A conversa aqui é sobre moda

* Camila Karina. Jornalista e fotógrafa

3-camilak

Olá [email protected]!

 

Pensei em mil coisas que poderia usar como pauta inicialmente, mas, antes de qualquer coisa, quero deixar claro que não possuo graduação em Moda, entretanto, fiz uma especialização que na grade estava inclusa a referida matéria e foi apenas isso. Sou apaixonada pelo mundo fashion e, como qualquer pessoa apaixonada por algo, procuro saber mais, pesquisar, entender, compreender cada detalhe, e foi o que fiz. Não tenho pretensão nenhuma de ensinar ninguém como ou o que vestir: meu objetivo é cultivar amizades que têm uma paixão em comum. Estabelecer um diálogo, uma conversa entre [email protected] para falar deste mundo tão diverso que é o mundo da moda. E claro, o que puder compartilhar, farei. Em resumo, gostaria de contar com vocês para esse papo fashion virtual (quem sabe futuramente, ao vivo e em cores).

5-19150543

Para o início do nosso bate-papo, por que não falar dos primórdios? Conheci os grandes nomes desse âmbito por curiosidade e, claro, para ter uma noção melhor de como me vestir bem sem gastar muito. Isso é algo que valorizo bastante. Uma das minhas inspirações foi justamente Anne Wintour. Para quem ainda não sabe quem é essa mulher, ela é “apenas” a editora-chefe da revista mais importante do mundo no assunto que estamos falando: A VOGUE americana. Uma profissional conhecida como “linha dura”, mas que mantém uma reputação intacta e respeito mundial da maioria dos grandes estilistas e modelos.

 

1-young_annawintour_2(1)

 

Digo que ela é uma fonte de inspiração porque, de certa forma, ela mantém suas ideias e por mais que isso soe egoísta (e não é tanto assim), a vestimenta, a escolha do que vestir, que é algo tão pessoal, haja vista que não podemos nos deixar escravizar pelas tendências. Quem quiser saber um pouco mais sobre a personalidade e atuação de trabalho de Anne, basta ver o filme (que já assisti umas mil vezes, inclusive): O Diabo Veste Prada (Devil Wears Prada). Uma biografia não autorizada da editora, que inicialmente negou que tenha sido sobre ela, mas depois pareceu furiosa ao ser perguntada se ela agia de tal forma no “reino” Vogue.

2-ANNA-WINTOUR-AFP_1980526a

 

Acredito que há muito sobre a Wintour Nuclear (apelido carinhoso dado pela imprensa mundial), e lá também constam discursos interessantes sobre o quanto a moda nos influencia mesmo que despercebidamente. Mas, se você já assistiu esse filme e não julgou suficiente, indico o documentário “September Issue”, sobre a rotina de trabalho de Anna e da Vogue em si, e também da diretora-criativa da revista Grace Coddington (numa próxima conversa, falamos mais dela). Indico muito o documentário! Dá para encontrar no Youtube ou em arquivo para download. Depois me digam suas impressões por aqui, pelo Facebook, pelo Instagram ou por onde acharem melhor.

4-vogue-issues

 

Termino aqui com uma frase para inspirar

“Crie seu próprio estilo… deixe-o ser único para si e ainda identificável para os outros.”, (Anna Wintour)

Até a próxima!

Camila K. Ferreira

Minha page: https://www.facebook.com/CamilaKarinaF

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *