Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Breshow do Balaio terá música ao vivo e exposição fotográfica em uma edição especial

Alcilene Cavalcante em 31 de agosto de 2015

breshow

No dia 5 de setembro acontece a 4ª edição do Breshow do Balaio, no Museu Sacaca, a partir das 15h, e desta vez contará com apresentações musicais e exposição fotográfica, além da tradicional venda de roupas, acessórios, livros entre outras utilidades.

Nesta edição especial as vendas ficam por conta de Diane Feio, Igor Reale, Camila K. Ferreira, Jéssica Guimarães e Sarah Aranha. As apresentações musicais serão embaladas pelas canções de Lara Utzig, Tani Leal, Igor Conrado, Vitor Jaime e Mário Fernando, todos artistas independentes e com repertório de músicas autorais. Já na exposição fotográfica, os responsáveis serão Luciana Macedo, Maksuel Martins, Jhenni Quaresma, Zewton Batista e Marta Bezerra.

Vendas, música e artes visuais estarão unidas nesta edição do Balaio, e os preços continuam camaradas:  R$ 5,00 a R$ 50,00 e promoção de acessórios por R$ 2,00. Os organizadores esclareceram que as vendas serão feitas pelas pessoas que participaram diretamente da concepção/organização do evento, mas no próximo serão convidados novos participantes para somar e ajudar na edição posterior.

Os idealizadores do Balaio ressaltaram ainda que o evento é uma forma alternativa de venda para aquelas roupas e objetos que despertaram o sentimento de desapego e também para diversão daqueles que estiverem em casa num sábado sem fazer nada. O convite está feito! Prestigie!

Serviço: 
Breshow do Balaio – edição especial

Dia: 5 de setembro de 2015

Hora: das 15h às 19h

Local: Museu Sacaca

Memorial Amapá reúne pioneiros e seus descendentes amapaenses espalhados pelo Brasil e exterior

Alcilene Cavalcante em 31 de agosto de 2015

Resgatar e preservar a memória de quem ajudou a construir a história do Amapá e não deixar que esqueçam os feitos foi o que motivou a criação do Instituto Memorial Amapá, que em setembro reúne seus membros para seu primeiro encontro anual. Descendentes de pioneiros, e eles próprios, vindos de vários lugares do Brasil  e do exterior, estarão juntos para as homenagens e confraternizações, que acontecem nos dias 12 e 13, para relembrar a data que o Amapá se tornou Território Federal, os inesquecíveis desfiles da pátria e os anos dourados aqui vividos.

Criado recentemente, o Instituto Memorial Amapá é formado por integrantes destas famílias que chegaram no Amapá para fazer história. Famílias de comerciantes, professores, jornalistas, desportistas, políticos, poetas, empreendedores, servidores públicos entre outros, formam a galeria de Patronos e Acadêmicos Notáveis, que terão suas memórias eternizadas a partir das homenagens. No total, são 45 Notáveis e seus respectivos Patronos. A escolha foi feita com critérios e avaliados e escolhidos pelos membros do Memorial, de acordo com sua importância, independente de classe social ou conhecimentos acadêmicos.

Sócios fundadores do Memorial Amapá

Ler o restante do post »

Chegou a sexta-feira

Alcilene Cavalcante em 28 de agosto de 2015

Dia de divar e alegrar a vida.

Acqua-1(46)

Tragédia Urbana

Alcilene Cavalcante em 28 de agosto de 2015

A noite de ontem foi difícil para milhares de moradores de Macapá que ficaram horas sem energia nos bairros Alvorada, Cabralzinho, Marabaixo, Goiabal e redondezas.

E foi trágica para um eletricista de uma das prestadoras de serviços da CEA, que morreu eletrocutado quando trabalhava em um poste, perto do quartel do exército.

 

MP-AP investiga furtos de veículos e alerta para o golpe do “Chapolin”

Alcilene Cavalcante em 28 de agosto de 2015
A Promotoria de Investigações Cíveis e Criminais (PICC), investiga os furtos em automóveis que vêm ocorrendo sem nenhum arrombamento, no centro de Macapá. Trata-se do uso de um dispositivo conhecido como “chapolin”, que, acionado pelos criminosos a certa distância do veículo, bloqueia o alarme e suas funções, como o travamento de portas.
Segundo a promotora de justiça e coordenadora do Núcleo de Investigação da PICC, Andréa Guedes de Medeiros, o “chapolin” é um controle remoto para eletroeletrônicos, vendido ilegalmente em sites estrangeiros e brasileiros. Os criminosos descobriram um “efeito colateral” desse aparelho: quando acionado, ele inibe e invalida o comando de outros controles, como os dos alarmes de veículos. Dessa forma, o dono acredita que o carro foi trancado, mas o ladrão conseguirá abri-lo facilmente.
A PICC recomenda que as pessoas fiquem atentas ao som do bip, pois, quando o bloqueador é acionado, não é possível ouvir o barulho do travamento das portas, nem o acionamento do alarme.
Promotora de Justiça, Andréa Guedes

Promotora de Justiça, Andréa Medeiros

 

A agenda contra a corrupção e a falta que faz um São Luis de França dos tempos modernos

Alcilene Cavalcante em 28 de agosto de 2015

* Alcione Cavalcante. Engenheiro Florestal e articulista nas horas vagas.

Nestes tempos duros, difíceis para a maioria do povo, onde a desfaçatez assume proporções nunca dantes imaginadas. Nestes momentos onde as cifras da corrupção atingem níveis que assustam o mais pessimistas dos analistas do comportamento nacional e de sua famosa habilidade em dar um jeitinho nas coisas. Na época em que um ex-vereador de interior paulista se instala num dos ministérios de reconhecida competência técnica e até então imune à roubalheira, como é o caso do Ministério do Planejamento e de lá surrupia mais de R$ 50 milhões de reais numa boa. É para refletir. Se um ex-vereador (sem demérito para essa função importante), o primeiro degrau da representação popular tem poder de manipular tais cifras, quanto poderia estar sendo manuseados pelos mais elevados níveis de representação dos Estados e da União?

Diariamente, só a certeza de que novas intervenções serão deflagradas no País e pior ainda, mais cabeludas e sofisticadas ou na mão grande mesmo. O importante pros caras é levar do tesouro tudo o que puder, sem pudor nem complacência. A situação é tão complicada que dada a diversidade, criatividade e quantidade, a polícia e o Ministério Público vêm encontrando dificuldades em encontrar nomes para tais operações. Os aumentativos (mensalão, petrolão,etc..) não exprimem mais suas reais dimensões. Logo chegaremos aos superlativos, que também logo serão insuficientes.

Tudo puro reflexo do sentimento de impunidade que move e orienta tais cancros da sociedade hoje instalados em várias siglas, instituições e instâncias de poder no Brasil. Impunidade esta que aliada à desfaçatez, chega a propor que o rato bote o gato pra correr, ou no popular o poste faça xixi no cachorro.

Assim convêm que reflitamos todos, sobre a delicadeza do momento e acima de tudo no que pretendemos deixar de herança ética e moral para nossos filhos e netos.

A propósito lembro que há 790 anos assumia o reinado da França Luis IX, que se destacou conduzindo sua Nação ao auge no plano das artes, na economia e principalmente na política. Entre seus feitos proibiu funcionários graduados de empregar filhos e adquirir bens nas suas áreas de atuação, criou a justiça de apelação. Instituiu também um rígido controle de contas públicas que passaram a ser administradas por uma comissão financeira idônea.

Diz-se de Luis IX que quando entendia que seus subordinados agiam mal se impunha severos castigos e em seguida os punia de forma severa, obrigando-os a restituir o que haviam surrupiado do povo e da nação, ou a reparar danos no caso de injustiças.

Seu testamento é dos mais interessantes. Na vertente espiritual ao reportar-se ao filho que iria sucedê-lo recomenda “começo por querer ensinar-te a amar o Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com todas as tuas forças; pois sem isto não há salvação”. A seguir aponta “guarda o coração compassivo para com os pobres, infelizes e aflitos, e quando puderes, auxilia-os e consola-os” e “sê justo até o extremo da justiça; coloca-te sempre de preferência da parte do pobre mais do que do rico, até estares bem certo da verdade. Procura com empenho que todos os teus súditos sejam protegidos pela justiça e pela paz”.

Por sua reputação adquiriu grande respeito e prestígio na Europa sendo considerado primus inter pares (primeiro entre iguais) naquele momento histórico e conquistou à França seu “século de ouro”

Essa maneira de enxergar o mundo e sua vida religiosa levou Luis IX a ser canonizado, recebendo o nome de São Luis de França. Um dos raríssimos casos de político (no seu caso estadista) a galgar a condição de santo da Igreja Católica.

Sao Luis-de Franca

 

Oxalá a política nos desse senão mais pessoas comprometidas com a justiça e a paz social, pelo menos nos poupasse do vexame galgar diariamente os altares infames dos recordes estaduais, nacionais e internacionais da corrupção e da ineficiência.

Lembro por fim, que a Agenda contra a corrupção e pela eficiência nas ações do Poder Público não deve se restringir à voz solitária e abafada de alguns parlamentares. Não pode se limitar à ação de Promotores, Procuradores e Delegados. A agenda só vai avançar se a sociedade brasileira e a amapaense em particular abracem-na e façam dela sua guia e inspiração.

Senado aprova dois projetos do senador Capiberibe sobre transparência e pública

Alcilene Cavalcante em 28 de agosto de 2015

Senadores aprovaram nessa quinta-feira (27) dois Projetos de Resolução do Senado (PRS) de autoria do senador João Capiberibe (PSB/AP). O PRS 13/2015 e o PRS 16/2015, que tratam da criação da Comissão Permanente de Transparência e Governança Pública e da Frente Parlamentar de Transparência Pública.

Capi-Aprovação

“É muito importante a aprovação da Comissão da Transparência e Governança Pública. Eu sou muito crítico em relação ao governo do nosso país. O Senado agora vai abrir as portas para o debate mais profundo sobre os gastos públicos. Além da Frente Parlamentar de Transparência Pública, vamos criar o dia nacional da transparência, para o acompanhamento constante da sociedade. Agradeço à mesa diretora e aos senadores que me ajudaram na aprovação desses projetos”, destacou o senador Capiberibe.

Ler o restante do post »

Nota de esclarecimento do TJAP

Alcilene Cavalcante em 26 de agosto de 2015

Em razão das manchetes espetaculosas estampadas nas edições de hoje (26.08.2015) na “A Gazeta” e no “Jornal do Dia”, venho, por dever de ofício, prestar os seguintes esclarecimentos à sociedade:
A denúncia proposta por Afonso Ismael Alves Bentes de Sá ao Ministério Público Federal (MPF), hoje noticiada em veículos de comunicação local, faz parte de uma intensa massificação de conteúdo calunioso em face da Presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, Desembargadora Sueli Pini, visando confundir a opinião pública por meio da censurável subversão dos fatos.

As notícias hoje veiculadas são as mesmas objeto de Nota Pública de há muito emitida pelo Ministério Público do Estado do Amapá, esclarecendo ter sido aquele órgão procurado espontaneamente pelo senhor Afonso Ismael Alves Bentes de Sá, em 11 de julho de 2013, oportunidade em que este prestou depoimento denunciando um suposto esquema de venda de decisões judiciais.
Diante das gravíssimas denúncias apresentadas por Afonso Ismael Alves Bentes de Sá, o MP-AP encaminhou o depoimento para a Procuradoria-Geral da República (PGR), que está investigando as acusações por meio do Inquérito nº 1048, em curso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que também são objeto da Reclamação Disciplinar nº 0002117-66.2015.2.00.0000, em trâmite no Conselho Nacional de Justiça.

Impõe-se esclarecer, ainda, que esta magistrada já tomou as medidas judiciais cabíveis em desfavor do senhor Afonso Ismael Alves Bentes de Sá, que, inclusive, responde pelo crime de denunciação caluniosa (art. 339, do CP) nos autos da Ação Penal nº 0033227-95.2015.8.03.001, que tramita na 2ª Vara Criminal da Comarca de Macapá.

O Desembargador Constantino Brahuna está afastado das funções do cargo, como é de conhecimento público, sob acusação de vazar informações de processos sigilosos em curso no Tribunal de Justiça do Estado do Amapá, interferir na atuação de magistrados, adotar medidas de retaliação a juízas substitutas e editar atos que poderiam dificultar investigações em curso no Tribunal, nos termos de decisão proferida nos autos da Reclamação Disciplinar nº 0002256-52.2014.2.00.0000, em trâmite no CNJ, que corre em segredo de justiça.

Esses fatos apurados na esfera administrativa pelo CNJ tiveram desdobramento na esfera criminal, tendo a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em julgamento ocorrido na última quinta-feira, dia 19, aceitado a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o Desembargador Constantino Brahuna, afastando-o do cargo por mais um ano.

Portanto, o afastamento do Desembargador Constantino Brahuna, cujo retorno ao cargo foi negado duas vezes pelo Supremo Tribunal Federal (STF), ocorreu em razão dos fatos que estão sendo apurados na RD nº 0002256-52.2014.2.00.0000, em trâmite no CNJ e, agora, também em razão de decisão proferida na Ação Penal Pública nº 812/DF, que não guardam nenhuma conexão, nem mesmo a mais longínqua distância, com as acusações feitas pelo delator Afonso Ismael Alves Bentes de Sá, que, mais uma vez e lamentavelmente, foram veiculadas sem observância da regra de ouro do jornalismo de também ouvir previamente a outra parte

-Macapá, 26 de agosto de 2015

Macapá

Alcilene Cavalcante em 26 de agosto de 2015

Parece uma tela, mas é uma foto de Márcia do Carmo

Macapá-MarciadoCarmo

Deputado Ericláudio expulso do PRB

Alcilene Cavalcante em 26 de agosto de 2015

Líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Ericlaudio Alencar recebeu ontem uma notificação de que a executiva do seu partido, PRB, o havia expulsado de suas fileiras . Os motivos da expulsão seriam a falta de contribuição partidária e por ser o líder do governo sem autorização do partido.

Assessoria de Ericláudio diz que recebeu com estranheza a decisão, já que o processo de expulsão violou princípios, uma vez que, durante os sete meses de mandato, o parlamentar jamais recebeu qualquer notificação para apresentar a sua defesa.

O PRB é presidido no Amapá pelo deputado federal André Abdon, ligado à família Gurgel , do deputado Vinicius, da deputada Luciana e da ex-deputada Telma Gurgel.

A família Gurgel também manda, ou tem influência, no PHS, PR e PRP, partidos onde o clã se divide no controle.

Mecanismo de denúncia da Polícia Civil em rede social leva à prisão de procurado

Alcilene Cavalcante em 26 de agosto de 2015

Uma semana depois implantado, o novo serviço de Disk Denúncia da Polícia Civil através da rede social WhatsApp levou a localização de um acusado de participar de um crime de estupro coletivo. A prisão ocorreu nesta terça-feira, 25, após a denúncia feita ao WhatsApp de número (96) 99202-2000, da Delegacia de Crimes contra a Pessoa (Decipe).

Prefeitura de Macapá entrega mais de 1 milhão em equipamentos às Unidades de Saúde

Alcilene Cavalcante em 26 de agosto de 2015

O prefeito Clécio Luís fez a entrega na terça-feira, 25, de novos equipamentos médico-hospitalares e mobiliários para as UBS’s da capital e da zona rural. A aquisição dos aparelhamentos ocorreu a partir de emenda parlamentar de autoria do deputado federal Vinícius Gurgel, no valor de R$ 1.000.000,00.

Clécio destacou os avanços na saúde da capital, do empenho da gestão para que as emendas sejam aplicadas, da participação das lideranças comunitárias e instituições como a Câmara de Vereadores e Ministério Público na fiscalização do trabalho feito no município. “Temos buscado alternativas para superar as dificuldades e garantir mais avanços, a exemplo do Hospital Metropolitano, cuja batalha tem sido árdua. Já estamos com o projeto pronto, mas o Município não tem condições de assumir, daí a parceria com o Estado, para concluir e fazer com que a unidade cumpra sua função social”.

Foram entregues mesas para exames, carro de curativos, biombos, braçadeira para injeção, carro maca, estetoscópio adulto e infantil, autoclave, cadeira de rodas, foco refletor, compressor odontológico, oxímetro, centrais de ar-condicionado, bebedouros, impressoras, armários e computadores.

 

 

 

As louceiras do Maruanum

Alcilene Cavalcante em 26 de agosto de 2015

Exposição retrata arte e espiritualidade das louceiras do Maruanum

Foto: Ruan Alves/ Agência Amapá

As peças são produzidas levando em consideração técnicas e crenças tradicionais das mulheres do Maruanum.

Desde a segunda-feira, 24, o Núcleo de Pesquisa Arqueológica do Instituto de Estudos e Pesquisas do Estado do Amapá (Iepa) abriu uma exposição inédita sobre o conhecimento tradicional para confecção de louças das mulheres do Distrito do Maruanum, localizado a 58km de Macapá. A mostra “As Louceiras do Maruanum” revela que, para essas mulheres, uma panela não é apenas uma peça de cozinha: é uma peça de saber, um conjunto de histórias e a forma material de conhecimentos imateriais.

A exposição foi idealizada pelo pesquisador Fabrício Ferreira, que desenvolve um trabalho de mestrado com as louceiras. Fabrício foi colaborador do Núcleo de Pesquisa Arqueológica do Iepa e agora é aluno do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Amapá.

Foto: Ruan Alves/ Agência Amapá
As louceiras acreditam que durante o processo de confecção das peças são guiadas por uma entidade chamada Maria de Barro.

A exposição conta ainda com apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do Instituto Municipal de Política de Promoção da Igualdade Racial (Improir), ligado à Prefeitura Municipal de Macapá, e do Centro de Estudos e Pesquisas Arqueológicas do Amapá (Cepap), ligado à Universidade Federal do Amapá.

Projeto
A exposição As Louceiras do Maruanum começou a ser planejada no ano de 2012, quando Fabrício trabalhava no Núcleo de Pesquisa Arqueológico e, em um evento, teve contato com as mulheres louceiras. Mais tarde, em 2014, a vida e arte das louceiras foram o tema de seu mestrado.

Para Fabrício a arte que elas fazem não são simples peças artesanais, mas sim todo um mundo de criatividade e espiritualidade. “Elas acreditam que no momento que estão criando as peças há uma presença superior que chamam de Maria de Barro que as guia na confecção das peças”.

Foto: Ruan Alves/Agência Amapá
Fabrício Ferreira, responsável pela exposição, acredita que a comunidade do Maruanum tem peso artístico e cultural para o Amapá e a humanidade.

O processo de confecção é cheio de ritualística, desde a coleta da madeira que fará o fogo para o cozimento, até o ultimo retoque na pintura final. “Conhecer a vida dessas mulheres e essas peças é trazer pra mais perto de nós a história do povo amapaense assim como os primórdios que aqui viveram. A comunidade do Maruanum carrega este peso artístico e cultural para o nosso Estado e humanidade”, finalizou Fabrício.
Serviço:
Local: Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá / Núcleo de Pesquisa Arqueológica
Endereço: Av. Feliciano Coelho, 1509
Visitação: de Segunda à Sexta, das 9h às 17h30min

Manda mais mico que tá pouco

Alcilene Cavalcante em 25 de agosto de 2015

Com os votos contrários dos deputados Pedro Da Lua (PSC) e Paulo Lemos(PSOL), os deputados estaduais aprovaram em segundo turno na segunda-feira (24), o projeto de resolução que autoriza para “qualquer período” a eleição para a presidência da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap).

Na prática significa que um presidente recém-eleito, pode usar a força política de quem é eleito ou reeleito, e logo depois de empossado realizar eleição para um novo mandato que só iniciará dois anos depois.

Pode colocar na prateleira “coisas toscas que envergonham o Amapá”.

Nossos deputados não cansam de pagar um king-kong.

Aff…

Senador Randolfe cobra inauguração da Ponte Binacional

Alcilene Cavalcante em 25 de agosto de 2015

DSC_6900

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) esteve em audiência com o Ministro-Chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante,  para cobrar a data de inauguração da Ponte Binacional, no município de Oiapoque, que separa Brasil e Guiana Francesa. O Ministro informou que a inauguração deve ocorrer até o mês de novembro.

O Senado Federal aprovou os acordos necessários para a inauguração da ponte. Os tratados definem  sobre transporte rodoviário de passageiros e cargas entre os dois países; adoção de regime especial transfronteiriço de bens de subsistência entre Oiapoque e St. George de Loyopock; e a possibilidade de cooperação mútua de socorro emergencial em caso de catástrofes naturais ligadas à atividade humana.

A aprovação dos acordos dá fim a uma longa novela baseada na demora pela inauguração da ponte binacional e se transforma em um momento histórico para o Amapá “A ponte sob o rio Oiapoque está pronta há quatro anos. Nunca pode ser usada porque precisava desses três acordos de cooperação. Eles criam todas as condições para que o Amapá tenha uma relação direta com a Guiana Francesa e com a República do Suriname e, assim, constituir um mercado de mais um milhão de pessoas. É mais uma perspectiva de desenvolvimento econômico para nossa região. E esperamos que o governo do Amapá dê assistência necessária ao município de Oiapoque para esta nova realidade” disse Randolfe.

Entenda melhor os decretos:

Ler o restante do post »

Da Lua está sendo considerado insurgente

Alcilene Cavalcante em 25 de agosto de 2015

O Deputado Pedro Da Lua começou a incomodar a harmonia que reina no poder legislativo do estado. Da Lua votou contra o projeto de “eleição a qualquer tempo”, de autoria da mesa diretora da casa. Votou contra a PEC de autoria do presidente da Assembleia Legislativa, Moisés Souza (PSC), que altera o artigo 95 da Constituição do Amapá, que trata das competências da Assembleia Legislativa, que, quer passar a apreciar, rejeitando ou não, os nomes indicados para o cargo de Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público.

Além de ter votado contra dois projetos de autoria da mesa diretora, Da Lua vai propor que a Assembleia Legislativa reduza seu orçamento em 36 milhões, colocando esses recursos para saúde, segurança e passe estudantil.

Um grupo de deputados teria reunido ontem mesmo, para discutir essa “insurgência”. Emissário já levou recado do grupo a Da Lua.

Vamos espiar.

 

Repiquete é Memória

Alcilene Cavalcante em 25 de agosto de 2015

Alunos do Terceiro de Ciências Biológicas do Colégio Amapaense, na década de 70.

Turma-C.A

Reconhece alguém na foto? Escreve aí

Arquivo: Dôta Lima.

Como era esperado

Alcilene Cavalcante em 19 de agosto de 2015

Deputados estaduais do Amapá negaram autorização para que o STJ investigue o governador Waldez Góes.

O governo tem em sua base 20 dos 24 deputados.

Votaram a favor de liberar o governador, os deputados Paulo Lemos, do PSOL, Max da AABB e Cristina Almeida do PSB.

A deputada Marília Góes, esposa do governador, se absteve de votar. Estavam ausentes na votação as deputadas Luciana Gurgel (PR) e Rosely Matos (DEM).

Flagra na empresa imunda

Alcilene Cavalcante em 19 de agosto de 2015

Fiscalização da Prefeitura de Macapá flagrou e multou empresa de construção jogando entulhos no ramal da Rodovia Norte/Sul. A empresa também foi obrigada a recolher o que jogou na via e levar para o aterro sanitário.

flagra

A Prefeitura de Macapá realiza um trabalho de combate às “lixeiras viciadas”, pontos de acúmulo de lixo em locais inadequados, como via públicas e terrenos abandonados. Cerca de 40 locais já foram catalogados pela Semur e são monitorados pelo Departamento de Fiscalização do órgão.

A Semur disponibiliza o Disk Denúncia (9 9147-1050), onde a população pode denunciar o descarte inadequado de lixo e formação de “lixeiras viciadas” na cidade.

O serviço de coleta de lixo domiciliar ocorre regularmente em todos os bairros da cidade. Em áreas onde o carro coletor fica impossibilitado de transitar, a prefeitura faz a coleta em microtratores, com auxílio do gari comunitário, que utiliza um carrinho para fazer a coleta e levar até onde o caminhão coletor está.

Os que jogam lixo na rua ou em lixeiras viciadas são os primeiros a reclamar quando a cidade está suja ou desorganizada.

 

 

Mais uma rasteira no Amapá

Alcilene Cavalcante em 19 de agosto de 2015

O governo do Estado e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL -AP) foram informado pelo presidente da Azul Linhas Aéreas Brasileiras,Antonoaldo Neves,  que já na segunda quinzena de agosto deste ano, a empresa iniciará as operações entre Belém e Caiena, capital da Guiana Francesa. E que Macapá ainda não foi contemplada com o voo, pois o Governo do Estado não reduz a alíquota do ICMS no querosene de aviação.

No ofício enviado, a AZUL, que os voos serão possíveis graças ao apoio do governo do estado do Pará, que ao identificar a rota como sendo estratégica para a região, contemplou a Azul com desconto na alíquota do ICMS incidente no querosene de aviação (AQV). Disse ainda que de acordo com estudos realizados pela equipe técnica da Azul, considerando o custo operacional da rota, é necessário que o Governo do Amapá reduza a alíquota do ICMS.

O senador Randolfe está na luta pra trazer mais companhias aéreas e novas rotas para o Amapá. Como vemos desde o início de seu mandato.

Até agora, uma luta inglória, pois as empresas dependem de uma redução nos impostos do combustível de avião, decisão já tomada em outros estados e no DF.

Só acho que está passando da hora do governo vir a público explicar os motivos de não aceitar entrar na disputa por novos voos e rotas para o Amapá.