Publicidade

Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Talentos contemporâneos da música amapaense no último Concerto de Verão de 2009

Alcilene Cavalcante em 20 de novembro de 2009

Três dos mais requisitados instrumentistas do Amapá protagonizam o espetáculo desta sexta-feira (20) no projeto Concertos de Verão da Confraria Tucuju. O guitarrista Fabinho, a saxofonista e flautista Bibi e o contrabaixista Gustavo Quintanilha representam o talento contemporâneo da música instrumental amapaense. A convite dos três, o show contará ainda com o baterista Hian e com o tecladista Lucas Borges. No palco paralelo bailarinas da Graham Companhia de Dança farão performances com ritmos amapaenses, sob influência da dança moderna. O Concerto de Verão começa às 20 horas, no Largo dos Inocentes.

Deixar um comentário

Ele. O Urubu

Alcilene Cavalcante em 18 de novembro de 2009

Contribuição do leitor Jocildo Lemos

Querida Alcilene,

talvez seja pedir demais, ainda assim peço porque a causa é nobre. Fiz esta pesquisa no site oficial do Flamengo: www.flamengo.com.br e gostaria que você publicasse em seu blog, para calar de vez esses torcedores que tentam “macular” nosso mascote: o Urubú.


Um forte abraço rubronegro.

Jocildo Lemos

Mascote Rubronegro

O primeiro mascote do Flamengo foi o marinheiro Popeye, personagem de quadrinhos na década de 40 (e posteriormente de desenhos animados). A idéia para o mascote partiu do chargista argentino Lorenzo Mollas, que viu no Popeye a força e a persistência do Fl amengo, além de sua óbvia ligação com o mar. Porém não havia ainda uma verdadeira identidade entre o mascote e o clube.

Na década de 60 as torcidas rivais, como forma de provocação, chamavam os torcedores do Flamengo de “urubus”. Logicamente os torcedores rubro negros se sentiam ofendidos, afinal era essa uma forma de ridicularizar uma torcida popular, formada em sua maioria de afrodecendentes e pessoas de baixa renda.

Porém se há outra característica associada ao Flamenguista, essa é a irreverência. Só ela explica a atitude de um grupo de torcedores às vésperas do clássico entre Flamengo e Botafogo, pelo segundo turno de campeonato Carioca de 1969. Na época, os dois clubes faziam o clássico de maior rivalidade pós-Garrincha. E o Flamengo não vencia o rival fazia quatro anos.

Alguns torcedores decidiram levar o animal ao Maracanã naquele final de semana. Mas onde conseguir um urubu## A resposta veio no sábado pela manh ã, no depósito de lixo do Caju. Depois de capturado, o animal foi levado para um apartamento no Leblon. No domingo, o levaram ao estádio enrolado a uma bandeira. A intenção: Quando a equipe entrasse no gramado, soltariam a ave.

Nas arquibancadas, os torcedores do Botafogo gritavam, como sempre, que o Flamengo era time de “urubu”. O clima no estádio era o de um grande clássico, com quase 150 mil torcedores, o que deixou a ave bastante agitada. Então os torcedores decidiram soltá-la, mesmo antes da entrada da equipe: Meio assustada, ela faz o seu vôo sobre o gramado carregando uma bandeira rubro negra presa ao corpo, e pousa em campo pouco antes do jogo iniciar. Foi o bastante para a torcida fazer a festa, vibrar e gritar: “é urubu, é urubu!”.

O Flamengo venceu o jogo por 2 a 1, quebra o tabu de nove jogos sem vitória sobre o rival e, a partir daí, o novo mascote consagrou-se, tomando o lugar do Popeye. O cartunista Henfil, rubro-negro, trat ou de humanizá-lo em suas charges esportivas em jornais e revistas, e desde então o urubu tornou-se um mascote popular.

Do genial Henfil

Do genial Henfil

21 comentários »

Quarta Agitada

Alcilene Cavalcante em 18 de novembro de 2009

Hoje tem:

Feira do Empreendedor

Bloqueie a agenda. Hoje às 19 horas é abertura da Feira do Empreendedor do Sebrae. Acontece na bela sede do Sebrae, na avenida Ernestino Borges, no Laguinho. E vai até o sábado 21.

Alvarenga-Superintendente do Sebrae

Alvarenga-Superintendente do Sebrae

II Seminário da Cidade

Mandato do vereador Clécio Luis(Psol) promove o II Seminário da Cidade

com o tema “Macapá e os Desafios de uma Cidade Amazônica no Século XXI”.

O Seminário acontece no Centro de Convenções João Batista de Azevedo Picanço nos dias 18 e 19 de novembro. As inscrições podem ser feitas no momento do encontro, serão gratuitas com direito a certificado.

Veja a programação:

18/11 – Manhã (08h30)

– Tema: “Macapá: História da Ocupação, Estratégias e Alternativas para o Desenvolvimento Urbano “
– Conferencista: Profº Drº Alberto Tostes

18/11 – Tarde (14h30)

– Tema: “O Plano Diretor e o fenômeno da verticalização: A Necessidade de uma revisão coerente”
– Debatedores: Carlos Henrique (SEMPLA-PMM); Daniel Souza (Arquiteto e Urbanista);
Luis Eduardo (Vex Construtora / FIAP / SINDUSCON); Aldenora Gonzalez (Conselho Nacional das Cidades)

19/11 – Manhã (08h30)

– Tema:“Infra-estrutura, Preservação e o Conforto Ambiental, no Processo de Adensamento Urbano”
– Palestrante: Profº Maurício Ribeiro (Caixa Econômica Federal)

19/11 – Tarde (14h30)

– Tema: “Os Desafios da Cidade com Mobilidade e Acessibilidade”
– Palestrante: Michele Bessa (CREA)

Laguinho

Na UNA –União dos Negros do Amapá, no Laguinho claro, continua a programação da semana da consciência negra,que antecede o Encontro dos Tambores.

Hoje tem a escolha da Beleza Negra, com 10 concorrentes, padrão negras lindas, saradas, alegres e tudo de good do Amapá.

E muito piseiro, por que Laguinho é Laguinho, festa e alegria.

Conferencia de Comunicação

Nos Sest-Senat, na rodovia Duca Serra, em frente ao IAPEN, acontece o dia inteiro a Conferência Estadual de Comunicação.

Abertura da Campanha “ Câncer de mama: Fique de Olho – /2009”

Dia 18 no Monumento do Marco Zero do Equador

Horário: a partir das 16:00 h

Deixar um comentário

TCU detecta irregularidades em licitação da prefeitura de Macapá (AP)

Alcilene Cavalcante em 18 de novembro de 2009

O Tribunal de Contas da União (TCU) identificou irregularidades em licitação da prefeitura de Macapá (AP) e multou, individualmente, o ex-presidente da comissão de licitação João de Souza Trajano em R$ 20 mil, os ex-membros da comissão Gilmar Gonçalves Vales, José Ronildes dos Santos Souza, Miguel Ribeiro Cruz e Elisângela Ayres dos Santos Souza em R$ 5 mil, cada, e a empresa Consultec Engenharia em R$ 20 mil.

O Tribunal detectou sobrepreço de material, restrição à competitividade, direcionamento e ausência de publicação da licitação, realizada para selecionar empresa de engenharia para construir um conjunto habitacional na Vila do Mucajá. A obra, custeada com recurso público federal repassado pelo Ministério das Cidades por intermédio da Caixa Econômica Federal, não teve licitação anulada pelo TCU. Segundo o relator do processo, ministro José Múcio, as sanções propostas pelo Tribunal estão de bom tamanho para repreender os responsáveis. Ele acrescentou que, embora ainda fosse possível anular a licitação, preferiu não adotar a medida, “uma vez que representaria um castigo muito mais doloroso para a população que está na expectativa do novo conjunto habitacional”, observou.

Devido à gravidade das infrações, os membros da comissão de licitação citados foram inabilitados para exercício de cargo em comissão ou função de confiança na administração pública Federal por cinco anos. A empresa Consultec Engenharia também foi declarada inidônea para participar de licitação no período de dois anos em função das fraudes comprovadas. Cabe recurso da decisão.(Imprensa-TCU)

8 comentários »

Gilvan Borges será julgado pelo STF nesta quinta

Alcilene Cavalcante em 16 de novembro de 2009

Por Eduardo Neves

O Supremo Tribunal Federal (STF), julga nesta quinta-feira, 19, abertura do inquérito nº 2674, referente à acusação de denunciação caluniosa contra o Senador Gilvan Borges (PMDB/AP), por ter acusado levianamente o ex-governador, João Alberto Capiberibe (PSB/AP), de ter sacado R$380 milhões dos cofres do governo do Estado do Amapá, em 2002, quando deixou o governo.

A acusação foi usada pelo senador Gilvan Borges, como instrumento de difamação, injúria e calúnia, além, de ter subsidiado denúncia no processo de cassação do ex-senador Capiberibe, acusado de comprar dois votos parcelados no valor de R$26, na eleição de 2002. “Ele atribuiu a esse dinheiro, que foi usado para comprar os votos na eleição pro senado”, relatou no processo, o advogado de acusação de Capiberibe.

A mesma denúncia foi julgada pela justiça do Estado do Amapá, em 2008, quando considerou improcedente a acusação de Gilvan contra Capiberibe. Visto que os fatos não foram comprovados e o juiz inocentou o ex-senador de maneira cabal.

A decisão foi anexada ao processo que corre contra o senador Gilvan, por denunciação caluniosa e também ao recurso eleitoral que encontra-se pendente no STF e que cassou o mandato do senador João Capiberibe e da deputada federal Janete Capiberibe, por comprovar que o argumento utilizado no processo de cassação foi uma farsa.

No dia 01 de janeiro de 2008, Capiberibe entrou no STF, com o pedido de abertura de inquérito por denunciação caluniosa. O parecer do procurador geral da república é favorável a abertura de inquérito contra o senador Gilvan Borges. O relator do caso é o ministro do STF, Carlos Ayres Britto.

Além desse processo, o senador Gilvan Borges, enfrenta ainda no STF, a acusação de crime de difamação e injúria qualificada por racismo, proposta pelo jornalista, João Silva. Em parecer assinado no último dia 20 de Junho pelo ex-Procurador-Geral da República, Antonio Fernando Barros e Silva de Souza, o Ministério Público Federal deu parecer pela aceitação da denúncia.

19 comentários »

Sucesso e Banda Larga desce redondo

Alcilene Cavalcante em 16 de novembro de 2009

Zé Miguel, estrela de primeira grandeza do cenário musical amazônico fez show em Porto Velho, que claro, foi um sucesso.

E recebeu tratamento vip da amapaense Vânia Beatriz, que ergueu edícula na beira do Rio Madeira.

E ela dá tratamento vip, que eu que nem toco nada, já recebi esse tratamento, com direito a gastronomia de altíssima qualidade de seu marido Airton.

Olha o Zé Miguel,twitando com banda larga, alegre da vida, na casa da Vânia Beatriz em Porto Velho.

ZéMiguel

6 comentários »

Caesa

Alcilene Cavalcante em 16 de novembro de 2009

Assessora de Comunicação da Caesa deixou esse comentário no blog:

A Assessoria de comunicação da CAESA esclarece que o Diretor Presidente da CAESA – José Roberto Galvão – continua exercendo normalmente as suas funções, e até o momento não recebeu nenhuma comunicação  do Governador do Estado do Amapá sobre mudanças na composição da Diretoria da CAESA.
A CAESA enfrenta dificuldades dantescas em suas finanças, principalmente em razão da inadimplência que alcança 45% de seus usuários, resultando num acumulado a receber em torno de R$ 40 milhões desde 1991. E nos esforços para recuperação de pelo menos parte dessa receita, a CAESA oferece  descontos de 40% para as contas em atraso até 2006 e ainda parcela em até 24 vezes. O corte no fornecimento foi intensificado como última opção da empresa.
Mesmo em face das limitações financeiras, a CAESA não pára de crescer em todo o Estado. Certamente, não cresce na velocidade almejada pela Diretoria, mas seus investimentos em extensão da rede de abastecimento nunca param, além de se empenhar em outras frentes para acessar recursos financeiros e levar o abastecimento de água aos bairros cuja população hoje sofre com a falta de água tratada.
Agradecemos a atenção,
Ivete Guedes
Assessora de Comunicação

Nota do Blog: E aí pessoal. O Zé Roberto saiu ou não? Acho que o Gilvan enquadrou o WG. Será??

3 comentários »

Feira do Empreendedor traz novidades ao público na apresentação de empreendimentos

Alcilene Cavalcante em 16 de novembro de 2009

Os visitantes terão uma visão mais completa nos espaços denominados “Vitrines Vivas”

Inovação. Essa é a palavra que vai nortear as ações previstas na 3ª edição da Feira do Empreendedor, que acontece de 18 a 21 de novembro, na área de exposições do Sebrae. Diferente das edições anteriores, ocorridas em 2005 e 2007, este ano a feira será um evento isolado para melhor ser avaliada no Circuito de Feiras de 2009.

Os participantes do evento poderão conferir em tempo real o funcionamento das “Vitrines Vivas” de salões de beleza, fábrica de confecções, jardim modelo, panificadoras, lojas de artesanato, entre outros empreendimentos. Todo o trabalho, produtos e as técnicas utilizadas pelos profissionais em cada um dos segmentos podem ser observados nesses espaços.

“Esses ambientes foram criados para proporcionar um conhecimento aos visitantes a respeito dos processos que compõem o gerenciamento e dinâmica de cada empreendimento”, explicou o diretor superintendente do Sebrae, João Carlos Calage Alvarenga.

Para que o público presente na Feira do Empreendedor não deixe de receber informações atualizadas e ágeis, um Toten construído com TVs de plasma será montado no hall de entrada da Feira. A programação de cursos, palestras, oficinas e o que estiver sendo exposto nos estandes, serão atualizados no Toten para situar e informar os visitantes.

“Nós queremos deixar os nossos visitantes bem informados e atualizados para que eles possam desfrutar de tudo o que será oferecido na Feira”, disse o superintendente do Sebrae João Alvarenga. Setenta eventos compõem o programa da Feira do Empreendedor de 2009. Serão 50 expositores, sendo 15 oportunidades de negócios vindas de outros estados brasileiros.

Franquias

Algumas empresas buscam novos franqueados em Macapá. As franquias presentes na 3ª edição da Feira do Empreendedor serão: Cacau Show, Interasat, Zaiom – que vai apresentar cinco franquias no ramo de manutenção de computadores, soluções em TI, manutenção rápida e na área educacional.

As pessoas que estão se preparando para concursos poderão conhecer a Interesat, que é grupo educacional formado pelos maiores preparatórios de concursos do país. O Curso Orvile Carneiro, fundado em Belo Horizonte em 1961, é líder em aprovação na preparação para concursos, sendo mais de 55 mil alunos aprovados nestes 48 anos de história, e ainda, o Curso Maurício Trigueiro, fundado em 1994 na capital mineira, referência em aprovação na área jurídica e exames da OAB.

Vendas diretas

Várias empresas do setor de venda direta estarão participando da Feira do Empreendedor do Sebrae, em busca de novos distribuidores e representantes comerciais, além de cadastrar os interessados como novos revendedores para seus produtos. Uma dessas empresas é a Firenze Cosméticos, do Paraná que pela primeira vez vem para o Estado do Amapá. Além da Hermes, Mary Kay, Perfam, Racco, Bless, entre outras completarão o espaço para o setor.

Serviço:

Sebrae no Amapá:

Unidade de Marketing e Comunicação (96) 3312-2832

Call Center: 0800 570 0800

Feira-2

Deixar um comentário

Psol com Marina

Alcilene Cavalcante em 15 de novembro de 2009

Presidente do PSOL Randolfe Rodrigues esteve em Brasília participando da reunião da executiva nacional do partido, que decidiu dialogar oficialmente com a candidatura de Marina Silva.

Randolfe e Heloísa Helena lideram o movimento que defende aliança com Marina. No Amapá Randolfe também já iniciou conversas com o PV.

2 comentários »

OAB. O clima esquenta

Alcilene Cavalcante em 15 de novembro de 2009

Em alta temperatura a campanha para a eleição da OAB.

A toda hora chegam denúncias por e-mail, que vão de macumba, a questões familiares e pessoais, além de notícias sobre impugnação/não impugnação de chapas.

Além de horrorosas denuncias sobre venda de voto.

Tipow…o “adevogado” não paga a anuidade da Ordem, e candidatos “quitam” que é para @ cabra poder votar.

Vixe Maria..

13 comentários »

Vá bloqueando a Agenda

Alcilene Cavalcante em 15 de novembro de 2009

A Feira do Empreendedor do Sebrae, começa esta semana, no dia 18, com grande e imperdível programação e oportunidades de negócios, em inúmeras áreas e variados volumes de investimento.

E, agora sim, como um grande evento para pequenos negócios e não mais como evento secundário na Feira Agropecuária.

O que vai rolar na Feira do Empreendedor: Seminários, palestras, exposições, cursos. E ainda o Festival de Gastronomia Brasil Sabor, com palestra de Olivier Anquier e cozinha show, oficinas de manualidade e mais um monte de coisas bacanas e interessantes.

O Sebrae está na reta final de montagem da Feira que está ficando linda.

Fique ligado no blog que daremos aqui a programação diária da Feira do Empreendedor.

Feira-1

2 comentários »

A Balança Adulterada

Alcilene Cavalcante em 15 de novembro de 2009

Dom Pedro José Conti

Bispo de Macapá

Um comerciante vendia vários tipos de farinha, de arroz e de milho. A toda hora estava pesando alguma mercadoria. Assim achou por bem dar uma ajeitadinha ao fiel da balança, para que sempre marcasse cinqüenta gramas a mais. Pouca coisa; tão insignificante que ninguém percebia. Ano após ano esta pequena quantia, roubada, engordou o cofre do comerciante. Um detalhe: ele era muito guloso e acabou ficando obeso, além da conta. Um dia o diabo o visitou. Sem muitas voltas disse ao homem:

– Compadre eu sei muito bem quem você é. Já trabalhou muito para mim neste mundo. Quero que descanse no outro. Daqui a um mês vai morrer, quero que você vá para o paraíso. Mas, para que isso aconteça, precisa que faça ao menos um gesto de boa vontade. Quanto você pesa agora? Cento e cinqüenta quilos? Pois bem, em um mês deve pesar, ao menos, um grama abaixo dos cem quilos.

– O comerciante achou extraordinária a generosidade do demônio e começou imediatamente a fazer de tudo para emagrecer. Caminhou quilômetros, subiu e desceu milhões de degraus, levantou pesos, jejuou rigorosamente, até que no trigésimo dia pesava dez gramas abaixo dos cem quilos. Chamado no outro mundo se apresentou abatido e cansado, mas triunfante.

– Consegui – gritou ao diabo. Subiu na balança para conferir.

– Você pesa exatamente cem quilos e quarenta gramas – afirmou Satanás. O homem empalideceu e perguntou gaguejando:

– Com, com qual balança você me pesou?

– Com a sua, obviamente – respondeu o demônio – Você não estava lembrado?

Imediatamente o homem lembrou, tantos anos se passaram. Ele havia esquecido, mas Satanás não.

Chegando aos últimos domingos do ano litúrgico encontramos sempre leituras que nos falam do fim dos tempos e, por conseqüência, também do fim de nossa vida. Ter consciência de que somos peregrinos sobre esta terra, e que esta não é a nossa morada definitiva pode nos dar medo. Contudo é um medo salutar, de quem sabe que não é verdadeiro dono de nada e que tudo terá um fim. Significa lembrar, mais uma vez, que devemos fazer bom uso dos dons que recebemos: a vida, o tempo e as coisas.

É por isso que na confusão atual das idéias, na espera do nosso dia e bem conscientes de que tudo passa, devemos nos perguntar se existe algo que permanece. Existe uma certeza neste universo que não pára? Há algo ou alguém que não seja tão passageiro como nós?

Jesus disse: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.” Isso não diz respeito só as palavras dele guardadas nas Escrituras, diz sobretudo àquilo que Jesus fez e ensinou. Palavras e gestos de esperança, de perdão, de amor, de vida nova. Ou se preferirmos, significa que somente quem confiar nas palavras de Jesus está construindo sobre a rocha, sobre a Verdade que é Ele. O resto: bens, sucessos, poderes, disputas e ideologias vão passar com o vento da história humana.

Por que não buscar nas palavras de Jesus o sentido da nossa vida? Por que não confiar naquilo que ele ensinou com o seu próprio exemplo? O medo de errar tudo é um medo salutar, quando buscamos uma saída. A consciência das nossas limitações é coisa boa, para não desperdiçarmos o que somos chamados a administrar.

Não estamos vivendo simplesmente num planeta qualquer, numa galáxia qualquer, por um instante qualquer num universo de bilhões e bilhões de anos. Existimos porque uma Palavra de amor nos chamou à vida, deu-nos condições e capacidades para decidir e organizar este mundo. Esta Palavra se fez um de nós. Ensinou-nos a viver e a morrer. Ensinou-nos a amar e a servir. Nós passamos, mas para quem acredita nela, esta Palavra de Vida não vai passar, porque já venceu aquela que para nós, eternos incrédulos, parece ser a última e definitiva palavra: a morte. Ele é a Vida para sempre. Esta sempre será a melhor notícia: a Vida que vence a Morte; a ressurreição de Jesus.

Se o nosso amigo da historinha tivesse sido honesto ou adulterado a balança para menos e não para mais, com certeza não teria ficado rico, mas após tantos anos, a lembrar do bem que podia ter feito, teria sido Jesus a avaliá-lo e não o satanás. Melhor ser pesados pelo bem que fizemos e não pelo mal. Também Deus, que seja sempre bendito, não esquece.

Deixar um comentário