O Senador eleito Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) viajou nesta quinta-feira (25) para cumprir agenda política em Florianópolis e Brasília, após fazer entrega da versão final de sua dissertação de mestrado na Universidade Estadual do Ceará.  Na capital catarinense o Senador vai integrar a mesa de abertura do XV Congresso Nacional do Fisco. Em Brasília, Randolfe almoça com a Senadora Marina Silva (PV-AC) e se reúne com o Senador Aloízio Mercadante (PT-SP), líder do governo e líder do PT no Senado Federal.

Fisco

O XV Congresso Nacional do Fisco vai acontecer de 28 de novembro a 02 de dezembro  em Florianópolis – SC.  “Um fisco melhor para um Brasil maior” é o tema central do evento, que vai debater, entre outros sub-temas, a Lei Orgânica da administração tributária, a importância da autonomia do fisco para a sociedade, os desafios do sindicalismo público brasileiro e a transparência na aplicação das receitas públicas como instrumento de promoção da cidadania.

Durante a abertura do Congresso, Randolfe Rodrigues lançará a proposta de criação de uma instância nacional de controle externo do orçamento público, com desdobramentos nos estados e municípios,  inspirada nos conselhos nacionais do Ministério Público e do Judiciário.  “Um Conselho com forte presença da sociedade civil,

que acompanhe todos os passos do orçamento público, desde a sua concepção até sua execução”, explica o Senador.

Agenda Política

A conversa com a Senadora Marina Silva, em Brasília, será no sentido da construção de uma ação política comum entre o PSOL e o PV no cenário nacional. Randolfe defende uma postura coerente e sensata na relação com o Governo Federal, nesse sentido tem dito: “Não vou fazer oposição irresponsável. Vou trabalhar pelo Amapá e pelo Brasil”. A frente de partidos defendida pelo senador do Amapá inclui também o PC do B e o PPS.

Ainda na capital federal, Randolfe atende a convite de Aloízio Mercadante, que o presenteou com um Guia Parlamentar. Na pauta do encontro estarão as políticas públicas de interesse do país.  De volta a Macapá dia 03 de dezembro, o Senador se integra ao movimento da sociedade civil pela discussão do Orçamento do Estado.

Márcia Corrêa

Jornalista