Operação PC-27 da Polícia Civil prende 31 pessoas no Amapá

As polícias judiciárias do Brasil desenvolveram na quinta-feira, 9, a operação denominada “PC-27”, executada simultaneamente em todos os estados e no Distrito Federal.

O objetivo era cumprir mandados de prisão de pessoas envolvidas com tráfico de drogas e de armas, crimes contra o patrimônio, homicídios, além de outras ações delituosas, busca e apreensão.

A PC-27 é uma deliberação do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC), cuja presidente é a delegada Martha Rocha, da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Segundo ela, a proposta da ação é promover a integração entre as polícias do país, fortalecendo o contato e a troca de informações entre as instituições.

A operação foi coordenada pela Polícia Civil do RJ, comandada pelo delegado Fernando Veloso.

No Amapá, o delegado-geral Tito Guimarães Neto disse que 28 delegados e 163 agentes foram mobilizados para cumprir 7 mandados de buscas e apreensão e 31 de prisão, todos foram executados.

Os agentes apreenderam quatro armas de fogo, sendo duas de cano curto e duas longas, diversas peças de veículos com numeração raspada e algumas porções de drogas. Segundo o delegado-geral, das 31 pessoas presas, 15 estavam ligadas diretamente a crimes contra o patrimônio.

Trabalharam nesta ação 4.610 agentes e 535 delegados. Até o final do dia 655 pessoas já tinham sido presas: 14 adolescentes apreendidos, 88 armas de fogo, 9 quilos de maconha, 16 kg de cocaína e 3 kg de crack, 77 veículos com ocorrências de roubo e aproximadamente R$ 50 mil em espécie.

José Maria Silva/Secom

  • Eu fico feliz da vida quando vejo as coisas funcionarem, de fato. Parabéns à Polícia Civil, pela ação e pelo sucesso da mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *