Publicado neste Blog em 18.01.2010

Pela manutenção do veto à LOA


Por Camilo Capiberibe, Deputado estadual do PSB-Amapá
Não é por concordar com a gestão administrativa ou política adotada pelo governador Waldez Góes que votarei pela manutenção do veto às modificações impostas pela Assembléia Legislativa à Lei Orçamentária Anual. Não precisaria escrever isso pois é de conhecimento público que sou o deputado que mais faz oposição ao governo do PDT. Mas registro: faço oposição com responsabilidade.
É preciso esclarecer no entanto, para que não restem dúvidas, que as modificações promovidas pela AL, apesar de equivocadas, não “inviabilizam” a gestão do estado em 2010 como se divulga nesses dias. Isso não é verdade e faz parte de uma campanha publicitária para pressionar o Poder Legislativo. E, apesar de ser um deputado de oposição votarei à favor da manutenção do veto e acredito que essa é a medida certa a tomar neste momento.
Durante o governo do PSB e com o apoio dos deputados do PDT a oposição aplicou essa estratégia de tentar inviabilizar política e administrativamente o governo. Felizmente a tentativa foi vã mas as conseqüências políticas decorrentes desta disputa tem sido administradas por nós socialistas até o dia de hoje.
Quando a oposição, então comandada pelo PDT, patrocinou golpes no orçamento do estado para auferir ganhos políticos levando a disputa, também política, para a arena orçamentária, vivemos impasses dolorosos. Sob esta perspectiva o grupo do atual governador, e ele próprio por cômoda e conveniente omissão, estão colhendo o que plantaram num passado recente.
No entanto é importante salientar que em política é preciso sempre avançar, evoluir. Rancor e ódio são elementos que não podem orientar decisões políticas de representantes responsáveis. Se o governador Waldez briga para defender o orçamento público ele o faz pelas mesmas razões que o PSB lá atrás brigou: é por ser justa essa luta.
O que move o governador Waldez a vetar as modificações à LOA é a compreensão de que o que está em jogo é sua autoridade política e seu direito de governar o Amapá até o final do ano de 2010, seja pessoalmente ou através do vice-governador Pedro Paulo Dias de Carvalho. Esse direito não decorre da pessoa do governador mas do voto popular que elegeu a chapa Waldez/Pedro Paulo para governar até o último dia do ano de 2010.
O que está em jogo então é o direito consagrado pelas urnas ao chefe do poder executivo de implantar as políticas públicas a que se comprometeu durante a eleição. Waldez Góes luta pelo direito de governar e por essa mesma razão o PSB lutou e muito num passado recente. Por coerência não poderíamos defender algo diferente para o atual chefe do poder executivo fosse ele quem fosse.

  • È diante destas declarações do governador é que digo que realmente tem haver responssabilidade com o sistema publico,enquato a assembleia continuar colocando os interes individuais acima do verdadeiro modo de lesgirlar dificilmente teremos um Estado mais estabizado.

  • Governador Camilo Capiberibe votei em vc, + olhe pra frente deixe o Waldez Goes pra lá, vc esta sendo o melhor cabo eleitoral dele, nesta interação aqui neste conceituado blog, falo a voz q vem das ruas, dos cafés, das padarias, dos bares, dos mercadinhos, das praças, da banca do Dorimar, do ceara, me desculpe Governador mais seu governo esta o pior possível, sua gestão mergulha em vaidades,ostracismo, desconhecimento institucional da coisa pública, sua esposa Claudia tem q se voltar para as questões filantrópicas e não ficar se metendo em questões de cargos dentro da esfera de governo, afinal foi vc que o povo elegeu, as reclamações são oriundos dos anseios da sociedade é visível que se plantou ódio, perseguições, exonerações, omissões, orgulho e estrelismo de seus secretários principalmente do Sr: Joel banha, enfim Camilo deixa o Waldez pra lá rapaz senão daqui a três anos vc não se elege nem mais pra vereador, mais tenho certeza q vc vai ignorar esta critica construtiva porque lamentavelmente o PSB não aceita opiniões, Camilo Capiberibe ninguém neste mundo chega a lugar nenhum SOZINHO. Quer duvidar? Olhe só a caixa de ressonância deste meu comentário: vai aparecer um bando de fanáticos aqui pra me ofender pra dizer que eu sou da harmonia e blá, blá, blá…troque seu secretário da SEPLAN, DA SECULT, DA SEINF e da Segurança Pública o Professor Marcos q de segurança pública ele não entende nada Governador, essas pessoas já te desgastaram por uns dois anos da mídia e no conceito do povo, oxigene sua gestão Camilo todos os Governadores e a Presidente Dilma estão fazendo esta reforma adiminstrativa, ouça a voz que vem das ruas porque as ruas tem os problemas mais também tem as soluções..então seja mais humilde, receba e ouça as pessoas.

  • eSSES DEPUTADOS FORAM ELEITOS PARA LEGISLAR E EXERCER SEU PAPEL FISCALIZADOR E NÃO PARA OCUPAREM PASTA NO GOVERNO. VEJA-SE: SEMA (PV/ZEZE E GRILO); IMAP (VALDECO), PESCAP (MANOEL BRASIL), RURAP (DALVA); SAUDE/HEMOAP (JACI), E ASSIM POR DIANTE COMO DIZIA O BARCELO. SE O GOVERNO NÃO DÁ O DOCE COMEÇA A VOTAR CONTRAS TUDO NA ASSEMBLÉIA. CARAMBA JÁ NÃO BASTA AS COMISSÕES NA ASSEMBLÉIA: CONTRUÇÃO CIVIL (BRUNO MINEIRO); MEIO AMBIENTE (ZEZE), ETC… VAMOS TRABALHAR E DESENVOLVER ESSE ESTADO. DEIXE O GOVERNO QUE PASSOU DE LADO.

  • — A disposição das entidades é continuar uma negociação unificada. Queremos uma política salarial permanente e acabar com esse artigo que obriga a enviar os projetos em agosto, porque isso engessa a discussão.

Deixe uma resposta para mercadeo internet Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *