A Feira

Não dá pra contar aqui da Feira do Empreendedor.

Tem muita coisa. Se ainda não foi, Vai lá que vale a pena. O Sebrae mais uma vez  faz um belo evento de negócios e mostra a competência de sua equipe show.

De parabéns a diretoria, funcionários e empresários participantes.

Flashes na feira.

Fabrício, Marcelo, Isaac e Sândala, da equipe 10 do Sebrae
Fabrício, Marcelo, Isaac e Sândala, da equipe 10 do Sebrae
Tanha - Assessora de Comunicaçao
Tanha - Assessora de Comunicaçao
Eu e Ana Célia, ex-diretoras-técnicas, curtindo a Feira
Eu e Ana Célia, ex-diretoras-técnicas, curtindo a Feira
Isana e Elisângela. Lindas, louras e competentes.
Isana e Elisângela. Lindas, louras e competentes.
  • Essa feira do Sebrae padece da mesma presunção da do Waldez.Acaba ridiculamente mostrando, ao contrário do que pretende, exatamente o que o Amapá não tem. Exceto pelas panelas de barro do Maruanum, do artesanato de barro da turma de Mazagão Velho e das comidas, três áreas onde o Sebrae não atua. O que se via era a soja de Ades, cortadora Maquita e um pá de franquias de perfumes e bugigangas variadas.O resto, de bom,dava pra acomodar em um só vão. A favor, bem se diga, a valorização dos artistas locais. Sem aquela as pegajosas duplas caipiras e do falso gospel, tão ao gosto da turma do Waldez. Só pra lembrar o site do GEA informou que foram vendidos R$ 168.000,00 de animais na Expofeira. Isso é por quanto se comercializa qualquer vaca no sul do Pará, sem que a Ana Júlia Carepa gaste um vintém. Aqui os caras gastaram R$ 20.000.000,00. Só com a reforma do parque a priminha faturou R$ 4.800.000,00.Lamentavel.
    Adelson

  • Essa feira do Sebrae padece da mesma presunção da do Waldez.Acaba ridiculamente mostrando, ao contrário do que pretende, exatamente o que o Amapá não tem. Exceto pelas panelas de barro do Maruanum, do artesanato de barro da turma de Mazagão Velho e das comidas, três áreas onde o Sebrae não atua. O que se via era a soja de Ades, cortadora Maquita e um pá de franquias de perfumes e bugigangas variadas.O resto, de bom,dava pra acomodar em um só vão. A favor, bem se diga, a valorização dos artistas locais. Sem aquela as pegajosas duplas caipiras e do falso gospel, tão ao gosto da turma do Waldez. Só pra lembrar o site do GEA informou que foram vendidos R$ 168.000,00 de animais na Expofeira. Isso é por quanto se comercializa qualquer vaca no sul do Pará, sem que a Ana Júlia Carepa gaste um vintém. Aqui os caras gastaram R$ 20.000.000,00. Só com a reforma do parque a priminha faturou R$ 4.800.000,00.Lamentável.

  • Não é feira de produtos regionais;é só festa.Quem não lembra da Parceira Nota 10. Foi a maior enganação que um povo do pode ter visto aqui em Sucupira.Como toda festa é boa, o Waldez Góes e mais o filhotinho do Sarney devem ter adorado.Uma grande bandalheira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *