Terceira rodada do “Projeto InterAÇÃO” aborda Círculos de Diálogos sobre Gestão por Competências

 

A tarde de segunda-feira (10) foi de intenso diálogo no Plenário do Tribunal de Justiça do Estado (TJAP), com a terceira rodada do “Projeto InterAÇÃO – Círculos de Diálogos”, realizado pelo TJAP em parceria com a Escola Judicial do Amapá (EJAP) com objetivo de uniformizar informações entre os setores do Poder Judiciário. Esta edição teve como eixo temático “Como Administrar por Competências”, com a presença dos desembargadores João Lages (presidente do TJAP); Carlos Tork (diretor da EJAP); dos juízes Nelba Siqueira e Esclepíades de Oliveira Neto; dos ministrantes Diego França e Maria de Jesus Oliveira, bem como de diretores de departamentos, divisões, assessores e chefes de gabinete e de secretarias.


O presidente do TJAP, desembargador João Lages, destacou a importância do dialogo para a organização do Poder Judiciário. “Muito salutar realizarmos a rodada de círculos de diálogo, pois faz parte da nossa forma de fazer a Justiça e esses momentos de conversa são sempre muito produtivos, nos deixando esperançosos para a obtenção de resultados ainda mais satisfatórios”, afirmou.


O desembargador Carlos Tork reiterou a missão da Escola Judicial em promover o desenvolvimento dos colaboradores do TJAP. “Nós buscamos com esta troca de experiências, de informações, capacitar nossos magistrados e servidores, aprimorando os serviços por meio do conhecimento”, afirmou.
Conduzido pelo juiz Esclepíades de Oliveira Neto e os servidores Diego França e Maria de Jesus Oliveira, foram apresentados aos demais servidores panoramas sobre a Gestão por Competências, observando os conceitos e a implementação do método dentro do Tribunal de Justiça. O juiz Esclepíades Neto definiu o diálogo sobre o tema como “fundamental para a construção e consolidação de uma política de governança na Justiça estadual”.
Na ocasião foram apresentados diversos conceitos, entre eles o de competência, que é o agrupamento de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionadas.
Segundo o diretor do Departamento de Gestão de Pessoas, Diego França, o primeiro passo para a consolidação do modelo de gestão é o engajamento dos colaboradores. “O principal desafio é o de engajar pessoas, estimular o compromisso mútuo entre a instituição e funcionários”, argumentou.
O servidor ressaltou ainda que o círculo sobre Gestão por Competências evidencia o atual momento do Departamento de Gestão de Pessoas. “Para nós é um acontecimento ímpar. O Degesp vive um momento especial e esta oportunidade foi ótima para podermos socializar com os colegas o trabalho que já está sendo desenvolvido”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *