Trabalhadores do Caixa Escolar protestam por direitos trabalhistas

 

Trabalhadores do Caixa Escolar, que atuam nas escolas do Amapá, protestaram nesta terça-feira (07) cobrando direitos trabalhistas como previdência, FGTS, 13º, férias, além de melhores condições de trabalho. Com cartazes com palavras como : fome, desespero, amargura, respeito, eles se concentraram na esquina da Avenida FAB com a Rua General Rondon, no Centro de Macapá. No trecho, fica a sede do governo estadual.


A situação com a falta de pagamento e recolhimento de direitos trabalhistas se arrasta desde a década de 90, passando por vários governos. E os protestos também.
Por várias vezes nesse mais de 20 anos os trabalhadores cobraram com manifestações esses direitos, que agora estão judicializados.

Problema de mais de 20 anos, a realidade hoje é que os trabalhadores envelheceram, grande parte está idosa e com problemas de saúde. “Estamos cobrando, reconhecimento dos nossos direitos trabalhistas, pagamento de adicional de insalubridade, vale-transporte e férias vencidas. A nossa situação é muito complicada”, disse a trabalhadora Claudia Oliveira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.