Publicidade

Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

PF deflagra operação Olho de Tandera

Alcilene Cavalcante em 20 de setembro de 2017

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 20, a Operação Olho de Tandera, com o objetivo de investigar os crimes de gestão temerária, gestão fraudulenta, apropriação indébita especial financeira, instituição financeira irregular, corrupção ativa e passiva, bem como lavagem de dinheiro, ocorridos em municípios do Nordeste paraense e Marajó, bem como em municípios localizados nos estados do Amapá e Tocantins. Estão sendo cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e 13 conduções coercitivas expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal de Belém (PA).

As investigações começaram com as suspeitas levantadas por Regimes Próprios de Previdência de municípios do arquipélago do Marajó. Foram identificadas que gestões anteriores transferiram mais da metade dos recursos dos Institutos de Previdência para um grupo de empresas privadas de forma irregular, além de não conseguirem realizar o resgate desses valores.

O esquema fraudulento envolvia instituições financeiras de fachada, que funcionavam sem autorização do Bacen e CVM, para atuar com a gestão de recursos de terceiros, bem como no mercado de capitais, tendo ocasionado a lesão de aproximadamente R$ 24 milhões aos cofres municipais. Prejuízo que poderá ser maior, tendo em vista a existência possível de que outros Institutos de Previdência Municipais no estado do Pará também realizaram aportes para o grupo empresarial criminoso.

Cerca de 65 policiais federais cumprem os mandados nos estados do Pará, Amapá e Tocantins.

Nomenclatura
O nome da Operação Olho de Tandera deriva da linguagem informal que significa “ver o mal além do alcance”.

 

Condução Coercitiva

A Operação é desdobramento da prisão do “investidor” Elton Lira, que atuava na área da previdência.

A jornalista e promoter Dayane Lima, que tinha uma relação afetiva com Elton Lira, foi levada à Policia Federal em condução coercitiva.  A PF fez busca e apreensão na residência de Dayane, em um escritório que Elton usava e em mais dois lugares.

Deixar um comentário

Deu no New York Times

Alcilene Cavalcante em 20 de setembro de 2017

E o senador Randolfe Rodrigues(REDE), do Amapá, está no New York Times, em matéria sobre RENCA, a reserva nacional do cobre e correlatos, situada nos estados do Pará e Amapá.

Randolfe faz verdadeira cruzada para que o estado brasileiro mantenha a RENCA.

O movimento ganha o mundo. E como diz Jorge Benjor, “Deu no New York Times”.

  

Deixar um comentário

Tem amapaense no México – Atualização da tarde

Alcilene Cavalcante em 20 de setembro de 2017

O professor José Carlos Tavares, ex-reitor da Unifap, se encontra no México, e o bairro onde está foi bastante atingido pelo terremoto.

 

Mensagem do professor José Carlos Tavares, agora a tarde, aos seus amigos:

“Somente agora consegui um wi-fi. Na minha casa continua sem luz e na UNAM não tem atividades. Estou bem. Obrigado pela preocupação comigo”.

 

Deixar um comentário

Eu adorei isso. Jeito Tucuju: Hino Cultural do Amapá

Alcilene Cavalcante em 19 de setembro de 2017

Jeito Tucuju: Hino Cultural do Amapá

Tramita na Assembleia Legislativa do Amapá o Projeto de Lei 0197/17-AL, de autoria do deputado estadual Dr. Furlan, que torna a música “Jeito Tucuju”como o Hino Cultural do Estado do Amapá.

O projeto prevê que o hino seja sempre executado na abertura de todos os eventos folclóricos e culturais do estado do Amapá e visa aumentar a valorização do estado e da cultura amapaense.

“Vale lembrar que isso não vai afetar no Hino do Amapá, que permanecerá como o nosso hino cívico. O Hino Cultural será mais um mote de apoio à Música Popular Amapaense (MPA) e é uma forma de valorizar a realidade do povo amapaense, que é retratada nesta canção”, afirmou o deputado.

Assessoria de imprensa e Marketing Deputado Estadual Dr. Furlan

Deixar um comentário

Minhas bonecas

Alcilene Cavalcante em 19 de setembro de 2017

Fui uma criança que gostava muito de brincar de bonecas.
E essas eram minhas preferidas, além da charmosa Suzy.

A Amiguinha quando ganhei era maior do que eu. Um encanto pra mim e para as coleguinhas da rua. Eu ainda acreditava em papai Noel e meus pais a arrumaram cuidadosamente no quarto, junto com as outras bonecas que eu já tinha.
Foi uma das melhores surpresas da vida.

A dorminhoca foi presente de meu pai. E era uma dorminhoca linda e macia. Daquelas molinhas.
Ficou anos na cama comigo, até eu ir estudar em Belém.


Na adolescência foi a febre da coleção das fofoletes, que amava.

Daqueles achados de imagens do pinterest.

1 comentário »

Cirurgias oftalmológicas suspensas

Alcilene Cavalcante em 19 de setembro de 2017

* O assunto foi pauta no Bom Dia Brasil ontem. 

A Promotoria de Defesa da Saúde informa que o Governo do Estado do Amapá (GEA) não cumpriu o acordo judicial firmado em maio deste ano, na 3ª Vara Cível e de Fazenda Pública de Macapá, que previa a retomada das cirurgias de catarata e pterígio, suspensas da rede pública desde 2015. Mais de três mil pacientes aguardam pelos procedimentos.

Ler o restante do post »

Deixar um comentário

AMAAP Open de Ciclismo foi um sucesso

Alcilene Cavalcante em 19 de setembro de 2017

AMAAP Open de Ciclismo alcança recorde de inscritos em 2017


Com a volta das competições de ciclismo para a Avenida FAB, centro de Macapá, o Amaap Open de Ciclismo 2017 (Troféu Juiz Petrus Azevedo), realizado no domingo (17), contou com a participação de 160 corredores, entre atletas profissionais, magistrados, amigos da magistratura, adolescentes e crianças.
A competição, organizada pela Associação dos Magistrados do Amapá e a Federação Amapaense de Ciclismo (FAC), promoveu o resgate da Av. FAB como pista de competição, além de homenagear o Juiz Petrus Soares de Azevedo (in memoriam) que prestou relevantes serviços à Justiça do Amapá.

Ler o restante do post »

Deixar um comentário

Prefeitura de Macapá presta assistência às vítimas do incêndio no Araxá

Alcilene Cavalcante em 16 de setembro de 2017

A Prefeitura de Macapá prestou assistência imediata às famílias que tiveram as casas tomadas por um incêndio, ocorrido em uma área de ponte, próximo à Avenida Setentrional, no bairro Araxá, na tarde desta sexta-feira, 15. Pelo menos 19 famílias estão desabrigadas. No total, 11 casas foram incendiadas. Sete delas tiveram perda total e quatro tomadas parcialmente pelas chamas, segundo informações da Guarda Civil Municipal de Macapá (GCMM).

As vítimas estão abrigadas na Escola Municipal Antônio Barbosa, no Santa Inês, onde a Secretaria Municipal da Assistência Social e do Trabalho (Semast) fez o cadastro socioeconômico das famílias, que podem ser contempladas com aluguel social. “Esse cadastro coleta informações para saber se eles atendem às exigências para receber o auxílio por seis meses, equivalente hoje a 325 reais mensais”, explica a titular da Semast, Naldima Flexa.

Muitas famílias perderam tudo no sinistro, como a do estudante de odontologia Juniel Guimarães. “Chegamos do Pará há pouco tempo atrás de oportunidade para melhorarmos de vida. Agora, estamos sem perspectiva. Pleitearemos o aluguel social para conquistar tudo novamente, pois não sobrou nada”.

Ler o restante do post »

Deixar um comentário