Confira a programação da 21ª Semana Nacional dos Museus no Amapá

O Amapá participa da 21ª Semana Nacional dos Museus, que começa na terça-feira, 16, com uma programação que terá ações como oficinas, saraus, feiras de artesanatos, arraiá e mostras culturais até o dia 19 de maio. Em 2023, o evento promove a sustentabilidade e o bem-estar nesses espaços destinados a expor objetos de interesse artístico, histórico, cultural e científico.

No Amapá, cada dia de evento será dedicado a um dos quatro principais museus do estado: o Museu Sacaca, o Museu de Arquitetura e Etnologia; a Fortaleza de São José de Macapá; e o Museu Histórico Joaquim Caetano da Silva.

Além de estabelecer os museus como espaços de sustentabilidade e bem-estar, o evento apoia três Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU): saúde e bem-estar global, ação climática e vida na terra.

“A Semana vem como uma oportunidade de fortalecimento dos museus enquanto espaços de preservação e multiplicação da cultura; com o tema deste ano, trabalharemos com uma programação sensibilizada e consciente às discussões propostas”, explica a secretária de Cultura do Amapá, Clicia Vieira Di Miceli.

A coordenadora de Preservação do Patrimônio Histórico da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Simone de Jesus, explica que a programação foi construída para que os visitantes tenham experiências de bem-estar e sustentáveis dentro dos museus.

“Pensamos em oficinas, caminhada ecológica em volta da Fortaleza de São José de Macapá, saraus, entre muitas outras atividades que se adequam à realidade de cada museu participante desta edição do evento”, explica Simone.

Confira abaixo a programação completa da 21ª Semana Nacional dos Museus:

16 de Maio (terça-feira) – Museu Sacaca

  • 8h – Abertura oficial
  • 9h – Mesa Redonda “Museus, sustentabilidade e bem-estar” – Loca: auditório Waldemiro Gomes
  • 8h às 11h – Momento Bem Estar: Yoga, acupuntura, massoterapia, higiene bucal
  • 9h às 11h – Produção de farinha e açaí – Local: Casa de Farinha e Casa do Ribeirinho                                                            Oficina de grafismo indígena com jenipapo e pintura facial
  • 15h às 17h – Ciclo de Palestras “Sustentabilidade: consumo consciente e biotecnologia”                                                                Oficina de brinquedos sustentáveis Oficina de plantas medicinais Oficina de moda sustentável                                                Exposição “É da Nossa Terra”: projetos de energia renovável e biotecnologia

17 de maio (quarta-feira) – Museu de Arqueologia e Etnologia

  • 8h às 17h – Feira de artesanato dos idosos
  • 8:30h às 09h – Encontro de gerações: Marabaixo das crianças e recepção dos idosos.
  • 9h às 9h30 – Momento bem-estar: aferição de pressão arterial e teste de glicemia
  • 9h30 às 10h – Mostra audiovisual “Recordando o Amapá”
  • 10h às 11h – Visita mediada à exposição temporária “Museus e memórias: Um passeio fotográfico pela história da cidade de Macapá”
  • 11h às 11h30 – Stand up com o ator e professor Jackson Amaral
  • 15h às 16h – Oficina de artesanato

18 de maio (quinta-feira) – Museu Fortaleza de São José

  • 8h às 11h – Momento Bem-estar corporal e mental: Aulão de Zumba, aferição de pressão arterial, teste de glicemia, massagem relaxante, limpeza facial, avaliação nutricional.
  • 9h às 17h – Feira de artesanato dos povos indígenas do Amapá “Indígenas e sustentabilidade”.                                          Exposição “É da Nossa Terra”: projetos de energia renovável e biotecnologia
  • 10h às 11h – Roda de Conversa “Fortificando: caminhos sustentáveis” com os ambulantes do entorno sobre o lixo produzido
  • 16h às 17h – Caminhada ecológica “Protegendo a Fortaleza” com mutirão de limpeza e ABRAÇO ao monumento. (Entorno da Fortaleza)
  • 17h às 17:30h – Teatro de Fantoches “Uma Aventura no Museu”
  • 17:30h às 18h – Apresentação musical de voz e violão

19 de maio (sexta-feira) – Museu Histórico Joaquim Caetano da Silva

  • 08h às 11h – Momento Bem Estar: corte de cabelo, limpeza facial, massagem, manicure para visitantes e comerciários do entorno
  • 14:30h às 17:30h – Oficina Construção do Mapa afetivo da Praça Veiga Cabral
  • 17h às 20h – Encontro de Canoas: momento de integração dos museus estaduais e instituições parceiras;                        Homenagem aos inVISÍVEIS: reconhecimento das pessoas que contribuem com os museus; Arraiá (quermesse); venda de guloseimas (cascalho, pirulito de cone, rala rala, mingau, pipoca); brincadeiras (barquinha, pescaria, argola, alvo na lata); artesanato de materiais reutilizáveis e declamação de poesias e apresentação musical.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *