Na caixinha de comentários do Blog, homenagens ao Corrêa Neto

Da Procuradora-Geral de Justiça, Ivana Cei

“Dia  triste  para o Estado do Amapá.  Hoje  calou-se  a voz  da  liberdade  e  do  comprometimento  com a verdade. Perda  irreparável  para o  jornalismo  sério  e independente.  Sua  vida  não  foi  vã,  marcou  para sempre  a história  no  Estado.  Seu exemplo  é  o grande legado  a ser  seguido  de resistência,  luta  e  coragem! Para mim Vc será  sempre especial,  aquelas pessoas que passam  sem querer  em nossas vidas deixando  para sempre  as marcas em nossas almas. Minha admiração,  respeito e orgulho  de ter  conhecido  Corrêa Neto!”

 

Do prefeito de Macapá, Clécio Luis

“O jornalista mais livre que conheci, agora mais livre está! Viva a memória e o legado de Antônio Corrêa Neto!”

  • DESCANCE EM PAZ. Valeu a lição de vida, de profissional, de pai, de guerreiro, de tudo aquilo de positivo que representaste para a sociedade. Minhas condolências e apoio aos familiares, amigos e pessoas queridas que admiravam e acompanhavam esse cidadão impressionante chamada, CORRÊA NETO.

  • Noite pesada como a farta chuva que caiu, parece que a indicar (anunciar) que alguma coisa triste, sofrida e ao mesmo tempo inexorável, como a própria chuva, iria acontecer. Pesar para o Amapá. Que dor para todos nós, que aprendemos todos os dias sorver um pouco de sua inteligência, independência e coragem desfiadas no seu site. Antes da internet, ao longo da vida, nas remingtons, nos linotipos, nos microfones, nos videotapes a se posicionar na defesa intransigente da coerência, na denúncia do oportunismo e no amparo a verdade. Com quem compartilhar um pouco a cumplicidade e algumas inocentes indiscrições? É caro Correa, você vai fazer muita falta a nós todos. Vai em paz. Alcione

  • Ele era necessário. Sentirei muita falta da coluna que ele escrevia e que eu ficava ansioso para ler, chamada Geléia Geral. Meus sentimentos à família.

  • sentirei falta de ler seu Blog,porém tenho certeza que ele cumpriu sua missão aqui na terra e nos deixou um grande legado!

  • Seria bom para Macapá e para o Amapá que a memória de uma pessoa tão digna e honesta permaneça para sempre: uma rua, uma praça, um logradouro público no seu nome poderia ser uma forma de perpetuar sua presença no meio de nós

  • Silenciou o que nunca vai se calar.
    Apagou o que sempre permanecerá aceso.
    Partiu o que sempre estará entre nós.
    A MORTE SÓ É ABSOLUTA PARA OS SIMPLES MORTAIS. PARA O CORREA A MORTE É RELATIVA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *