Projeto socioambiental do Sebrae sensibiliza alunos da escola Deuzuite Cavalcante

O Sebrae no Amapá promove na escola estadual Deuzuíte Cavalcante projeto de cunho socioambiental, intitulado Consumo Consciente que nasceu no final de 2010. O objetivo do Projeto Consumo Consciente é estimular a consciência ambiental na comunidade.

No inicio do mês de março, a gestora do projeto e gerente da Unidade de Gestão Administrativa do Sebrae (Ugad), Inês Barbosa e os colaboradores da Instituição, André Gomes, Francinne Murielle e Mayara Santos se uniram aos diretores, professores e aos alunos da escola para fazer a 1ª Campanha socioambiental com palestras, implantação da coleta seletiva, e sinalização na estrutura física da escola sobre o consumo consciente e cuidados com a escola.

O projeto já realiza ações em parceria com a Universidade Estadual do Amapá (Ueap), com alunos dos cursos de Engenharias de Pesca e Ambiental que visitam turmas de 1ª a 4ª séries de escolas públicas de Macapá, divulgando e estimulando o consumo consciente entre as crianças.

 

 

Unidade de Marketing e Comunicação

Nota do Blog: O nome da escola, Delzuite Cavalcante, é em homenagem a minha mãe. E eu fico fico feliz com o projeto do Sebrae lá.

  • Por favor leve de volta o atual secretário da sema para o sebrae.Mas esse cidadão não foi indicado pelo Deputado Zeze Nunes. Ao contrário o Deputado Zeze Nunes e toda Diretoria do PV já solicitou a sua exoneração e indicou um técnico com competência para assumir a SEMA que recentemente passou no Mestrado de Direito Ambiental Dr. Gilvano e que vem conduzindo toda politica pública para as Unidades de Conservação do Amapá, inclusive tema de sua dissertação e que aprovou todos os projetos inclusive as compras de equipamento e infraestruturas para dar vida as unidades de conservação.Realmente esse sujeito que está atualmente na SEMA é do grupo do Alberto Góes e foi indicado para trabalhar no SEBRAE, onde o representava na Fundação Marco Zero por indicação do Alberto Góes e trabalhava na NATURA. Mas de meio ambiente nunca fez nada, inclusive seu diploma não é do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *