Macapá participa da Campanha “Ficha Limpa”. Reunião hoje,31, às 14 hrs no auditório da Justiça Federal

Mutirão do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral tem o objetivo
de coletar assinaturas para Projeto de Lei sobre a vida pregressa dos
candidatos e acontecerá na semana da pátria. Reunião para tratar do
evento ocorrerá no dia 31 de agosto, no auditório da Justiça Federal.

O Comitê do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral no Amapá, em
parceria com os representantes da Associação Nacional dos Procuradores
da República (ANPR) no Estado, participará da Mobilização Nacional pela
coleta de assinaturas para o Projeto de Lei de iniciativa popular que
pretende aumentar as situações que impeçam o registro de candidatura,
levando em conta a vida pregressa dos candidatos.

Em Macapá, o recolhimento de assinaturas acontecerá, na Semana da
Pátria (1º a 7 de setembro), culminando numa grande coleta de
assinaturas nos dias 5,6 e 7 de setembro, em vários pontos da capital
amapaense.

Com o objetivo de acordar a atuação de diversas instituições entidades
e organizações sociais, haverá uma reunião no próximo dia 31 de agosto,
a partir da 14h, no Auditório da Justiça Federal no Amapá, localizada na
Av. FAB,1374, Centro, onde serão determinados os meios de atuação e os
locais de coleta de assinaturas. A reunião será aberta ao público que
desejar contribuir com a campanha e à imprensa em geral.

A mobilização é uma ação do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral
(MCCE). O Projeto de Lei sobre a vida pregressa dos candidatos pretende
alterar a Lei de Inelegibilidades. De acordo com o texto do projeto, a
condenação criminal por improbidade administrativa resultaria em
inelegibilidade do candidato. No caso dos políticos que detém foro
privilegiado, a proposta é que a inelegibilidade decorra do recebimento
da denúncia pela justiça.

Mais informações:
www.mcce.gov.br

  • E os Juizes que julgam as ações eleitorais no TRE e TSE ?
    Como podemos nos proteger das sacanagens que eles fazem com a gente ?
    Não adianta campanha nenhuma se na hora de julgar estiver tudo ” DOMINADO ” !!!
    Aqui no Amapá fizeram aquela prezepada toda de o cidadão fiscal da eleição e no final eles dão a eleição pra quem roubou a eleição.
    Chega de ser palhaço, esse Amapá é terra da Harmonia….Tá tudo dominado !!

  • Ah se funcionasse realmente! Mas só quem é punido mesmo é o cidadão, pois tem que apresentar, quando aprovado em concurso, o comprovante de votação, o nada consta na justiça, etc. Mas não custa assinar e esperar mudanças.

  • Rapaz? eu já assinei e acredito nessa lei e temos que fazer nossa parte pois se deixarmos tudo como está sem nos movimentarmos isso aqui daqui a pouco tá insustentável mesmo. Eles tem que ver que temos força e podemos alguma coisa!!!
    Temos que enxotar sarney, os góes, barbalhos, ACM júnior, etc etc de nossas vidas…
    Creio que podemos…

  • O que é que esses “magistrados” do TRE acham que nós pensamos deles? O que os familiares desses “magistrados” pensam ou pensaram deles quando um dia analisarem os casos “Roberto Goes” e o prefeito “Zezinho” de Pedra Branca do Amaparí? Esses “magistrados” são os verdadeiros bandidos de nossa sociedade. Não tenho dúvidas do que digo, e eles deveriam tomar vergonha na cara, pois o papel a que eles estão se prestando é triste,pobre e mesquinho. Tenho muita pena dos seus familiares, pois um dia pagaram caro pelo que eles fazem hoje.

  • Acredito que se os eleitores deixarem de votar em candidatos com a ficha suja, nosso país tomará o caminho da moralização, resultando em enorme benefício para a população. Esse trabalho do MCCE é importantissimo e como tal, deve ser mais divulgado a ponto de atingir a massa dos eleitores.

Deixe uma resposta para UUUUIIIII Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *