Publicidade

Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Atualização: Deputados Roberto Góes e Cabuçu estão na Turquia, onde acontece um golpe militar

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2016

Em mensagem de áudio ao amigo Vicente Cruz, o deputado Roberto Góes deu o seguinte quadro:

“É uma operação de guerra. Estou no aeroporto. O centro da cidade da está fechado. A ponte que liga o continente asiático ao continente europeu está fechada. Todas as pontes fechadas. O exército está na rua e aviões e helicópteros sobrevoando a cidade”.

Os deputados estão na Turquia em comitiva da Comissão de Esportes da Câmara dos Deputados.

robertogoes-turquia

Atualização das 00::30

O Deputado Roberto relata por mensagens de áudio, os momentos de tensão que ele e outros deputados passam em Istambul. Ele continua no aeroporto.

“Aviões sobrevoando com barulhos aterrorizantes. Barulhos de bomba. Terrível. Muita gente chorando e desesperada aqui no aeroporto”.

“O clima está tenso. Aeroporto fechado e voos cancelados. Já ouvi barulho de duas bombas, uma foi um barulho tão grande que balançou a cobertura do aeroporto. Estamos eu e o deputado Cabuçu aqui no aeroporto. Estamos esperando o dia amanhecer pra ver que decisão a embaixada vai tomar pra nos tirar daqui”.

 

Deixar um comentário

Cerveja, cerveja, cerveja!

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2016

*José Bogéa. Advogado. Enófilo. Colunista do Blog.

Bogea

 

O mês de julho homenageia o líder romano Júlio Cesar, responsável pela introdução do formato do calendário que utilizamos até hoje. Além da  importância histórica, o mês de julho é peculiar para os nortistas. É quando começa nosso verão e acontece as férias escolares do meio do ano. Portanto, é um mês festivo pelo calor e, para muita gente, traz alguns dias de folga.

Especialmente em um mês juliano atípico, com cinco finais de semana, inicio mais um deles embalado pela famosa música sertaneja de Zezé de Camargo & Luciano, que homenageia a sexta-feira e clama três vezes pela bebida dos monjes: “cerveja, cerveja, cerveja!”.

A trilha sonora até pode ser um clichê, mas as boas cervejas não são. Certa vez, em minha coluna na Revista Diário, numa comparação entre a cerveja e o vinho, escrevi que ambos possuem mais semelhanças que diferenças, compartilham da mesma paleta de aromas e sabores e podem ser tão ricas e complexas como um bom vinho (o que inclui os benefícios a saúde).

Obviamente que não me refiro às cervejas comerciais, feitas para venda em massa, mas às especiais. E são tantos estilos que optei por indicar uma para o início da experiência, a partir de uma grande predileção minha: a  APA.

A sigla APA significa American Pale Ale e foi desenvolvida originalmente nos EUA na década de 1980. O seu teor alcoólico gira em torno de 5%, e a sua principal característica é a presença do lúpulo americano, rico em aromas florais e cítricos, o que a torna extremamente agradável para ser consumida na nossa região.

A boa notícia é que nós temos como provar aqui em Macapá, e, uma das mais clássicas e icônicas disponíveis no mercado, a Pale Ale da cervejaria americana Sierra Nevada. Ela vai muito bem com carnes grelhadas e vegetais na brasa.

Você encontra essa APA da Sierra Nevada e outras opções de cervejas especiais na Rustic Hamburgueria Artesanal, que fica no Shopping Macapá (brevemente terá uma outra unidade no Amapá Garden Shopping). Complementando a dica, se for provar in loco, acompanhe com uma bela porção de onion rings. Bom fim de semana!

bogea-15.07

 

 

 

Deixar um comentário

Confaz autoriza e Amapá vai reduzir ICMS do combustível de aviação

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2016

 

O Governo do Amapá está autorizado, nas operações internas, a reduzir a base de cálculo do querosene de aviação até o mínimo de 3%. O projeto foi aprovado por unanimidade na última reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

Atualmente a alíquota praticada no Amapá é de 18%. Com a aprovação, o Executivo poderá implementar a nova alíquota por meio de decreto.

Segundo o secretário de Estado da Fazenda, Josenildo Abrantes, o valor da nova carga tributária ainda não foi definido. Para essa definição, o governador Waldez Góes vai iniciar uma série de reuniões com as companhias aéreas para cobrar, como contrapartida desse benefício, um aumento do número de voos ofertados para o Amapá. “Essa redução no imposto implica em uma perda de receita para o Estado, mas nesse momento, o Governo está mais preocupado em melhorar a qualidade do serviço prestado aos amapaenses”, explicou.

Deixar um comentário

Randolfe defende menor custo para as passagens aéreas há tempos

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2016

 

É importante ressaltar que desde o inicio de seu mandato o senador Randolfe vem defendendo a redução desses impostos para aumentar a quantidade de voos, diminuir os custos das passagens aéreas e tornar o Amapá mais atrativo para rotas internacionais para o Caribe e outras, já que o Amapá tem localização mais próxima dessas rotas que outros estados do Brasil.

Recentemente o projeto de Randolfe que reduz os impostos sobre o combustível de aviação , foi aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

Deixar um comentário

Amapaense Lourdinha Mont’Alverne está entre os feridos no atentado em Nice

Alcilene Cavalcante em 15 de julho de 2016

A amapaense Lourdinha Mont’Alverne, que mora há muitos anos em Nice, é uma das ferias do atentado de ontem na França. Lourdinha estava com duas amigas assistindo ao espetáculo de fogos na “Promenade des Anglais”, na festa que os franceses fazem para comemorar a Queda Da Bastilha.

Lourdinha está ferida, com múltiplas fraturas, e foi transferida para o hospital de Cannes.  Amigos e familiares se unem em corrente de oração pela recuperação dela e proteção de sua família.

Lourdinha é filha da saudosa professora Aracy Mont’Alverne. Ela tem cidadania francesa e deve ser por isso que não está aparecendo na lista dos brasileiros atingidos no atentado.

 

 

 

Deixar um comentário

Waldez mandou na veia

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2016

 

Não vai pagar a antecipação do décimo terceiro salário dos servidores. Que todos os anos é pago no pagamento de junho.

O governador tinha informado aos sindicatos que dialogam com o governo que iria anunciar o percentual do decimo que seria pago, e a data do pagamento. Em reunião ontem, Waldez Góes informou que no momento não será pago percentual nenhum.

2 comentários »

Sindicatos de Servidores e Governo

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2016

 

CARTA DE REPÚDIO DA UNIÃO SINDICAL

A União Sindical acaba de ser informada pelo Governador Waldez Góes que não será efetuado o costumeiro pagamento dos 50% relativos à metade do décimo terceiro salário dos servidores públicos civis e militares. Os Presidentes de Sindicatos e Associações representativas das diversas categorias são absolutamente contrários à posição governamental apresentada hoje, não aceitam essa decisão e exigem o pagamento desses valores, pois isso acarretará em prejuízos financeiros irreparáveis às famílias dos servidores e a sociedade amapaense.

Diante de tal situação, a União Sindical convoca TODOS os Servidores Públicos Civis e Militares para um GRANDE ATO PÚBLICO, que ocorrerá no dia 19 de julho, às 8h, na Praça da Bandeira.

Chega de pagar pela crise, exigimos o pagamento décimo já!

UNIÃO SINDICAL

Governo culpa a crise

A frustração da receita e o agravamento da crise financeira não permitirão o adiantamento da primeira parcela do 13° salário dos servidores do Amapá. O anúncio foi feito pelo governador Waldez Góes, à Frente dos Servidores do Estado que reuniu 34 sindicatos, na tarde desta quarta-feira, 13, no Palácio do Setentrião.

 

Na mesa de diálogo permanente foram expostos os demonstrativos da arrecadação própria e dos repasses federais, o que comprovou a inviabilidade financeira.

 

“O cenário da receita é extremamente instável. Estamos unindo todos os esforços para honrar o pagamento. Aguardamos os repasses federais do 1º decêndio do mês de julho. Mas até o dia 12 o déficit das despesas obrigatórias atingiu os R$25 milhões”, relatou o secretário de Estado da Fazenda, Josenildo Abrantes.

 

 

Deixar um comentário

Senador Davi reúne com presidente Michel Temer para tratar da dívida da Petrobras com o Amapá

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2016

Brasília - DF, 13/07/2016. Presidente em Exercício Michel Temer recebe o Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Waldez Góes (PDT-AP), governador do Amapá. Foto: Marcos Corrêa/PR

Brasília – DF, 13/07/2016. Presidente em Exercício Michel Temer recebe o Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Waldez Góes (PDT-AP), governador do Amapá. Foto: Marcos Corrêa/PR

O senador Davi Alcolumbre (Democratas-AP) esteve com o Presidente em exercício, Michel Temer, na tarde da quarta-feira (13), junto com o vice-governador do Amapá, Papaleo Paes. O senador levou um ofício apresentando uma contraproposta para o recebimento da dívida da Petrobrás com o Estado do Amapá.

A conta soma mais de R$ 310 milhões, onde 75% (R$ 234 milhões) pertencem ao Governo do Amapá e R$ 78 milhões aos 16 municípios. A dívida é em relação a ICMS e perdura há mais de 15 anos.

Na busca por trazer dinheiro para o Estado, Davi propôs que a dívida seja paga 30% à vista e o restante em 12 parcelas.

O Presidente Michel Temer prometeu que levará o assunto ao presidente da Petrobrás, Pedro Pullem Parente, com urgência e importância.

Raphaela Carrera – Assessora parlamentar

Senador Davi Alcolumbre

Deixar um comentário

Mais calote. Fotografo tem que cobrar publicamente por trabalho realizado

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2016

Nota do fotógrafo Cleito Souza

“Aproveito a campanha da classe jornalística contra os caloteiros, para fazer um apelo ao presidente licenciado da União dos Negros do Estado do Amapá-Una, e candidato a vereador de Macapá, o senhor Iury Lorran da Silva Soledade.  Prestei meus serviços de fotografia durante a programação do Mês da Consciência Negra/2015, e até agora não recebi pelo trabalho.

Por isso uso esse meio de comunicação para pedir que este jovem senhor honre o nome desta instituição e seu próprio nome e família, uma vez que é bisneto de Juliãi Ramos, e quite o seu débito comigo”.

Cleito Souza

Fotógrafo

Deixar um comentário

Viajar é mais.

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2016

 Registros da linda viagem do amigo Célio Lopes, e seu pai, Dr Lopes, por cidades da Europa

Uma das coisas que gosto, é acompanhar pelas redes e fotos as viagens dos amigos. Conheço um pouco, junto com eles.

Chegando para o showzaço de David Gilmour, em Pompéia.

célio-1

Em Óbidos, Portugal

célio-2

Nas ruínas de Pompéia

Célio-3

 

1 comentário »

Olha que absurdo. Equipe da Rede Amazônica no AP sofre agressão durante reportagem

Alcilene Cavalcante em 14 de julho de 2016

Abinoan Santiago – Do G1 AP, com informações da Rede Amazônica no Amapá

Leia matéria completa aqui

Deixar um comentário

BR-156 está bloqueada pelos Índios, perto do Oiapoque

Alcilene Cavalcante em 13 de julho de 2016

Os Índios da região do Oiapoque bloquearam hoje, quarta-feira, a BR-156. Eles protestam e reivindicam por várias pautas. Entre as quais:
1- FUNAI: Nomeação do novo presidente da FUNAI; Reconhecimento do Conselho Nacional de Política Indigenista; Contra a redução de Servidores; Contra o corte de 33% do Orçamento;
2- BR – 156 ( realocação das aldeias; conclusão do asfaltamento etc..);
3- Contra a Retirada do Campus Binacional da Unifap de Oiapoque;
4- Contra a municipalização da saúde indígena;

O ato é organizado pelo Movimento indígena de Oiapoque.
Eles pretendem desbloquear a estrada às 18 horas e voltar a bloquear às 08 horas, de amanhã, quinta-feira. Quem tentou sair do Oiapoque hoje, não conseguiu.

indios-1 Indios-2 indios-3

1 comentário »

Projeto do senador Randolfe Rodrigues que visa diminuir custo de passagens aéreas, foi noticia no Brasil

Alcilene Cavalcante em 13 de julho de 2016

Folha de São Paulo

Limite de ICMS para combustível de aviação avança no Senado

No G1

Comissão aprova teto de 12% para ICMS sobre querosene de aviação

No Infomoney

Deixar um comentário

Senado aprova PEC de Capiberibe que limita gastos de Assembleias Legislativas e Tribunais de Contas

Alcilene Cavalcante em 13 de julho de 2016

EC que limita gastos das Assembleias e Tribunais de Contas segue para a Câmara dos Deputados

PEC30

Aprovada em segundo turno no plenário do Senado nesta terça-feira (12) e com 62 votos favoráveis a PEC 30/2014, apresentada pelo senador João Capiberibe (PSB/AP), que fixa limite máximo para as despesas das Assembleias Legislativas e dos Tribunais de Contas dos Estados e do Distrito Federal. A proposta segue agora para a Câmara dos Deputados.

“Esperamos que a Câmara dos Deputados atenda o clamor da sociedade e busque o equilíbrio dos impostos dos cidadãos, dos gastos das Assembleias Legislativas e dos Tribunais de Contas que são exagerados em relação à realidade da população brasileira. As Assembleias vão continuar legislando, não existe razão de os gastos crescerem acima da inflação. É preciso modernizar a gestão pública como um todo. Estamos governando em pleno século XXI, só que com regras do século XX, falta sintonia com os avanços políticos e da tecnologia”, explicou Capiberibe.

A PEC 30/2014 tinha sido aprovada em primeiro turno no último dia 5 de julho com duas emendas de plenário de autoria do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB/SP), atualizando para o exercício de 2017 a despesa realizada no exercício de 2016 e a variação sendo corrigida pelo índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, publicado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, ou de outro índice que vier a substituí-lo, para o período de janeiro a dezembro de 2016.

 A outra emenda diz que no caso de descumprimento da execução orçamentária o órgão que descumpriu o limite sofrerá sanções, como por exemplo: aumento, reajuste ou adequação de remuneração de servidores públicos e de agentes políticos; em alguns casos, contratação de hora extra; criação de cargo, emprego ou função que implique aumento de despesa; e até mesmo realização de concurso público, dentre outras punições.

Greicy Pessoa – Assessora de Imprensa
Gabinete do Senador João Capiberibe (PSB-AP)

Deixar um comentário

E segue sob intensa disputa a vaga pela vice de Clécio

Alcilene Cavalcante em 12 de julho de 2016

 

Partidos aliados do prefeito Clécio Luiz seguem em disputa acirrada pela vaga de vice na chapa.

Disputa com direito a beicinho, mimimi, nhem nhem nhem e ameaças de sair da coligação.

Tarefa difícil para a Clécio. Escolher e agradar um e desagradar outros. Se eu fosse ele, colocava o bode na sala, juntava todos os partidos e responsabilizava todo mundo pra escolher junto.

Aliado é aliado.

Deixar um comentário

A Qualidade da Cozinha Amapaense no Brasil Sabor

Alcilene Cavalcante em 12 de julho de 2016

*José Bogéa. Advogado. Enófilo. Colunista do Blog.

No inicio do mês, aconteceu o Festival Brasil Sabor, promovido pela Abrasel/AP. Junto com esse evento, o concurso Enchefs, que elegeu o chef de cozinha que irá representar o Amapá no Prêmio Dólmã 2016, que ocorrerá em Manaus. Além do campeão, mais dois chefs de cozinha serão indicados, um pela premiada do ano passado, Chef Aline Lobo, e outro por meio de enquete na Internet.

Tive a oportunidade de participar como jurado e ajudar a escolher o melhor não foi tarefa das mais fáceis. O nível foi muito bom, tanto das receitas, como da técnica dos profissionais. Para mim, foi uma grata surpresa a qualidade do que foi servido e a criatividade de alguns concorrentes.

Um ingrediente que me chamou a atenção foi a “Erva de Jabuti”, planta rasteira de folha arredondada, muito comum no quintal das casas tucujus. O gosto é suave e peculiar, lembra o sabor da alface. A erva, propriamente dita, é a folha, que foi servida “in natura” em dois dos pratos apresentados pelos chefs, mas ganhou destaque na receita de Jamyly Monard.

A erva de Jabuti no prato de Jamyle

A erva de Jabuti no prato de Jamyle

 

Outro destaque, que vale citar, foi o chutney de açaí, servido pela Chef Floraci Pacheco, do Restaurante Flora. O molho é de origem indiana, agridoce, feito com vinagre, açúcar e especiarias. Ao invés da maça ou pera, originalmente usados, a chef acrescentou o açaí, dando o famoso sabor marajoara. Segundo ela, a receita já foi feita para estrangeiros e até chegou à Coreia!

O chutney de açaí no prato elaborado pela Flora

O chutney de açaí no prato elaborado pela Flora

Por fim, talvez a maior surpresa foi a manteiga de “Tucupi Pixuna”, desenvolvida pelo chef Orazio Cattani, que, inclusive, foi o campeão do concurso. O Tucupi Pixuna é obtido da redução do Tucupi tradicional, até o ponto de se tornar denso, concentrado e bem escuro, por isso também é conhecido como “tucupi-preto”.  O chef resgatou essa antiga técnica indígena de preparo e misturou com uma base de manteiga, que usou para finalizar seu prato, conferindo um sabor levemente ácido e iodado, intenso e rico.

A manteiga de “Tucupi Pixuna”, no prato de Orazzio

A manteiga de “Tucupi Pixuna”, no prato de Orazzio

A riqueza gastronômica do Amapá ficou evidente em todo o evento, seja analisando as receitas dos chefs participantes do Enchefs, seja pela caminhada entre os stands dos restaurantes do circuito do Brasil Sabor, realizado no Sebrae.

Apesar de o setor ainda caminhar a passos tímidos, com carência de investimento do Estado para a promoção da nossa cultura e o aperfeiçoamento dos nossos profissionais, a gastronomia amapaense está de parabéns.

Iniciativas como o Brasil Sabor e o Enchefs projetam o estado para o resto do Brasil e até para outros países. Na minha opinião, independente do resultado final do concurso, todos os chefs e o setor gastronômico do Amapá foram vencedores.

1 comentário »

O Blog Pedra de Clarianã conheceu a Veneza Marajoara

Alcilene Cavalcante em 12 de julho de 2016

 

Neste fim de semana, atendendo convite do casal Ana Iria e Renato Ribeiro, navegamos por extensas baias da Foz do Amazonas, desde Macapá até Afuá, cidade ribeirinha ao norte da ilha de Marajó. Foi minha primeira vez na “Veneza Marajoara”, assim chamada porque cortada por vários rios, como Cajuuna, Marajozinho e Afuá.

Após deslumbrantes paisagens na viagem em direção ao arquipélago do Majaró, fomos muito bem recebidos em Afuá por seu Dalk Salomão, simpático morador que nos hospedou e nos acolheu com intenso carinho. Eu, minha família e amigos logo nos sentimos em casa.

Caminhando pelas pontes da cidade paraense, algumas construídas em concreto, sentimos a dimensão da vida ribeirinha. A comunidade se mistura aos rios que a banha e se completa com aquelas extensas faixas de águas da bacia amazônica.

Na movimentada orla, em meio a intenso comércio de produtos da floresta, comprei limões cidra (ou galego). O vendedor me convenceu apresentando as inúmeras qualidades do fruto:

– Tira “pitiú” de peixe e afasta “panema”.

Leia mais no Blog Pedra de Clarianã http://pedradeclariana.blogspot.com.br/

Deixar um comentário