hoje representa um momento histórico para o Ministério Público do Amapá, que, pela primeira vez, por meio de processo eleitoral, indicou membros do parquet estadual para a composição da lista sêxtupla à vaga do Quinto Constitucional desta Corte de Justiça”, destacou o procurador-geral de Justiça do MP-AP, Roberto Alvares. O PGJ ressaltou, ainda, os feitos históricos do desembargador empossado à frente do MP-AP e destacou a vasta experiência acumulada. “O nobre colega, que hoje toma posse, tem muito a contribuir, pelo que temos a certeza de que saberá colocar em prática seus sólidos conhecimentos para propiciar à sociedade amapaense a Justiça que ela merece”, disse Roberto Alvares.

O senador Randolfe Rodrigues afirmou que o país vive uma crise, mas destacou que a mesma deverá fortalecer o processo democrático e com a atuação destacada do Ministério Público brasileiro, esta deverá se reverter em mudanças significativas para a sociedade. “Quero saudar na sua posse a atuação do MP, que é do onde você vem, e dizer que a sua posse é a posse do parquet do MP”, ressaltou o parlamentar.

Manoel-3

“Doutor Manoel Brito nós estamos aqui para reverenciar a instituição Justiça e o senhor como pessoa. É inquestionável a responsabilidade, mas o senhor tem uma larga bagagem, e vai fazer deste Tribunal apenas uma continuidade daquilo que o senhor já conquistou”, afirmou o prefeito de Macapá, Clécio Vieira.

Para o governador do Estado, Waldez Góes, a solenidade ressalta o exercício da democracia. “Novos membros aprimoram o direito e revitalizam o Judiciário que hoje passa a contar com a experiência e solidez do Manoel Brito”, disse o governador.

Manoel Brito iniciou seu pronunciamento manifestando sentimento de gratidão. “Profiro minhas primeiras palavras como desembargador e, a primeira de todas é obrigado! Primeiramente, a Deus, pois todos aqui sabem o problema de saúde que me acometi a ponto de um dos integrantes da junta médica que me assistia dizer à minha esposa que eu havia morrido. Pois lhes digo: nunca estive tão vivo!”, comemorou o desembargador, fazendo também um agradecimento especial à sua esposa, filhos e netos.

Filho mestiço de pai negro e mãe índia da tribo Galibi, em Oiapoque, Manoel Brito ressaltou que o mais importante no ser humano é a humildade e o respeito, conhecimentos que nenhum livro ensina. Manoel Brito disse, ainda, que estava realizando um sonho de fazer parte a corte do Judiciário.  e finalizou agradecendo aos membros do MP declarando ser o “Soldado que lutou o bom combate”.

A solenidade foi conduzida pela presidente do TJAP, desembargadora Sueli Pini.

Manoel Brito com membros do Ministério Público
Manoel Brito com membros do Ministério Público

 

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

  • Aos poucos a podridão que existe no Judiciário Amapaense vai sendo eliminado, espero que esse novo desembargador não se junte ao conhecido grupo ultra conservador, patrimonialista e corporativista que ainda respira no Tjap.
    Sendo ele oriundo do Ministério Público torço para que tenha coragem de enfrentar as regalias e privilégios imorais que o judiciário brasileiro insiste em manter.
    Boa sorte senhor Manoel Brito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *