A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (10/05) a Operação “Marraquexe”, para investigar o comércio ilegal de animais silvestres,
exóticos e em extinção.
A ação é resultado de um trabalho em conjunto com o Ministério Público Federal
e contou com o apoio do Ibama. Policiais federais cumpriram três mandados de
busca e apreensão na cidade de Macapá, em endereços ligados a um homem de
25 anos suspeito de vender os animais pela internet.

As vendas eram realizadas
em grupos compostos por brasileiros e estrangeiros na rede social Facebook.
De acordo com as investigações, o homem colocava a venda répteis de espécies
variadas, constantes na lista da Convenção de Washington sobre o Comércio
Internacional das Espécies da Flora e da Fauna Selvagens em Perigo de Extinção
(CITES). Dentre os animais, foram identificadas duas espécies oriundas da
Venezuela e da Índia.


O homem irá responder, na medida de suas responsabilidades, por crimes contra
a fauna, a administração ambiental e organização criminosa. Se condenado, as
penas podem chegar a 12 anos de prisão, além do pagamento de multa.
* Marraquexe é uma é uma cidade do centro-sudoeste de Marrocos, onde está
localizada a famosa praça Jemma el-Fna, inscrita na lista de Patrimônio Mundial
da Unesco e famosa pela presença dos encantadores de serpentes.


Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá
[email protected] | www.pf.gov.br
(96) 3213-7569