Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Memorial Amapá

Alcilene Cavalcante em 19 de maio de 2015

ONG organiza informações e imagens da história com mais 3 mil itens do Amapá

Veja matéria aqui

http://g1.globo.com/ap/amapa/amapa-tv/videos/t/edicoes/v/ong-organiza-informacoes-e-imagens-da-historia-com-mais-3-mil-itens-do-amapa/4189605/

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO do TJAP

Alcilene Cavalcante em 19 de maio de 2015

O Tribunal de Justiça do Amapá, ciente da missão de distribuir a Justiça e de proporcionar a paz social e firme nos propósitos constitucionais da eficiência e transparência, vem a público prestar esclarecimentos sobre a recente Nota veiculada pelo Sindicato dos Serventuários da Justiça, que, ao anunciar movimento grevista, lamentavelmente mencionou, de forma genérica e irresponsável, fatos inverídicos sobre suposto descumprimento de normas do Conselho Nacional de Justiça, além de irregularidades relativas a desvio de função.

 

A conduta do Sindicato vai de encontro à reconhecida eficiência e correção das administrações do Tribunal, aplaudidas pelo próprio CNJ. Além disso, fere irresponsavelmente a imagem de uma das mais conceituadas instituições do Estado.

 

Na oportunidade, o Tribunal informa que envidará todos os esforços para que a população não seja prejudicada por eventual paralisação, inclusive estando disponível para diálogo com o Sindicato, como sempre esteve.

 

Desembargadora SUELI PEREIRA PINI

Repiquete é Memória

Alcilene Cavalcante em 19 de maio de 2015

Empresário Habdalla Houat, libanês que muito contribuiu com o comércio do Amapá.

Abdallah Hoaut - 1993

Gestão pública: TRE-AP implanta Programa de Avaliação de Desempenho das Lideranças

Alcilene Cavalcante em 19 de maio de 2015

O TRE-AP implantou nesta segunda-feira (18), o Programa de Avaliação de Desempenho das Lideranças (PADL) que vai avaliar a atuação dos cargos de chefia do TRE/AP, para obter avanços na administração pública e na prestação de serviços à sociedade.

A ação, determinada pelo presidente, Desembargador Carlos Tork, é uma continuidade do Programa Gestão por Competência no TRE.

TRE-ProgramadeAvaliaçãodeDesempenho 037

Lavagem a seco

Alcilene Cavalcante em 19 de maio de 2015

LAVAGEM A SECO_alcilene

Servidor Público. Cartão pra você!

Alcilene Cavalcante em 19 de maio de 2015

Banner-internet-ALCILENE-FINAL-Bancrednovo

http://www.bcredito.com.br/

Hidrelétricas, impactos e lamentos

Alcilene Cavalcante em 14 de maio de 2015

* Marco Chagas. Doutor em Gestão Ambiental 

 
Em 2008 fui contratado pela empresa Odebrecht para coordenar os estudos ambientais das hidrelétricas de Ferreira Gomes e Cachoeira Caldeirão. A princípio, tentei entender os motivos pelos quais uma empresa do porte da Odebrecht confiaria num técnico do Amapá para tamanha missão. Quando conheci os diretores da empresa, Antonio Augusto e André Queiroz, dois jovens, com ideias ousadas e propondo que os projetos das hidrelétricas fossem trabalhados para tornarem-se projetos de desenvolvimento local, logo percebi que teria uma oportunidade para testar várias teorias do meu doutorado e contribuir para melhoria da qualidade de vida no Amapá.
Foram dois anos de intenso trabalho, dedicação e muitas reuniões. Minha missão foi facilitada pela colaboração e competência de técnicos do Amapá, contratados para estudos específicos. Inserimos nos estudos várias propostas vinculadas a possibilidade de iniciar um processo de negociação público-privado para melhoria da qualidade de vida na região, mesmo sabendo que estávamos desrespeitando os manuais de elaboração de estudos ambientais.
Para ficar claro, a maioria das empresas entende que propostas nos estudos ambientais devem estar vinculadas somente aos impactos. No mundo dos negócios não há muita margem para invadir o campo da responsabilidade pública, pois existe uma premissa no Brasil de que os governos propagam o desenvolvimento, mas são omissos quanto as responsabilidades pelos impactos.
Os estudos ambientais das hidrelétricas de Ferreira Gomes e Cachoeira Caldeirão dão sustentação para elaboração de um plano de desenvolvimento local. Minha frustação começou quando a Odebrecht perdeu os leilões das hidrelétricas e percebi que somente um governo forte seria capaz de evitar que os projetos se tornassem algo à margem do Amapá ou que somente fosse propalado como gerador de emprego (temporários) e de impostos.
Não aceito a condição de que qualquer projeto que utilize recursos naturais não assuma a responsabilidade de contribuir para a melhoria da região onde se insira para além de empregos e impostos. Mas o que fazer quando a intervenção dos governos acontece no sentido de aumentar a insegurança dos projetos, a corrupção e a discricionariedade pelo excesso de autoridade que todos julgam ter?
Lamento muito o ocorrido em Ferreira Gomes e não descarto outros acidentes de maior proporção. Lamento muito também a forma irresponsável como os governos conduzem os processos de licenciamento ambiental, a maioria objeto de negociação de apoio político e de irrisórias compensações que não voltam para beneficiar aqueles que perderam com os impactos dos projetos.

Para as mães que visitam o blog

Alcilene Cavalcante em 09 de maio de 2015

Com os desejos de felicidades, saúde, paz na sua família e proteção e vitória de seus filhos.

Maes-mesa

Eu, Mãe

Alcilene Cavalcante em 09 de maio de 2015

 

Alcilene-Ricardinho-6k8rd

Ricardinho-Alcilene-09

Alcilene-filhos

Minha mãe

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

S

Essa foto, apesar de minha mãe aparecer de lado, é das que eu mais gosto. É muito representativa do quanto minha mãe me estimulava aos estudos.

Perdi minha mãe em 1986. Ela ainda nova e saudável, nos deixou rapidamente, e muito cedo. E eu ainda muito jovem, no último ano da faculdade.

A saudade é eterna. E aperta imensamente nessa época do ano. Mas Deus é tão maravilhoso, que a tristeza da ausência, é compensada pela grande alegria de ser mãe de dois seres maravilhosos, que Ele me deu.

Dilma sanciona MP 660, vetando os policiais

Alcilene Cavalcante em 09 de maio de 2015

A presidente Dilma sancionou na tarde de sexta-feira a MP-660, que garante a transposição para os quadros da União, dos servidores do estado concursados até 1993, além de garantir equiparação salarial a algumas categorias do quadro do ex-território, com os do quadro da união.

Dilma vetou o artigo que garantia a equiparação dos salários militares do quadro do ex-território, com os do quadro do DF que são da União.

Senador Randolfe Rodrigues já informou que vai lutar muito para derrubar o veto presidencial, com articulações na Câmara e no senado, com apoio da bancada e do governo.

Com a aprovação da MP 660, o estado economizará milhões que hoje são gastos na folha de pagamento.

 

MP-AP reúne órgãos e empresas para apurar responsabilidade de enchente em Ferreira Gomes

Alcilene Cavalcante em 09 de maio de 2015

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) e o Ministério Público Federal (MPF-AP), por meio das Promotorias de Justiça de Ferreira Gomes e Porto Grande, e da Procuradoria da República no Amapá, realizaram, na manhã desta sexta-feira (8), reunião com órgãos ambientais e representantes das empresas responsáveis pelas obras e operação das Usinas Hidrelétricas localizadas no rio Araguari, para apurar responsabilidade pela enchente ocorrida, ontem (7), na sede do município de Ferreira Gomes.

reuniaoportogrande

A reunião, que também contou com a participação do Governo do Estado, Prefeitura de Ferreira Gomes e sociedade civil organizada, foi conduzida pelos Promotores de Justiça, Laércio Mendes e Fábia Nilci, titulares das Promotorias de Ferreira Gomes e Porto Grande, respectivamente, além do representante do MPF, procurador da República Thiago Cunha de Almeida.

Ler o restante do post »

Prefeitura de Macapá promove ação conjunta para coleta de pneus inservíveis no combate à dengue e chikungunya

Alcilene Cavalcante em 09 de maio de 2015

A Prefeitura de Macapá, em parceria com a Guarda Municipal, Exército Brasileiro e Jeep Club Amapá, promove neste sábado, 9, das 8h às 14h, nos bairros das zonas norte e sul da capital, a coleta de pneus inservíveis, aqueles que não têm mais condições de serem utilizados para circulação ou reforma e que são depositados incorretamente em borracharias e terrenos baldios. A ação busca reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunya.

Desandou a maionese

Alcilene Cavalcante em 08 de maio de 2015

Tt-paulo

Tt-Melo

Então, aquela matéria confusa de A Gazeta seria pra isso? Dizer que tinha um escândalo na imprensa local?

Estratégia velha, hein?

Fazer notícia de falso escândalo e colocar pessoas na matéria sem dizer qual o seu envolvimento?

Ah..Parem..

Essa maionese desandou.

Ferreira Gomes no Fundo

Alcilene Cavalcante em 07 de maio de 2015

FG-1

FG-2

FG-3

O município de Ferreira Gomes, esta sofrendo com uma grande enchente ocasionada pela repentina subida do nível das aguas do rio Araguari ocorrida nesta manhã de quinta-feira, 7.

Informações dão conta de que uma ensecadeira teria se rompido na construção da hidrelétrica Cachoeira Caldeirão, ocasionando assim uma rápida elevação do nível do rio Araguari.

A principio, estimasse que cerca de 3 mil pessoas estam atingidas pela elevação repentina do rio. Segundo o prefeito Elcias Borges (PMDB), o sinistro aconteceu muito rápido e a prefeitura não possui uma grande estrutura para atender o número de atingidos pelo cheia. “Nós estamos surpresos com o que aconteceu e hoje infelizmente temos um cenário desolador em nosso município. Agora já solicitamos ajuda do Estado para amenizarmos o problema e vamos recorrer para nossa bancada federal para buscar soluções”, disse.

(Informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ferreira Gomes).

 

Nota de Esclarecimento da UHE Cachoeira Caldeirão

Alcilene Cavalcante em 07 de maio de 2015

COMUNICADO

A EECC – Empresa de Energia Cachoeira Caldeirão informa que na manhã desta quinta feira (07/05/2015), devido a cheia do rio Araguari, realizou a abertura controlada na ensecadeira da 2ª fase (margem esquerda) para permitir a passagem das águas do rio, e garantir a segurança das estruturas e comunidades ribeirinhas, não provocando danos as pessoas, equipamentos e ao meio ambiente.

A empresa, ressalta ainda, que está dando todo o apoio as comunidades locais, em especial a cidade de Ferreira Gomes.

As atividades de construção da UHE Cachoeira Caldeirão prosseguem normalmente, sem impacto no cronograma do empreendimento.

 

USINA HIDRELÉTRICA CACHOEIRA CALDEIRÃO

Força-tarefa do governo está na região do Araguari

Alcilene Cavalcante em 07 de maio de 2015

O governo do Amapá mobilizou uma força-tarefa de emergência para dar assistência aos municípios de Ferreira Gomes e Cutias, atingidos pela elevação abrupta do nível das águas do Rio Araguari. O Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil estadual, Polícia Militar, Secretaria de Inclusão e Mobilização Social e a Companhia de Água e Esgoto do Amapá já estão na região.

O governador Waldez Góes, que estava cumprindo agenda em Brasília, retornou no início da tarde e já está na região para coordenar pessoalmente as ações de governo e reunir com autoridades municipais e com as equipes das empresas que gerenciam ou constroem hidrelétricas na região do Vale do Araguari.

Informações preliminares da EDP, responsável pela construção da Hidrelétrica Cachoeira Caldeirão, dão conta de que a empresa realizou uma operação de abertura de barreiras de contenção que compõe a estrutura de ensecadeira para a construção da barragem. A medida teria sido necessária para dar vazão ao volume de água resultante das fortes chuvas na região.

A ação influenciou no aumento dos reservatórios das hidrelétricas de Paredão e Ferreira Gomes que também tiveram que liberar a vazão com a abertura de comportas, o que impactou diretamente nos municípios de Ferreira Gomes e Cutias.

Ler o restante do post »

Rápidos

Alcilene Cavalcante em 07 de maio de 2015

Governador Waldez foi para o município de Ferreira Gomes acompanhar o socorro às vítimas.

Senador Randolfe, conversou com o prefeito Elcias Borges, e conseguiu espaço dos oradores no senado, pra participar ao Brasil, pela TV Senado, o que acontecia no Amapá. E pedir apoio imediato do Ministério da Integração Regional.

FG-Rand

FG-WG

Atualização

Na noite de quinta-feira, o senador Randolfe ligou para o governador Waldez Góes e foi prontamente atendido,  para informar sobre as providências que estava tomando em Brasília.

Randolfe chega  ao Amapá no início da tarde desta sexta-feira, e segue direto para Ferreira Gomes.

PSB X PDT

Alcilene Cavalcante em 07 de maio de 2015

O governo do estado chama para as às 16h desta quinta-feira, 7, uma coletiva de imprensa para falar sobre as ações de improbidade que entrará contra o ex-gestor estadual, Camilo Capiberibe.

A coletiva acontecerá no auditória da PGE e será concedida pelo Procurador Geral
Narson de Sá Galeno e pela secretária de Governadoria Renilda Costa. Entre as principais ações contra estão apropriação indébita previdenciárias, empréstimos não pagos e ausência de licitações.

Pelo twitter, o ex-governador Camilo disse que:

“Grande obra dos 120 dias do governo atual é preparar uma coletiva de imprensa e usar a PGE para me atacar.

Mas se o governo Waldez pretende me acionar judicialmente posso garantir que não vou fugir pela porta dos fundos para não ser notificado”.

O jornalista Eduardo Neves, que foi assessor de Comunicação de Camilo, disse em grupos da imprensa de Wathsapp que “A estratégia do governo, segundo uma fonte do Palácio,  é tentar dividir o silêncio do governador pelo aumento do próprio salário e de seus secretários, a manutenção de duas residências oficiais, a falta de medicamentos nos hospitais da rede pública de saúde, o aumento da violência, o desemprego, a crise no comércio, além dos dados negativos de uma pesquisa de satisfação popular do analista político Rodolfo Juarez, a qual apontou uma rejeição de 74% do governador Waldez Góes, considerada a pior da história para um início de mandato”.

Atualização

O governo suspendeu a coletiva, por causa dos acontecimentos em Ferreira Gomes.

Nivito Guedes em Homenagem às Mães

Alcilene Cavalcante em 07 de maio de 2015

nivito

Da Coluna Em Off, de Seles Nafes

Alcilene Cavalcante em 07 de maio de 2015

Era uma vez…. parte I

camilo e clecio

Era uma vez a aliança entre o PSB e o PSOL em Macapá. A família Capiberibe, o que inclui o Camilo, João Capiberibe e o primo Juliano Del Castilho, não tem economizado o teclado, ou melhor, munição. O alvo é o prefeito e a artilharia é disparada nas redes sociais. Sobrou crítica até para cobrança da taxa de lixo, comum em todas as capitais, mas que só agora passou a ser cobrada na capital.

Era uma vez…parte II

E pensar que até o fim do ano passado Clécio ainda esperava ver  PSB ajudando na prefeitura. Apesar dos inúmeros convites, o partido silenciou, num sinal de que os planos são outros. Explica-se: o PSB vem com tudo para disputar a prefeitura no ano que vem. O ex-presidente da Caesa, Ruy Smith, e a deputado estadual Cristina Almeida, são os possíveis nomes a serem lançados. Cristina já teve o nome testado nas urnas, mas nem passou para o segundo turno. O PSB agora é oposição também na prefeitura.

Estratégia

Na Câmara de Vereadores os encarregados pelo bombardeio em cima de Clécio Luis são Washington Picanço e Neuzinha.

Tirando a tuíra da canela

Apesar dos ataques, o pessoal do Psol não tem do que reclamar. Acha bom desassociar o quanto antes o nome de Clécio do ex-parceiro Camilo.

http://selesnafes.com/2015/05/em-off-69/