Repiquete no Meio do Mundo

Um blog feito na esquina do Rio Amazonas com a Linha do Equador, no Amapá.

Professores não aceitam proposta do Governo do Estado e continuam em greve.

Alcilene Cavalcante em 03 de junho de 2011

É um grande desafio político para o governo do estado, negociar perdas salariais e outras pautas com uma categoria que está em pleno processo eleitoral de um disputado sindicato, como o dos professores.

Os professores fizeram uma contraproposta para o Governo que ainda não disse se aceita.

Pelo que li no twitter ontem, governo deve endurecer contra os grevistas e suspender negociação.

 

59 Comentários

  1. Vanda disse:

    Se os professores estão fora de sala a culpa é só do governador Camilo, os professores tem separado bem essas duas questões da eleição e da greve. Esse governo é completamente irresponsável, imprudente. Além de não querer atualizar as perdas salariais e revogar a lei 1540/11 quer retirar as conquistas desses professores. Por mais que ele diga que não (então revogue a lei) é difícil acreditar em mentiroso. Se o Estado tá quebrado a culpa não é da classe, e aí quer que a mesma pague o pato dando esse rídiculo aumento no caso de minha filha de 30 reais. Que tal ele e os parlamentares darem exemplo e pedirem redução de seus gordos salários, e só pra fingirem que trabalham,ah que pedem, enquanto minha filha sem estrutura nenhuma adentra essas matas pra levar conhecimento. Gente a situação é gravíssima vamos dar apoio, no caso da minha filha ela se preocupa com os alunos que estão sem aula, com as perseguições que já começaram, mas esta consciente e só voltara depois que se ter uma proposta justa e principlamente a revogação da lei 1540/11 e amanhã mesmo ela volta pro seu local de trabalho. Só depende do governador.

    • Maria de Jesus disse:

      Quanto foi de reajuste que vc recebeu em 2008 e 2009? Porque vc não paralizou? Porque vc ta sendo usada como bandeira politica! Preste atenção nos fatos e comprove o que eu escrevir.

      • Vanda disse:

        Maria se enxerga!!! Bandeira política uma ova, estou lutando pelo que eu acho o que é justo parece que se alguém tem alguma bandeira aqui é vc, deve tá com um bom cargo e um salário bem nutrido.Aproveita . Não tenho partido, não brigo por político.Ah mana agora pelos meus direitos…

      • acadêmico disse:

        O que você escreve já não tem nexo, imagina o que tu “escrevir”.

  2. Jessyleno Guedes disse:

    Bom dia Alcilene! Acesso seus comentários diariamente e percebo que em alguns momentos existe falta de informação. Peço-lhe antes de tudo que busque a Lei 1540/11 de 13/05/2011 (diário oficial) e que leia com atenção os artigos 3º e 10º e em seguida a lei 0663/02 (www.al.ap.gov.br) – Lei revogada inconstitucionalmente pela lei 1540/11. Procure informar-se sobre a Lei 11.738/08 que regulamenta o piso salarial.
    A eleição já era prevista para 29/05/2011,pois a cada triênio ocorre uma eleição no sinsepeap no último domingo de maio, o que não foi previsto foi a revogação da lei 0663/02 nem o art. 3º na lei 1540/11, que não atinge apenas os professores, tem efeito em TODOS os servidores públicos estaduais. Portanto, solicito a você que repasse informações nutridas para a sociedade através de seu site. Ah! Caso tenha alguma afinação com o governo (direito de cada cidadão)use de informações embasadas e não embaçadas, dê sua opinião, mas informe claramente! Apareça nos movimentos sociais!

    • Alcilene Cavalcante disse:

      Jessyleno. Acho que vc leu o que nao escrevi. Eu comentei sobre a dificuldade de negociação no meio de um processo eleitoral. E isso é fato. Nao se faça de inocente. E infelizmente estou sem tempo de realmente de buscar maiores informações, por isso tenho abordado pouco o assunto..E menos tempo ainda pra acompanhar os movimentos. Deixando claro que isso aqui é um blog e não um portal jornalístico. No mais, destaco que nao sou contra nenhum movimento reinvindicatório de categorias

      • Jessyleno Guedes disse:

        Então como você mesmo disse: (Busque maiores informações) e sinta-se a vontade para opinar, pois seu blog “não é um portal jornalístico” mas forma opiniões! Não quero dizer que isso acontecerá aqui, mas neonazistas, homofóbicos, racistas e outras formas discriminatórias surgem da ausência de informação! Abraços!

        • Alcilene Cavalcante disse:

          Menos..Não estou entendendo sua revolta contra o blog…Não dei opinião sobre as reinvindicações..Dei opinião sobre o momento de negociação..Leia com atenção, professor…

          • Roberto Ramos disse:

            Ô, Alcilene, deleta comentários desse pessoal que não sabe ler.
            Gente que não sabe ler não deveria se atrever a comentar.

            • joca disse:

              E por acaso lhe ensinaram a não apoiar corrupto.Governo que só pensa quem está todos os dias no comitê 40. Vocês parecem engraçados sabiam. Se fazem de bobos. Apenas para ficar na frente dos políticos causadores de desgraças!

          • joca disse:

            E o seu alfinete?Ainda continua espetando os funcionários(professores)?Se você apoia ou não esse governo você mesma tem demonstrado nos comentários e fotos.

    • Só agora? disse:

      Lei 11.738/08 que regulamenta o piso salarial;uma lei do ano de 2008, porque só agora resolveram cobrar o cumprimento dessa lei.

      • Jessyleno Guedes disse:

        Leia a lei e depois tire as conclusões! Em 2008 ela estava em R$ 950,00. Porém sua atualização passou para R$ 1.024,67 que já era o piso salarial do professor A1 (antes dos 3%) então para 2011 ficou em R$ 1.187,97. Entendeu? É uma lei de 2008 que não pode ser desrespeitada em ano algum! Abraços!

      • Maciel disse:

        A lei é de 2008, porém alguns Estados entraram na Justiça para impedir o pagamento do piso, somente esse ano o STF decidiu a favor do cumprimento da Lei do Piso, logo todos os Estados e Municípios tem que cumprir a Lei, que infelizmente o governo não quer cumprir, apesar dos repasses do FUNDEB serem suficientes para pagar esse impacto na folha.

  3. Professor na luta disse:

    O fato é que as promessas de campanha não estão sendo cumpridas, e de longe este governo é democrático. Usa com o mesmo cinismo os poderes constituídos para jogar contra a classe de professores. A imprensa já começa a jogar os diabinhos para dismobilizar a greve. E pior, de professores passamos a ser vilões. SE REALMENTE QUISESSE MUDAR ALGUMA COISA, CAMILHO DARIA EXEMPLO,DIMINUIRIA SEU SALÁRIO E DEBATESSE COM A SOCIEDADE OS SALÁRIOS DOS DEPUTADOS, SECRETÁRIOS, JUDICIARIO. NÃO FAZ ISSO PORQUE O CINISMO É MAIOR.

    • Maria de Jesus disse:

      Professora, Onde vc estava quando foi denunciado o rombo de 200 milhoes na Secretaria de Educação? Porque vcs não foram para a rua protestar?

      • acadêmico disse:

        O que tem a ver o rombo na educação, com os professores? professor não é delegado de políca e nem promotor de justiça. a mesma obrigação que eles tinham, eu tinha, você tinha. Quem de nós foi protestar na rua?

  4. Marcos disse:

    Não estou entendendo.
    Há uma lei “retirando” direito dos professores e isso faz com que eles continuem em greve, protestando contra o governador.
    Essa reinvindicação não tinha que ser no legislativo. Na frente do assembleia?
    Eles que têm o poder de legislar, embora a proposta seja do governador?

    • Jessyleno Guedes disse:

      Olá Marcos! Só pra esclarecer: A lei não retira direitos apenas dos professores e sim de TODOS os servidores públicos estaduais. Quanto ao legislativo, infelizmente só manifestaram-se contra a lei os que são oposição (pdt) e é claro seria muito mais simples se todos tivessem votado contra, mas votaram a favor em frente a uma plenária lotada de servidores. Não devemos ter memória curta, 2014 está perto! Abraços!

    • Professor disse:

      A lei foi feita pelo executivo!!! Simples

  5. Adriano Lima disse:

    É preciso calma para negociar.
    Governo ou pessoa alguma pode oferecer o que não tem para dar.
    O fato é que quando Camilo prometeu aumentar salários ano passado, não sabia do rombo em que o governo passado havia deixado para ele pagar.Ninguem sabia do tamanho do “buraco”.
    Não a toa que foram presos governador, prim. dama, vice governador, conselheiro, etc.
    Ninguém é preso à toa.
    Acho que o governo dará o que pode, não os que os professores merecem de fato.
    Abraços

  6. das chagas disse:

    É GOVERNADOR TEM QUE FAZER EM 6 MESES TUDO O QUE O WALDEZ NÃO FEZ EM OITO ANOS;MASSA DE MANOBRA POLITICA, A CHAPA QUE MAIS BATER NO GOVERNO GANHA A ELEIÇÃO,TEM QUE CUMPRIR TODAS AS PROMESSAS DE CAMPANHA POLITICA EM 6 MESES E AINDA COBRIR O ROMBO QUE A HARMÔNIA DEIXOU, CHAMA O PALLOCI.

    • Joca disse:

      Se os professores fossem massa de manobra, o Camilo não teria nem a oportunidade de estar sentado na mesa de negociações como governador…

      • Maria de Jesus disse:

        E o que o SIMSEPEAP fez no Governo WG?

      • Vanda disse:

        É isso mesmo Joca.
        Dizer ao DITADOR Camilo Capiberibe, que ele é consciente que a última eleição não era pra ele, mas… por tudo, ele acabou chegando lá. É uma pena que não soube aproveitar a oportunidade.
        E dizer que aproveite bem ele e toda a sua corja em especial a secretária de Educação que adoram a política do medo, da covardia. Quer dizer que a partir de segunda os pontos serão cortado e na tv já avisou para os pais enviarem seu filhos pra escola…Só se for você que vai estar lá secretária pra dá aula isso se lembrar como se dá uma aula prq quanto tempo vc não pisa em ume sala de aula?
        Como eu disse aproveitem bem porquê “o melhor é a volta”, “quem tem com o que me pagar não me deve nada”.
        Eh Jessyleno Guedes não é só em 2014 que vamos dá uma resposta a ele é a partir do ano que vem em 2012, quando ele vier com o candidato dele a prefeitura.
        Camilo Capiberibe só lembrar de 2004, quando WG humilhou os professores do mesmo jeito que vc faz hoje, e o candidato dele certo dá vitória amargou um 3º lugar, e daí repensou suas idéias.
        Professores a partir do ano que vem vcs tem uma missão, aí vamos ver se o Governador não respeita a categoria.

    • prof.Regi disse:

      Pouco me importa a questão do grupo da harmonia em relação a situação que deixou, isso é para PF resolver. Mas acho que a categoria dos professores era tratada com mais respeito pelo governo passado…Não sei o que é pior:se´é a suposta harmonia ou a real ditadura..

  7. José Carlos disse:

    Penso que o GEA subestima a inteligência e censo políticos dos professores em greve. Se tomam esse movimento como político, por que não lembrar que a qmioria das chapas que concorrem são direta ou indiretamente ligadas ao Setentrião, nem por isso sequer uma delas pediu a palavra para defender a atitude do GEA. O que me preocupa não é apenas os 3%, mas a intensão futura do GEA ao desindexar o índice inflacionário da EXTINTA DATA-BASE. E não adianta o governo querer usar sua mídia adestrada para jogar o povo contra os funcionários, NÓS SOMOS O POVO !!!!! e grande parte de nós ajudamos a elegê-lo. Peço aos colegas do contrato (QUE UM DIA TBM SERÃO EFETIVOS) que contribuam com o movimento, se não de forma direta, mas onscientizando a população sobre as reais causas desse movimento. Mesma coisa peço aos militares, que infelizmente não podem participar ativamente, porém estão em contato direto com o povo e podem esclarecê-los sobre a real situação que passamos. Se o governo ameaça endurecer nas negociações, não espere resposta diferente. Só não esqueça: QUEM BATE ESQUEÇE, MAS QUEM APANHA JAMAIS ESQUECERÁ.

    • Maria de Jesus disse:

      Onde voces estavam nestes ultimos 8 anos? Perderam 32% e só agoram querem recuperar tudo.

      Descupe mais não consigo acreditar que esta paralização não se trata de revolta Politica

      • acadêmico disse:

        Ô maria de jesus capiberibe, você quer o quê? Só porque já perderam 32%, tu queres que continuem a perder. Esse seu argumento e mais fraco que caldo de petece branca. toma um banho, almoça, da um sono, pensa e depois vem com outro argumento.

  8. Sgt kleber disse:

    Como militar me é vedado o direito de greve, mas como cidadão espero q o movimento consiga forçar a revogação do art 3 desta nova lei, q o Gov e AL querem nos empurrar goela a baixo! Quanto aos 3% se não me falha a memória
    é o q nos foi dado ao longo dos últimos 8 anos, exceto no ano em q foi dado 5,6% de reajuste nos salários, mesmo ano em q a AMPREV passou de 8 pra 11% em seus descontos! A luta é válida, só espero q nossos professores não sirvam de instrumento para fortalecer e resgatar o tão danoso ” grupo da harmonia”

    • Maria de Jesus disse:

      Que nos todos sabemos, é que nestes ultimos 8 anos teve uma categoria que ganhou 100% de reajuste e que foi a de Delegado de Policia Civil. Por que nesta época os Sindicatos não lutaram para receber os mesmos reajustes?

    • Alfredo disse:

      É, mas convenhamos, nós é que temos de pagar o pato? Se não fosse os servidores, o Amapá seria um estado falido. O governador pouco se manifesta sobre o caso e deixa os seus subordinados “jogarem” contra os servidores. Que diabo de gente é essa, que outrora amargaram durante decadas várias derrotas, foram quase execrados da vida pública e agora pensa que está forte, absoluto. Cristina, dê Adeus a prefeitura.

      • eduardo oliveira disse:

        boa, muito boa observação. quem vai pagar o pato é a cristina, em 2012. faremos igual ao que fizemos com o bala no início do governo waldez.

  9. Pedro Santos disse:

    Achei um absurdo a declaração de que o governo só vai negociar depois de eleita uma nova diretoria do sindicato. A questão não é essa. Esse é um problema interno dos sindicalizados, o governo nada tem a ver com isso. É uma desculpa esfarrapada. Quanto à questão da greve ser política, não me espanta essa postura. Todos os governantes usam o mesmo argumento para querer desqualificar os movimentos grevistas. Quando, em 94, fazíamos greve no governo Barcellos: nossa greve era política. Quando, no governo Capi, fazíamos greve: a greve era política; no governo Waldez: a greve era política; e agora, no governo Camilo: a greve é política. O engraçado é que se a secretária de educação ou o governador fossem às manifestações iriam descobrir que grande parte dos que estão em greve votaram em Camilo, acreditando nas suas promessas de campanha. Então, secretária, ao invés de perder o seu tempo indo em programas de rádio sem credibilidade alguma, conduzidos, aliás, por radialistas que ajudaram durante esses últimos 8 anos a detonar qualquer candidatura do PSB, antes de perder seu tempo com essas pessoas sem credibilidade alguma, sente-se de novo à mesa de negociação com os professores. Não faça uso desse discurso típico dos governos autoritários que durante anos vêm massacrando a classe trabalhadora. Lembre-se que a senhora também é educadora, e não se esqueça jamais de todas as belas teorias sociais revolucionárias que, eu tenho certeza, a senhora discutiu na faculdade e sonhou um dia por em prática. A única diferença entre nós, hoje em dia, é que a senhora ocupa um cargo, defende o governo. Nós continuamos em sala, enfrentando todos os atropelos do dia a dia. Essa postura do governo apenas vai acirrar um conflito que poderia ter sido conduzido com muito mais habilidade por parte do governo.

  10. Raimundo Lima disse:

    Acho que a classe dos profissionais da educação tem todo direito de lutarem por seus direitos e por melhorias para educação, o que penso que nós (povão) população deste estado tão sofrido, tão saqueado, e tão deficiente de todos os serviços por parte do governo, estamos pagando um alto preço pelos assaltos feito na gestão anterior, a deficiência é tão grande em todos os setores tanto faz ser educação, saúde, segurança, economia fragilizada etc… a capital Macapá é um exemplo disso cheia de buracos, e muito lixo, lama, saneamento básico etc… e a conta p/ pagar tudo isso tem que ser de todos, não é só dos professores é de toda sociedade. Acho que é hora de bom senso de ambas partes!

  11. Alieneu disse:

    É salutar a lutas dos professores, mas há profissionais da educação que não estão engajados na luta da classe, mas sim, aproveitando o fato para curtir uns dias de férias.

  12. Duarte Pontes disse:

    O governo do estado deveria era não pagar regencia para os grevistas no periodo que estão fora da sala de aula e o Ministério Publico deveiria acompanhar de perto a qualidade das aulas que são dadas ao alunos como forma de reposição dos dias parados, são trabalhos valendo aulas, aulas nos sabados que são pela metada, uma verdadeira bagunça e trabalhos de pesquisa na internet ( Ctrl C/ Ctrl V) feitas aos montes em lan houses.
    Professor faz greve por dinheiro, nunca por melhorias na educação, eles dizem que está entre as rinvidicações, mas não é o motivo da greve.
    Coitado dos alunos que pagam o pato.
    Estive olhando no portaltransparencia e vi que os professores do Amapá não ganham tão mal assim como dizem em seus discursos. Mas sempre querem mais, assim é o ser humano.

    • Rosi disse:

      Para DUARTE PONTES,

      Que tal olhar vc trabalhando também?ridiculo.

    • Carvalho disse:

      É meu caro! Pelo visto você deve ter passado por professores desqualificados mesmo,não no nosso estado, ou você era daqueles alunos que faltavam a aula para ficar vagabundando na rua, porque se eu tivesse um portugês igual ao seu eu nem teria coragem de posta um comentário nesse blog!

  13. Bio_Internauta disse:

    É verdade que muitos professores enrolam em suas aulas, é bem verdade que o salário dos professores não são ruins comparados a outros estados, no entanto o fato de a qualidade da educação no Amapá ser baixa é pela falta de incentivo para capacitação dos docentes, a grande alta do custo de vida no nosso estado torna o salário baixo.
    Entendo que o governo está tentando fazer mudanças, melhorias, no entanto o que está faltando é informações. Promessas eleitorais não apenas devem ser cobradas, devem ser negociadas (afinal quem nunca prometeu e não pode pagar depois!?), acho apenas que para que tudo se resolva sentar e conversar seria o certo, pois como dizem “dois bicudos não se bicam” então pra que continuar essa queda de braço entre governo e sindicatos?
    E queridos leitores, blogueiros e opinadores, tentem não usar um espaço democrático para maldizer qualquer lado que seja, apresentem opiniões com possíveis resoluções e não apenas com os problemas que já causam discórdia. A falta de companheirismo é a maior causa da situação que hoje passamos.

    Tenham uma ótima noite.

  14. Funcionário Público disse:

    O governado está correto em cortar o ponto desses professores que não querem trabalhar. O interesse público está acima dos interesses de meia dúzia de servidores que só pensam em engordar os salários. Essa história de preocupação com a qualidade de ensino é puro discurso, o que interessa mesmo é o aumento de salário.

    • Prof. Roberto Dejalma disse:

      Funcionário Público, você é um ignorante. Como semi-analfabeto que é está conformado com que lhe empurra goela abaixo. Você se esconde, não procura sequer saber os reais motivos de uma categoria que deve ser respeitada pela importância que representa ao país. Não sei se você estudou, mas deveria porque o conhecimento nos tira da escuridão da ignorancia. É óbvio que o professor precisa lutar pelo salário justo, tem de ser assim, caso contrário a classe de professores será extinta e tão pouco a educação que tanto sonhamos para o país se consolidará como o bem mais precioso de um povo.

      • Funcionário Público disse:

        Caro Prof. Dejalma,vc como “educador” não deveria partir para ofensas.Na condição de professor, ao menos diz ser,deveria pautar seus comentários no campo das idéias. Parece que vc não tem argumento para justificar uma grave que está sendo reprovada pela sociedade amapaense. E para seu conhecimento tenho uma formação acadêmca que certamente Vossa Senhoria não possui.

        • Nazaré Vilhena disse:

          Sr desconhecido, se tens formação superior, não parece, pois não consegues enxergar um palmo na frente do teu nariz. Não consegues perceber que “nem só de pão vive o homem”, como dizia meu caro Jesus.
          Nós professores estamos em greve não só pelo direito que temos de receber salários dignos, mas de não permitir que direitos históricos sejam cerceados.
          Leia, atualize-se, tente interpretar as entrelinhas e se esforce em entender o que está por trás das notícias veiculadas pelo governo. Sei que tu conseguirás compreender melhor as coisas.
          ESTUDE!!! Sei que um dia precisaste de um professor. Se é que ainda não precisas!

        • Carvalho disse:

          Então ponha sua formação em prática!

    • Nazaré Vilhena disse:

      Uma pessoa q se esconde em pseudônimo não é digno de expressar sua opinião, pois, afinal, não tem opinião, apenas expressa a opinião do seu dono e senhor.
      Procure interpretar as situações e tente se esforçar em compreender o que está à sua volta. Pare de puxar saco e se alfabetize para o mundo!

    • Carvalho disse:

      Com certeza o aumento no salário é o principal. Quem não quer ganhar bem? Se você não for mais um desses vagabundos fanáticos por política que vivem debaixo da saia de políticos corruptos para somente para ganhar acessoria e ficar coçando, sabe do que eu estou falando!

    • ELIAS disse:

      Se tu és funcionário público tu deves ganhar muito bem ou é do PSB “DOENTE” PARA FALAR UMA ASNEIRA DESSA.

  15. Rener Passos disse:

    a SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO AMAPÁ DEVE PEDIR EXONERAÇÃO, depois desse escandalo envolvendo seu marido em propina. Como a greve foi repelida pelo governo através dessa secretária com palavras de cortar ponto, negociar com nova diretoria (pra tirar o foco da lei 1540 e do aumento salarial) nós profesores só negociaremos com a EXONERAÇÃO DA SECRETÁRIA MIRIAN CORRÊA. a proposta agora pra todos os colegas professores é INVADIR A SECRETARIA E OCUPA-LA até que o governador retire do cargo pra nossa negociação do fim da greve. A COISA AGORA SE AGRAVOU, AGORA É PARTIR PRA ATOS MAIS IMPACTANTES CONTRA ESSE GOERNO, CHEGA DE CONVERSA E VAMOS PRA AÇÃO. gRANDE ABRAÇO A TODOS. AH, A TEMPO, NOS RESPEITE SECRETÁRIA, TOME VERGONHA NA CARA EM VIR FALAR DE CORTAR PONTO DE PROFESSORES DEPOIS QUE SEU MARIDO PEGA PROPINA DE EMPRESA LIGADA A SEED. COMO DIZ O CAPITÃO NASCIMENTO PEDE PRA SAIR,, PEDE PRA SAIR…

    • Suzy disse:

      Rener, deixe de ser leviano, onde está a notícia de que o marido da secretária realmente pegou propina? Quanta maldade, não perca tempo com essas baixarias, pelo contrário ganhe tempo se alfabetizando, você como educador é um verdadeiro atropelo.

      • Rener Passos disse:

        O jornalista Hélio Nogueria ja me mostrou o vídeo e que ja ta na policia federal TAMBEM, isso não é ser leviano é constatar fato. perdou-me pelos meus erros de portugues talvez vc como um ser ALTAMENTE ALFABETIZADO E CONSCIENTE POLITICAMENTE E QUE NÃO TEM ATRELAMENTO NENHUM AO GOVERNO POSSA ME DAR AULAS…MAS POR FAVOR…SÓ DEPOIS DO FIM DA GREVE… GRANDE ABRAÇO. Exoneração já de MIRIAN CORRÊA.

    • Bio_Internauta disse:

      Rener Passos, não acho que uma ação de destruição e/ou obstrução de liberdade de trabalho como o ato de invadir a secretaria de educação irá ser benéfico, somos EDUCADORES e não DESTRUIDORES, temos que ser PENSANTES e não MASSANTES, usar o poder da massa de nossa classe com o objetivo de nos tornarmos exemplos a não ser seguidos por nossos alunos é algo que de maneira alguma concordaria em hipótese alguma, sejamos mais paciente, não precisa ser complascente com a situação apenas procure resolução de problemas sem causar mais problemas. Desculpe se de alguma forma eu tenha ofendido, tenham uma ótima tarde todos.

  16. Valei-nos meu São José!
    O Amapá está dentro de uma roubada, saem os leões e assumem os tigres. O que fazer?
    Nossa meus amigos, será que a história das estórias estão por se repetir. Confusão, atrás de confusão. O Governador Camilo, precisa entender que nosso povo está cansado de sofrer. Não dá mais, para perdermos o que com bastante sacrifício demoramos para conquistar. Será que o fato do Governador ter ido estudar fora do do País, tem feito ele perder o juízo. E a Secretaria de Educação, que mundo ela vive? quem ela pensa que é? Pois se esquece que estava a disposição da Conselheira Raquel Capiberibe do TCE. `Pergunta-se, quando ela (a secretária) estava a disposição do TCE, ela recebia salário pago pela SEED (GEA)? Caso afirmativo, que tal ela devolver o dinheiro recebido de forma injusta, pois não estava no exercício da função, para os Cofres Públicos.
    E a humilhação vividas pelos Contratos Administrativos, pessoas que buscam ter uma oportunidade para se sustentarem, foram obrigadas a ficarem até 01 hora da manha, e muitos tendo a noticia de que não poderiam assinar seu respectivo contrato.
    Na saúde, a história é a mesma, pessoas experientes sendo dispensadas, para que os Cabos eleitorais passem a terem oportunidades. E o MP, onde está? Por que o fiscal da lei não atua?
    Nossa cultura esta UTI, na SECULT o que se percebe é a falta de respeito para com as coisas de nossa terra.
    Ah! Meu São José, Minha Santíssima Trindade,São Joaquim do Criaú, São Benedito, Nossa Senhora do Rosário, Nossa Senhora de Aparecida, Divino Espírito Santo intercedam por nós junto ao altíssimo, para que o AMAPÁ possa ser mais justo com seus filhos.

  17. Professora Paty disse:

    Sua indignação é minha indignação…no decorrer de minha caminhada na educação só me defrontei com dois governos que desrrespeitaram os funcionários públicos desse estado…principalmente a classe dos educadores.São eles: Governo Capiberibe e Governo Capiberibe…nossa! Parece até uma encenação trágica e ao mesmo tempo cômica…mas muito,muito desgastante.No 1º Governo 40,tivemos nosso Estatuto rasgado,jogado,desrrespeitado ao máximo.Tínhamos um plano de saúde chamado IPEAP que irresponsávelmente foi-nos retirado pela classe dos Deputados eleitos por nós…neste momento estava fazendo tratamento de saúde de meu filho e que infelizmente foi interrompido…Ah se eu pegasse o governador na rua,naquela época!!Foram tantos acontecimentos marcantes daquela era negra que não conseguiria relatar aqui…mas pelo que estavos vivendo atualmente…os ardís daquele tempo estão ressurgindo novamente…mas agora com mais opressão.AMIGOS E COLEGAS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS..DEVEMOS EXIGIR A REVOGAÇÃO DESTA LEI AGORA!!!FAÇO UM APELO A TODOS QUE VOLTARAM´ÀS SALAS DE AULA..A COISA É MAIS SÉRIA DO QUE VOCÊS IMAGINAM…NÃO ENFIEM A CABEÇA NA TERRA COMO O AVESTRUZ…POIS A UNIÃO É QUE FAZ A FORÇA…TEMOS QUE SER EM NOSSAS SALAS DE AULA PSICÓLOGOS,ORIENTADORES E ATÉ MESMO PAIS DE NOSSOS ALUNOS E AINDA HÁ QUEM DIGA QUE SOMOS VAGABUNDOS…SÓ SENTE A DOR QUEM TEM A FERIDA…A HORA É DE LUTAR…UM POVO CONSCIENTE É FÁCIL DE GOVERNAR, DIFÍCIL DE DOMINAR E IMPOSSÍVEL DE ESCRAVISAR.

  18. Tami disse:

    Incrivel a ignorancia do governo ao tentar fazer terrorismo na cabeça dos servidores de greve, cortar ponto, demissão, tudo isso é ilegal de se aplicar ao grevistas, os que temem por seus empregos e familias voltam as salas de aula. Óbvio que esse anúncio não foi feito pela própria boca do governador, que jamais compareceu pessoalmente a uma reunião com os grevistas, saiu dos paus-mandados que podem muito bem servir de bode expiatório assim que as cobranças da lei sobrecaião sobre tamanha violação aos direitos do trabalhador.

    Melhor ainda foi o vazamento da informação de que o governador teria ordenado a PM a um suposto “impedimento” de uma suposta “confusão” na greve, com intuito de agredir e assustar os grevistas, dia em que estes vestiram-se de branco e demonstrando pacificidade continuaram na greve.

    A quantidade de “capiDoente” que tem arrependido de seu voto na greve é incrivel, gente a quem foram prometidos mundo e fundos, e agora canta o jingle cômico que satiriza o jingle de camapanha do governador, que a proposito ameaçou processar pela criação do jingle, que foi posteriormente alterado.

    Aliás, por falar na opressão a liberdade de expressão, parabenizo os veículos de comunicação do estado que se negaram a publicar notas do servidores públicos, e somente sob ameaça de processo cederam, e agora os publicam…. DE MADRUGADA, que legal.

    Esse é um estado com história politica confusa, criação territorial tardia, conhecido como curral politico nos outros estados, onde mortos do bailique votam e pessoas nascem com cargo no governo, incrivel.
    :) vejamos o que essa recessão traz aos olhos dos nossos eleitores, tantas consequencias jamais foram sentidas tão cedo após uma eleição no estado, e não basta culpar o governo anterior com essa de “não tem dinheiro”, essa desculpa não cola com o portal da transparência do Governo Nacional que divulga as verbas direcionadas ESSE ANO para o Amapá, se não tem dinheiro, então onde foi parar esse da Educação, e da saúde, e o reajuste previsto de 16% que tb o Gov Nacional anuncia, e meus queridos, pode ter certeza que não foi nos tais “76″ leitos para TODOS OS HOSPITAIS que vem sendo anunciado no comercial “Arrumando a casa” do GOV do Ap, eu nem mesmo publicaria esse dado de miseros 76 leitos novos para os hospitais, isso não tira nem metade das pessoas que estão no chão aguardando atendimento de estagiários da Florence, que geralmente reutilizam luvas descartaveis e seringas por falta de material. :) Acho que não, esse dinheiro, definitivamente não foi pra saúde, pra onde foi será?! :D Lá em casa é que não tá.

    Bom, eu que trabalho no setor privado me indigno com isso, imagine o servidor público que vivencia td dia esse sistema quebrado, mas como dizem os que disseram: “eu disse”, isso que dar votar em alguem que nunca trabalhou pra cuidar do futuro do trabalhador… genuinamente sem sentido. :) Mas como dizem, a propaganda é a alma do negocio, e com certeza tem reeleição ae minha gente! \o/ E o pessoal de perto de casa que recebia varias caixas de cerveja pra votar vai adorar!

Deixe o seu comentário!