O vice-governador do Amapá, Papaléo Paes (PSD) entregou a carta de renúncia, na manhã desta terça-feira, 7, na Assembleia Legislativa, depois de uma bombástica entrevista  coletiva que Papaléo concedeu no Palácio do Governo, bem ao lado do gabinete do governador Waldez Góes.

Os conflitos na relação entre Papaléo e o governador Waldez Góes (PDT) ganharam publicidade há duas semanas, quando parte do grupo de Waldez passou a defender o nome do empresário Jaime Nunes para vice.

Os rumores de que Papaléo seria “jantado” se confirmaram no sábado, 4, na convenção  do PDT, onde Jaime Nunes foi anunciado como vice na chapa de Waldez Góes.