Recuar é digno

ALAP decide reduzir valor da verba indenizatória e adota novas medidas de austeridade

 

Os deputados estaduais do Amapá decidiram reduzir em 50% o valor da chamada Verba Indenizatória destinada ao custeio e logística dos gabinetes parlamentares. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (12) durante entrevista coletiva do presidente da Assembleia legislativa (ALAP), Moisés Souza (PSC), ao lado de integrantes da atual Mesa Diretora. Eles também anunciaram a redução do valor das diárias nacionais e o fim das diárias internacionais.

Falando aos jornalistas, o presidente da ALAP disse que não vem de sua gestão o modelo adotado para o pagamento das diárias para deslocamentos dos parlamentares e outras atividades do mandato. “Assumi a presidência desta Casa no dia 1º de fevereiro do ano passado, implementando uma série de medidas visando o resgate deste Parlamento e também a austeridade exigida para isso, tanto que descentralizamos os recursos para garantir autonomia aos deputados e apoio para o bom funcionamento de seus gabinetes e toda a estrutura a ser mobilizada”, disse Souza.

O primeiro-secretário da Casa, deputado Edinho Duarte (PP), ressaltou essas medidas inovadoras adotadas durante a atual gestão administrativa da Assembleia. “Aqui nós não temos décimo terceiro, décimo quarto salário, nem auxilio paletó, cota de passagens, auxílio moradia, tampouco qualquer outro penduricalho de outros parlamentos. Unificamos tudo isso na Verba Indenizatória, que não foi aceita pela sociedade, daí decidirmos dar esse passo para trás, numa demonstração de grandeza comum apenas aos agentes públicos comprometidos com os interesses da população”, argumentou Duarte.

O limite para o ressarcimento das despesas dos gabinetes dos deputados, entre elas a contratação de pessoal, deslocamentos, aluguel de veículos, barcos, serviços de terceiros, dentre outras era de até R$ 100 mil e agora passam a ter o limite de no máximo R$ 50 mil.

Através do Ato da mesa Diretora nº 003/2012 os deputados resolveram que o valor das diárias devidas aos deputados estaduais será calculado conforme parâmetros percentuais, como 10% do valor pago a título de subsídio mensal (R$ 1,6 mil) para deslocamentos dentro do Estado e de 15% para as viagens oficiais para outras unidades da federação. A medida também prevê que os deslocamentos dos parlamentares mesmo que de cunho oficial a localidades distantes a menos de 30 quilômetros da Capital do Estado não faz jus a diárias. ( Assessoria Assembleia Legislativa do Estado do Amapá – ALAP)

Nota do blog

Achei digna a atitude do presidente da Assembléia Legislativa, Moisés Souza, em baixar os valores. O desgaste na imagem do poder legislativo na imprensa nacional e a revolta e fortalecimento do movimento contra os abusos nos gastos, exigiam tal atitude.

E ainda pode e deve baixar mais.

Pergunta: Os recursos que serão economizados com a medida serão aplicados em quê?

  • Alcilene, permita-me discordar de você em um ponto: não foi uma atitude de grandeza do Moisés Souza, mas resultado da pressão popular, principalmente após veiculação no Fantástico e no Jornal Nacional. Grandeza seria reduzir o orçamento da Assembleia de 156 milhões, imoral e injusto, para, no máximo 24 milhões/ano. Grandeza seria enxugar a estrutura atual de pessoal a níveis decentes e necessários. Grandeza seria colocar no Portal da Transparência verdadeiramente todos os gastos da Assembléia. Grandeza seria esperar terminar um mandato para, então, abrir processo para nova eleição da mesa diretora daquela Casa. Grandeza seria trabalhar com ética, correção,espírito púbico, ajudando, de verdade, a solucionar os graves problemas que a população, sobretudo a mais carente, ainda sofre. Grandeza seria consultar a opinião pública sobre o que acha da Assembléia Legislativa do Amapá, divulgar essa pesquisa e atender os reclamos da sociedade. O resto, repito, foi consequência da pressão popular, o que certos políticos não respeitam, mas temem. Um abraço.

  • Mas ainda continua muito alto. Austeridade também no gasto da Assembléia é mais do que digno e exemplar. Ainda não é suficiente que tenhamos um legislativo forte e atuante, é preciso, portanto, MUDAR ESSAS PESSOAS QUE REPRESENTAM APENAS OS SEUS PARES!

  • o problema é as prestações de conta. preços superfaturados, aquisição de serviço de assessores e parentes, falta de licitação,etc

  • QUE BELA IMAGEM, “AUSTERIDADE”, “COMPROMISSO”, “RESPONSABILIDADE”… RETRATOS DA POLITICA AMAPAENSE…
    QUE BOM TERMOS HJ COM A TAL DA “LEI DA TRANSPARENCIA”…. A “NOÇÃO” DOS GASTOS DA ASSEMBLEIA… AGORA FICAM DUAS QUESTÕES DECORRENTES DISSO: 1ª, COM AS PESSOAS SABENDO MAIS OU MENOS O QUANTO GANHA UM DEPUTADO COM OS “PONPOSOS PENDURICALHOS” SERÁ QUE NÃO VAO TER UM OUTRO OLHAR QUANDO RECEBEREM AS MIGALHAS QUE LHE SÃO PAGOS? OS PROFESSORES JÁ TOMARAM A DIANTEIRA E LARGARAM OS ALUNOS PARA CORRER ATRAS DE MELHORIAS SALARIAIS, SE ESSA MODA PEGA??
    2ª, SE ESSA LEI DA TRANSPARENCIA PEGA MESMO QUANTAS OUTRAS SURPRESAS TERIAMOS POR DESCOBRIR….VANTAGENS, BONIFCAÇOES, BONUS…PENDURICALHOS….A FARRA DO DINHEIRO PUBLICO…..DEVIDAMENTE DIVULGADA AO PUBLICO…..NADA MAIS JUSTO, POIS SOMOS NÓS QUE PAGAMOS SEUS SALÁRIOS.. NÃO É MESMO??

  • Eu não vejo a deputada Marilia Goes nessa foto corporativista, sera que ela se escondeu atras do presidente Moises Souza e o Charles Marques que promete assessoria e não cumpre com a palavra, só vejo a careca dele

  • atitude digna, é impressionante como nossos formadores de opinião da imprensa tentam minimizar a roubalheira descarada dessa quadrilha de 24 deputados estaduais.

  • Discordo totalmente que isso foi um gesto de grandeza do deputado Moisés, ele não fez mais do que obrigação, devolver o que não lhe é de direito, esse dinheiro é do povo.E ainda acho muito 50 mil para o pouco que eles fazem. CPI só instalam quando lhes é conveniente. Essa foto causa uma repugnância. Caras de pau.

  • No Amapá, blog contribui mais para a formação de opinião do que a imprensa, que parece mesmo ser uma abstração por aqui…

  • Cara,

    Puta merda. Como é que os nossos deputados vão sobreviver com ess ninharia de R$ 50.000,00 de verba indenizatório, mais a merreca de R$ 50.000,00 de verba de gabinete para contratação de puxa-saco (digo açeçores. Outra coisa essa diária tá muito barata, equivale a somente 5 vezes o que ganha um ministro do Supremo.Afinal de contas os nosso deputados são o suprasumo, tudo de bom.
    ègua meuuuuuuuuuuu.

  • Atitude digna? Essa afirmação só pode ser uma brincadeira! Atitude digna seria devolver os milhões que já desviaram dos recursos destinados `AL. Atitude digna seria reduzir o orçamento da AL, muito maior que as reais necessidades daquela Casa. Atitude digna seria gastar o trabalho com as funções institucionais previstas na Constituição, no lugar de ficar o tempo todo com essa politicalha infame que se vê no Amapá, ou procurando meios de se apropriar cada vez mais de recursos públicos. Atitude digna é não roubar. Roubar pouco, mais ou menos ou muito é simplesmente falta de caráter.

  • gesto de grandeza seria, mostrar como eles conseguem gastar 156 milhoes por ano, quer dizer não seria um gesto de grandeza e sim magia.

  • Não mudaram praticamente nada, a média de gastos com VI é de 50 mil, que é um absurdo. Não há um detalhamento dos gasto, uns gastam muito com material de consumo, outros com viagens, mas no final não sabemos detalhadamente como são gastos. A diária de 1600 é outro absurdo, a diária é indenizatória, a média do valor dos outros agentes público é de 100 reais, assim o mais justo é que a de um deputado fique nessa média.

  • “GESTO DE GRANDEZA”? Brincadeira como um simples ato após uma divulgação nacional e pressão popular pode ser considerado uma ato de grandeza! E essa sua atitude como podemos denominar e/ou classificar?

  • Parte do dinheiro que banca os privilégios de 24 deputados poderá melhorar o atendimento no hospital de emergências e no PAI; ou construir mais salas de aulas, enfim, melhorar os investimentos em saúde e educação,pois são desses serviços que a população, em especial a mais carente, necessita.

  • Nos anais da “história” política do Amapá, já teve um político que disse a pérola: “quer ganhar o que eu ganho, te canditada e ganha a eleição”. E aí, que tu diz?

  • deputados da linha de frente ricos. Donos de rede de hospital, do comercio e outros. Devolvam todo o dinheiro que usado de forma ilicita sem licitação. Cadê o TCE, cadê o MP. Na assembleia não existe licitação basta o deputado criar empresas fantasma e apresentar nota fiscal para receber. São todas notas frias de seus proprios empreendimentos.
    Favor publicar. Obrigado amiga.

  • A ferro e fogo até eu! Claro que não foi a pressão popular. Estão tremendo na base por que toda a repercussão abriu o olho (finalmente!) do MP!

  • ei vamos fazer umas contas vamos colocar tudo por alto, digamos que os nobres deputados, gastem os 50 mil de verba indenizatoria todo mes (ninguem vai fazer isso ne deputados)+ o salario 23 mil, mais diarias (ninguem vai viajar o mes todo ne gente? ) 10 diarias a 1.600 = 16.000. totalizando 89 mil por mes cada deputado, vezes 24 deputados = 2 milhoes e 136 mil (mes) x 12 meses = 25 milhoes e 632 mil ao ano com nobres deputados, nao sei quanto custa manter o predio + os funcionarios, vamos jogar muito acima do limite imaginavel certo ? digamos que seja 24 milhoes 368 mil ao ano. somando… deputados 25.632.000,00 + predio e funcionarios 24.368.000,00 = 50.000.000,00 tudo ao ano. agora a pergunta que nao quer calar, aonde para aonde vão os outros 106.000.000,00, sendo que eles recebem 156 milhoes por ano. ???????????????????

  • Pelos cálculos precisos de alguns visitantes do blog, os ilustres deputados fazem parte daqueles 456 milionários do Amapá! Querem saber como? Não vou dizer!

  • Não adianta fazer de conta que diminuiram a verba se o valor do orçamento da Assembléia continua o mesmo. Os nobres deputados irão aranjar um jeitinho de gastar essa grana toda. Me engana que eu gosto.

  • Eles estao acham que 2014 esta mt longe e tds nos ja esquecemos… SRS… SOMOS MULTIPLICADORES DE VOTOS… Temos filhos, netos… e AMIGOS….

  • A policia federal, MP estadual, receita federal, tem e que investigar quem o verdadeiro dono daquelas lojas que ficam entre mendonca junior, padre julio, sao jose e tiradentes, nesta quadra, vao descobrir muita coisa. tem muito laranja ali.

  • A foto me remete ao final do livro de GEORGE ORWEL – “Ninguem sabia mais quem era porco, ou quem era homem”

  • Como podemos observar todos os nobres deputados capricharam no óleo de peroba para essa entrevista coletiva, vai ver que já estão preocupados com as eleições de 2014, hora de acertar as contas com o zé povo chamado “Amapá”.

  • Muito triste essa imagem, todos com cara de vergonha, da farra que fazem com o dinheiro do cidadão!! mais triste é ver um Deputado com o Zezé, que custa caro para os nossos bolsos e que pouco faz!!!

  • KKKKKKKKKKKKKKKKKK…MEU DEUS DAVA PRA FAZER OU FILME DE TERROR OU UM FILME DIGNO DE UMA MILIONÁRIA PRODUÇÃO EM HOLLYOOD,,,,TITULO DO FILME (COMPARSAS NO CRIME E NA MENTIRA _ ia ser sucesso de vergonha……..por favor quero pedir pro produtor que fez o filme “tropa de elite dois” aqui no amapá, tai os atores da contravenção

  • Alguém acredita que essas figuras deixaram de embolsar essa grana? Se tiver uma pessoa que acredita nesses senhores com certeza tbm acredita em papai noel. Pior do que isso é ouvir o deputado Edinho Duarte dizer que vive uma vida simples. Ai foi pra acabar. kkkkkkkk.

    • Vida simples é a minha e de milhares de cidadões(ãs),fato.Dizer que o filho é um pequeno empresário,só se for na estatura(rsrs), dizer que todo o patrimônio da familia foi a custa de muito suor,ralação,me poupe,ou melhor,nos poupe desse falatório desnecessário.O povo só foi besta quando reelegeram a maioria de vcs.

    • Fabio você tá errado e o deputado edinho esta certissimo. Ele tem uma vida simplissima, com este tanto de dinheiro quem ia ter uma vida complicada. Agora pergunta para um pai de familia que ganha o salário mínimo, se a vida é simples assim. Senão vejamos: 1. um monte se serviçal pago pela assembleia;
      2. 100 mil para gastar sem precisar detalhar os gastos.
      3. diárias de 2.500 e 4.500, tem um que faz até 56 em um mês;
      4. Chama o serviçal e diz: Vai ali na empresa da minha esposa e pega uma nota fiscal dos serviços que ela me prestou. Agora me diz que complicação há nisso.

  • Parece que eles vivem em um outro “mundo” quem sabe na Ilha da Fantasia, enquanto milhoes de familias vivem com 1 salário minimo mensal (622,00)eles fazem a farrar com o dinheiro público, to farta de ouvir que esse dinheiro é nosso e bla bla , to lesa, lisa e dura, com o que ganho ralo o mes todo é muita cara de pau!

  • Ao observar as posturas dos deputados na fotografia,mesmo que inadvertidamente, ou conscientes, tenho que estão de punhos prontos para a “lindona” passar-lhes a catraca.

  • Querido povo amapaense guarde bem essas caras, esses nomes e principalmente as atitudes desses ditos “representantes do povo”… Saibam usar melhor o voto de Vocês.
    Essas pessoas lhes causam muita vergonha.

  • Na minha opinião o RECUO NÃO FOI TANTO DIGNO ASSIM, pois há mais de um ano que algumas instituições vinham criticando esse assalto ao bolso do povo. Foi preciso a reportagem do Fantástico ter divulgado o escândalo a nível nacional e, por via de consequência, provocar uma pressão em cima dos “ilustres” deputados. Portanto, não foi tão digno assim. Aliás, os valores agora estabelecidos ainda estão muito elevados. É preciso reduzir em mais 50%.

  • Depois de inúmeros comentários altamente sensatos, vamos ver como é que fica. Mas uma coisa me chamou atenção, o presidente da AL disse que quando chegou já encontrou àquela situação. Então, como um grande cristão que acredita ser, tristemente pensou, “time que está ganhando não se mexe” e por outro lado, compensa a saudosa(para eles)farra da harmonia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *