NOTA DA SECRETARIA GERAL DO DIRETÓRIO NACIONAL DO PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE

Vimos por meio desta, nos posicionar sobre as atuais especulações a respeito da conjuntura política local e a condução dos diálogos pré-eleitorais no Amapá que envolvem o PSOL;

Por conta disso, esclarecemos:

1.      Que temos plena convicção e confiança, que o diretório estadual do Amapá construirá alternativas condizentes com a linha política-ideológica, e a tática eleitoral para o período, levando em conta a conjuntura política e nosso projeto para o Estado do Amapá;

2.      O Diretório estadual do PSOL, na pessoa de seu presidente Randolfe Rodrigues, reúne capacidade política, nossa confiança e nos representa na movimentação em relação às conversas eleitorais para esse pleito de 2010;

3.      O PSOL é um partido político independente e autônomo não se sujeitando a ficar a mercê de interesses eleitorais individuais ou familiares que desconsiderem a inserção da totalidade dos atores políticos relevantes regionais. Sendo assim, o PSOL distingue a necessidade de compor politicamente e fazer alianças com a situação de adesão política e submissão eleitoral que a ele querem impor;

4.      Randolfe Rodrigues é um dos quadros políticos mais importantes de nosso partido, além de compor a direção nacional máxima do PSOL sua pré-candidatura ao senado é uma de nossas prioridades nacionais;

5.      Por fim, lamentamos a postura daqueles que na busca de seus intentos políticos, e sem levar em consideração a história e as necessidades atuais da luta do povo, tentam desqualificar a legítima pré-candidatura de Randolfe Rodrigues ao senado, pelo viés da desconstrução leviana, com o claro objetivo de confundir, a opinião pública. As manobras, distorções e inverdades não constroem a democracia que almejamos e necessitamos.

Ao povo do Amapá: É hora do novo! Fé na vida, fé no que virá!

Brasília, 14 de março de 2010.

Afrânio Boppré

Secretário Geral do Diretório Nacional do PSOL

  • bom, axo que essa nota põe fim a polemica de que a executiva nacional do PSOL interviria no diretorio amapaense e distituiria-o, e vai mais alem, diz ter plena confiança nos passos do PSOL do Amapá e ainda afirma a candidatura de Randolfe como uma prioridade nacional.
    dale PSOL!! dale Randolfe!!!

  • Se o Capi quiser ser Senador da República, terá de mandar seu filinho desistir da idéia de candidatura ao governo e propor a cabeça de chapa ao PSOL (Randolfe). Vai provar do próprio veneno, acabar de só ser bom quem é da família
    .

  • são apenas duas vagas para o senado,oa mais cotados são capi,waldez,gilva,papaleo e randolfe respactivamente,sendo assim randolfe estara dando um tiro no pé se vier candidato ao senado,isso é fato.

  • o”realista”nao ta muito antenado se acha que o papaleo ta melhor que o randolfe na candidatura ao senado, o povo ja cansou desse mosca morta que nada faz pelo povo do estado, quanto ao gilvan nem precisa comentar ne? o cara leva titulos e titulos de pior senador do brasil e pior tem muita gente bem instruido que vota no cara. piada!

    • alex kosta deixa um pouco a paixão de lado e verás que randolfe não tem densidade eleitoral para ser senador em uma sociedade que a grande maioria é analfabeto político e funcional.

      • Se ele não tivesse essa “densidade eleitoral” ele jamais seria eleito Deputado Estadual. E só não ganhou nas últimas eleições por causa do famigerado Coeficiente Eleitoral, em que a coligação dele nao foi suficiente pra elegê-lo, mas ele recebeu mais votos que alguns dos deputados que assumiram. Outra, Papaléo só serve pra fazer discursos e mais discursos na tribuna, e só a Band que transmite.

Deixe uma resposta para ADALBERTO PSOL Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *