Repiquete Social

Blog registra com atraso, mas registra, os 70 anos da professora Elza Lima, celebrados no último dia 2.

De linda e atuante história na educação do Amapá, a professora Elza, nasceu nas fazendas do belo Aporema.

Novinha ingressou no serviço público, mas foi demitida em 64 por ocasião do golpe militar. Foi readmitida e depois novamente demitida e presa em 1966, pelo governador General Luis Mendes. Voltou ao serviço público pelas mãos do duro, mas justo, Ivanhoé Martins.

Lecionou e dirigiu vários colégios no estado, participando da formação de várias gerações. E foi quem organizou e primeiro coordenou o NEI- Núcleo de Educação Indígena, do Amapá.

Repiquete rende-lhe homenagens, professora.

Professora Elza com o filho Raul Tabajara e a neta
Professora Elza com o filho Raul Tabajara e a neta
  • Quero também parabenizar a professora Elza Lima, por sua bela história de vida, com quem dias atrás tive o prazer de conversar sobre nossa Macapá antiga. Professora Elza, que é esposa de meu amigo Chico do Pecó, breve estará lançando um livro que contará a saga da educação no Amapá. Competente como ela só,o livro, sem dúvida será um sucesso. Estamos no aguardo. Felicidades professora.

    • O Raul é meu colega aqui do IBGE. Um abraço p/ a Profra. O Chico do Pecó a que se refere não seri ao Francisco Petcovit? Lembramos dele. Abraço

  • Parabéns Professora Elza Lima, o PSB tem o maior orgulho de ter pessoas como você em seus quadros.

  • Não cheguei conhece-la, mais quero também parabenizá-la. pois concerteza muito contribuiu para a educação no Estado do Amapá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *