Grupo do ex-deputado Jorge Amanajás(PPS), que é pré-candidato ao governo do estado, decidiu sair da Prefeitura de Macapá, onde tem a indicação do secretaria de Educação.

Decisão correta de Jorge, que está reunindo com Walgez Góes e Gilvan Borges. Se estiver dialogando com a oposição, é honesto da parte dele entregar os cargos que seu grupo ocupa. Jorge também estaria sofrendo muita pressão de sua base por cargos. E queria mais. Bem mais do que a gestão da PMM pôde disponibilizar.

Em programa de rádio, Jorge Amanajás disse que o secretário de Educação, Saul Peloso, entregou o cargo.

Até a noite de quarta-feira, Saul ainda não havia entregado. E, diz a lenda, que não quer entregar.

Mas deve ser substituído.