A Conversa aqui é sobre Moda

 

*Camila Karina. Jornalista e Fotógrafa.

camilak-256x300

A democrática camisa branca

Para mim, a camisa branca é unanimidade de ocasiões. Pode ser em casa, no trabalho, no lazer ou festa chique, lá está ela, dependendo da forma que for usada, reina com seu atributo natural de elegância.

O irônico é que este clássico do guarda-roupa tanto feminino quanto masculino, no século XIX, era considerada apenas roupa de baixo, um pijama básico ou complemento de um terno ou vestido daqueles tradicionais.

Vale lembrar uma informação histórica e importante: Ainda no século XIX, tinham dois tipos de camisa branca, uma com colarinho azul que eram usadas pelos operários e outra com colarinho branco, usada pelos chefes e poderosos da época. E então, veio à famigerada expressão “crimes do colarinho branco”, que dispensa maiores explicações.

Mas voltando ao que interessa, o tempo passou e adivinhem quem novamente causou rebuliço no mundo da moda? Coco Chanel, nossa heroína! Com sua mente visionária, Coco foi lá e pegou a camisa branca e deu um novo sentido “fashionistico” e revolucionário para a peça.

Nossa heroína fashion também usou gravata + terno e ficou tudo lindo

R18858.indd

 

Foram tantos estilos criados, recriados, que acredito não haver barreiras para a camisa branca. O cinema também impulsionou o uso com tanta força que algumas imagens são icônicas e copiáveis até hoje.

Audrey Hepburn usou e “viralizou”

6-Camila

 

Quem não se lembra de Audrey Hepburn, uma das grandes responsáveis pelo “boom” da camisa branca no cinema? A atriz agregou elegância e feminilidade para essa peça coringa. Trazendo para os anos 90, e a cobertura dos tapetes vermelhos dos Oscars da vida, Sharon Stone, chegou e quebrou paradigmas conceituais. Pegou uma camisa branca do marido e uma saia grifada e foi! Fixou na mente e também na lista dos melhores looks da revista americana ELLE.

 

A saia griffada de Sharon é de Vera Wang

S

 

São tantas informações marcantes sobre a camisa branca, que gostaria de escrever muito e debater com vocês o quão indispensável ela é, mas vou me controlar e só lembrar algumas cenas memoráveis e ícones fashion que fizeram desta simples peça uma das mais democráticas e amadas do mundo.

 

Cena clássica do filme Pulp Fiction

4-Camila

 

 

Foi só Julia Robert colocar uma blusa branca por cima daquele vestido e pronto: visual simples e bonito

5-Camila

 

Camisa branca hoje pode ser de qualquer jeito e ainda sim, coringa!

3-Camila

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *