Publicidade

Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Pacientes perdem o controle

Alcilene Cavalcante em 03 de fevereiro de 2016

Um fato lamentável chamou atenção no Amapá. Um paciente que esperava, sem sucesso, há três dias por atendimento na única nefrologia da rede pública do estado revoltou-se na terça-feira (2) ao saber que mais uma vez não seria atendido.

Sobrou para os equipamentos da unidade de nefrologia, que teve parte destruída pelo homem. Estamos nesse nível na saúde.

1 comentário »

Blog rende homenagens a Evandro Luiz

Alcilene Cavalcante em 01 de fevereiro de 2016

Evandro Luiz – “O repórter que (não) sabe o que diz”. Esse é meu cumprimento há mais de 20 anos com o querido Barão. O grande jornalista se aposentou na semana passada da TV Amapá, por onde registrou nos últimos 30 anos a história recente do Amapá. Com belas reportagens.

Um grande amigo. Profissional competente e um dos primeiros profissionais da área com diploma de jornalista, tirado com muito esforço no Rio de Janeiro.

Parabéns Evandro Barão. Por fechar com competência esse ciclo profissional importante.

Te desejo muita saúde, amigo. Para curtir a vida, a família e os amigos. E te espero para o cafezinho com muito papo.

Evandro-Chocolate-1

Evandro e Chocolate. Parceiro de muitas reportagens.

2 comentários »

Macapá 258 anos: Praça da Bandeira passa por obras de revitalização

Alcilene Cavalcante em 01 de fevereiro de 2016

Pracadabandeira

Como parte das atividades de comemoração dos 258 anos de Macapá, que acontecerá no dia 4 de fevereiro, a prefeitura trabalha na revitalização de um importante logradouro público da cidade, a Praça da Bandeira, que foi inaugurada em 31 de março de 1977, data que celebrava o Golpe Militar no Brasil.

 

Há anos a praça não passava por reforma. Com a estrutura já desgastada, devido à ação do tempo e de vândalos, o espaço passa hoje por diversos reparos, com obras de recuperação de sua estrutura e ambientação artística, grafias regionais e a produção de esculturas feitas por artistas locais (criadas a partir dos troncos de árvores, retiradas do local devido à infestação por pragas).

 

A Praça da Bandeira recebe serviços de pintura, recuperação dos coretos e o recapeamento dos bancos em madeira de lei para aliviar a sensação térmica. O gramado está sendo totalmente recomposto e a arborização do espaço ganha novas mudas de plantas. Também está sendo revitalizada a parada de ônibus e feita a construção de três novas rampas de acesso para facilitar a locomoção das pessoas com deficiência.

 

O palanque principal passa por reparos e ganha uma nova pintura com as cores da bandeira do município e algumas intervenções artísticas com grafias Maracá e Cunani, além da recolocação dos mastros, que receberão de volta as bandeiras do Brasil, do Amapá, de Macapá, dos demais municípios do estado e a Olímpica, em alusão aos Jogos Olímpicos de 2016.

 

De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Jansen Rafael da Silva, a proposta dessa revitalização é recuperar este importante logradouro público, além de proporcionar a beleza estética da praça. “Tenho certeza que, a partir desse trabalho que está sendo feito, a população amapaense voltará a frequentar essa praça belíssima, no centro da cidade, que até pouco tempo tinha um diagnóstico seríssimo da presença de vândalos, problema que também está sendo resolvido com a intensificação do trabalho da Guarda Municipal. Essa é a nossa proposta, recuperar e revitalizar o espaço para resgatar o civismo e deixar a praça ainda mais bonita”.

 

 

Asscom PMM

2 comentários »

Governo anuncia escalonamento no pagamento de servidores

Alcilene Cavalcante em 29 de janeiro de 2016

Justificando a medida por causa da redução  no FPE- Fundo de Participação dos Estados, que chegou a R$ 40 milhões em janeiro, o governo do Amapá anunciou que pagará os servidores efetivos e comissionados no sábado (30) e os contratos administrativos somente depois do carnaval, no dia 10 de fevereiro.

A medida não é momentânea. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (28), o governo admitiu que vai adotar a divisão no pagamento da folha nos próximos meses até que as receitas melhorem.

Deixar um comentário

Cara de Paisagem

Alcilene Cavalcante em 29 de janeiro de 2016


Governo do Amapá deu um chega pra lá na briga dos deputados. Provocado pela Justiça, a Procuradoria-Geral do Estado informou que “não tem interesse” em ingressar como parte no mandado de segurança impetrado por Moisés Souza para retornar para Assembleia Legislativa.

A provocação se deu pela tese de Moisés Souza, que alega um complô feito pelo governo do Amapá para tirá-lo do comando da Casa.

“Ocorre que a Assembléia Legislativa (poder legislativo) possui capacidade processual para atuar em mandados de seguranças quando forem questionados interesses e prerrogativas institucionais. Além disso, a Assembléia Legislativa do Amapá possui procuradoria própria, apta a promover atos de defesa.”, disse o procurador Thiago Albuquerque.

Deixar um comentário

Concursos públicos por um fio

Alcilene Cavalcante em 29 de janeiro de 2016

A crise nas receitas é tanta que o governo deverá anunciar em breve um novo pacote de contenção de gastos na administração pública, com medidas mais severas que as aplicadas no decreto editado em 2015.

Fontes do Palácio do Setentrião informaram que as medidas devem afetar os concursos públicos previstos para 2016, com exceção para o da Defensoria Pública e peritos criminais, que deverão ser feitos a mando da Justiça.

E os aprovados da saúde em 2012? Eles vão esperar mais um pouco.

Deixar um comentário

PRE/AP reforça pedido de cassação de Waldez Góes e inelegibilidade de Camilo Capiberibe

Alcilene Cavalcante em 28 de janeiro de 2016

A Procuradoria Regional Eleitoral no Amapá (PRE/AP) reiterou à Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral pedidos de condenação contra o atual e o ex-governador do Estado, Waldez Góes e Camilo Capiberibe, em duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral relativas às eleições de 2014. O Ministério Público Eleitoral considera ter havido prática de abuso dos meios de comunicação por Waldez Góes e mais três investigados – João Bosco Papaléo Paes, Gilvam Pinheiro Borges e Luiz Gionilson Pinheiro Borges. Contra Camilo Capiberibe e Carlos Rinaldo Nogueira Martins, as acusações são de abuso do poder político e dos meios de comunicação.

Propaganda abusiva – A ação relativa a Waldez Góes detalha que o governador, juntamente com Gilvam Pinheiro Borges e Luiz Gionilson Pinheiro Borges, utilizaram a programação e a estrutura das emissoras de rádio vinculadas ao denominado “Sistema Beija Flor de Comunicação” para promover suas respectivas candidaturas por meio de reiterada e abusiva propaganda eleitoral.

O grupo Beija Flor é formado por jornais e emissoras de rádio e televisão controlados direta e indiretamente por integrantes da família Borges, presentes em cinco dos 16 municípios do Estado. Juntamente com outras emissoras que retransmitem a programação do Grupo, inclusive rádios comunitárias – o que é vedado pela legislação.

Já contra o ex-governador Camilo Capiberibe e Carlos Rinaldo Nogueira Martins, a Ação de Investigação comprovou, no entendimento do Ministério Público, a prática de abuso do poder político e dos meios de comunicação nas eleições de 2014.

De acordo com os autos, os investigados obrigaram servidores públicos a apoiarem a campanha, usaram bens públicos em benefício da própria candidatura, aproveitaram a realização de obras e serviços públicos para ganhar a simpatia do eleitor, usaram indevidamente meio de comunicação estatal em benefício próprio e desvirtuaram a publicidade institucional.

Depoimentos colhidos durante a investigação revelam constrangimento de servidores do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, do Detran e da Agência de Fomento do Amapá (Afap) para que comparecessem à Convenção do PSB, conduta vedada pela Lei das Eleições. Além disso, os investigados compeliram empregados da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) e servidores do Município de Macapá a trabalhar como cabos eleitorais em prol da reeleição para o cargo de governador.

Sobre isso, a assessoria jurídica de Waldez Góes “esclarece” que:

  • As alegações do Ministério Público Eleitoral são totalmente infundadas.
  • No curso da campanha eleitoral que elegeu o governador Waldez Góes e seu vice, Papaléo Paes com mais de 60% dos votos válidos, não houve a prática e tampouco o patrocínio de qualquer ato ilícito ou irregular;

3- O pleito de 2014 foi assegurado pela própria Justiça Eleitoral que com rigor e prudência garantiu a liberdade de escolha do eleitor amapaense e o respeito à sua soberana vontade;

4- Aguarda-se o julgamento da ação com confiança na serenidade e senso de justiça dos membros do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, que de forma isenta em outras decisões recentes, convalidou a vitória eleitoral conquistada legitimamente na eleição governamental de 2014.

1 comentário »

Mais uma derrota de Moisés Souza

Alcilene Cavalcante em 28 de janeiro de 2016

O presidente afastado da Assembleia do Amapá, Moisés Souza (PSC), continua presidente afastado. Ele teve o recurso negado pelo colegiado de desembargadores do Tribunal de Justiça nessa quarta-feira (27).

O placar ficou 5 a 1 contra o deputado. Apenas João Guilherme Lages votou a favor do retorno do parlamentar para o comando da Casa, mas foi voto vencido pelos demais, que seguiram o relator do caso, desembargador Gilberto Pinheiro.

É mais uma derrota para Moisés Souza. O curioso é que o recurso ingressado pela defesa do presidente afastado é alvo de críticas de especialistas do direito, que entendem ser impossível magistrados avaliarem a possibilidade de perseguição política, alegada no recurso. O rito que o afastou era o que deveria ser questionado, dizem juristas.

Com o recurso negado, agora o processo deve seguir para Brasília.

Deixar um comentário