Diretor da Eletronorte vem na sexta-feira a Macapá

Na sexta-feira, dia 6/11, o diretor de comercialização da Eletronorte Brasília, Wady Charone, estará em Macapá para uma coletiva com a imprensa.

A Assessoria da Eletronorte no Amapá, informa, através de e-mail ao blog, que em relação ao contrato da empresas SoEnergy,  na verdade, a Eletronorte está assumindo um compromisso e uma obrigação que seria da CEA, pois a atual legislação do setor elétrico não permite mais à Eletronorte conduzir ações desse tipo. E que isso tem sido freqüente no Amapá, como instalação de transformadores e outras atividades afeitas à concessionária estadual(CEA), mas que a Eletronorte está fazendo porque está compromissada com o abastecimento energético do Estado do Amapá.

E que o contrato com a empresa SoEnergy será mais uma energia a ser comprada pela Eletronorte e fornecida à CEA sem a garantia do pagamento, cuja dívida já chega à R$ 650 milhões. Ou seja, a Eletronorte aumenta seu prejuízo, não recebe da CEA, mas não deixa de fazer aquilo que considera necessário ao atendimento do Amapá.

Nota do Blog – O maior problema da falta de uma energia decente, é a quebradeira, e o uso político bagaceiro da CEA. Desde 2004 a CEA não paga um tostão a Eletronorte.

A CEA não paga a Eletronorte, que fica sem capacidade de investimento para o Amapá.